×

Busca

(502) registro(s) encontrado(s) para a busca: Câmara de Feira
Feira de Santana / 20 de setembro de 2020 - 22H 49m

Governo suspende retirada de barracas obedecendo determinação da Justiça

Governo suspende retirada de barracas obedecendo determinação da Justiça
Foto: Secom

Na última sexta-feira(18), o desembargador Baltazar Saraiva, da Quinta Câmara Cível do Tribunal de Justiça da Bahia, expediu um mandado judicial determinando que a Prefeitura de Feira de Santana suspenda a retirada de barracas do comércio informal das ruas do centro da cidade (leia aqui)

Neste domingo (20), o governo municipal publicou em seu site oficial que vai cumprir a determinação judicial e a partir desta segunda-feira (21), não vai mais retirar as barracas das ruas centrais de Feira de Santana. O procurador geral do município, advogado Carlos Alberto Moura Pinho, já anunciou, entretanto, que vai recorrer da decisão. 

De acordo com a publicação no site oficial da prefeitura, somente esta semana, o governo municipal retirou 52 barracas nas ruas Hermínio Santos e Recife (ao lado da Euterpe Feirense), deixando as vias completamente livres para as obras do Projeto Centro.

O secretário de Prevenção à Violência, Moacir Lima dos Santos, que está comandando a retirada do centro da cidade, informou que o trabalho está sendo feito com absoluta tranquilidade e inclusive algumas barracas estão sendo levadas para a própria casa do barraqueiro, a pedido dele.

Leia também: Shopping Cidade das Compras entra em funcionamento segunda-feira

 

Feira de Santana / 08 de setembro de 2020 - 20H 32m

A pedido dos vereadores, prefeito revoga decreto com medidas restritivas em templos religiosos

O Governo Municipal revogou nesta terça-feira (08) o Decreto Nº 11.726, publicado no último dia 05, no Diário Oficial Eletrônico, que dispõe sobre alteração das medidas de flexibilização para abertura de Templos Religiosos no município, considerando o Estado de Calamidade Pública em decorrência da pandemia da Covid-19. De acordo com nota publicada no site oficial da Prefeitura, as novas medidas serão anunciadas em breve pelo Poder Público Municipal.
A revogação foi um apelo da bancada evangélica da Câmara Municipal. O presidente da casa, vereador José Carneiro (MDB) informou que foi contestado o decreto que determinava limite de 50 pessoas, obrigatoriedade do registro de nome e endereço de quem estava entrando no templo, aferição de temperatura, distanciamento entre as pessoas e impedimento de contato físico do líder religioso com as demais pessoas. José Carneiro disse que o prefeito teria ouvido de um religioso a sugestão com as exigências. “Ao perceber as manifestações de líderes religiosos, imediatamente decidiu pela revogação. Tenho certeza que atendeu esta solicitação equivocada com o objetivo de dar mais segurança à população no combate a Covid-19”. Afirmou.
O vereador Edvaldo Lima disse que no domingo, ao se  deparar com o decreto, imaginou que “não era obra do prefeito, afinal, em cinco meses, ele não apresentou barreiras aos evangélicos e não iria fazer agora”. Como tentou, sem êxito, falar com Colbert, gravou um vídeo reclamando das medidas. “O prefeito me ligou e se comprometeu de revogar. E eu o parabenizo”. Quanto ao “líder religioso” que teria feito as sugestões, “com toda certeza, está trabalhando contra e quer atingi-lo”.
O líder governista na Câmara, Marcos Lima (DEM), tambem evangélico, chamou a atenção do prefeito, ao perceber a insatisfação de várias pessoas, inclusive de vereadores e deputados. “Ele me disse, de pronto, que reeditaria o decreto”.
Cadmiel Pereira (DEM) levou ao chefe do Poder Executivo  questionamentos feitos por bispos, pastores e padres e  o gestor foi sensível as demandas. “Percebendo que o decreto precisa ser revisto, ele mostrou grandeza e humildade”.
Lulinha (DEM) esclareceu que o prefeito  nunca perseguiu evangélicos e sempre respeitou todas as religiões. “Escutou os líderes religiosos, entendeu que o decreto deve ser revogado e vai revogar”.

Feira de Santana / 06 de setembro de 2020 - 08H 51m

Morre o multiartista feirense Márcio Punk

Morreu na manhã deste domingo (06), aos 46 anos, no Hospital Dom Pedro de Alcântara, o multiartista feirense Márcio Punk. Ele lutava contra um câncer de pulmão há pelo menos um ano e meio. Ainda não temos informações sobre o velório ou sepultamento, cuja presença deve ser restrita por causa da pandemia do novo coronavírus.

Por mais de 20 anos, Márcio teve intensa atuação no segmento cultural em Feira de Santana e região. Além da atividade como tatuador, Punk também enveredou pela música, cinema e especialmente pelas artes visuais, desenvolvendo a técnica chamada pulverografia.

Márcio Punk também foi o idealizador da mais importante intervenção de arte urbana da Bahia entre os anos de 2015 e 2018, o movimento “O Beco é Nosso”, no Beco da Energia, antigo espaço onde existem casas de prostituição, situado no coração do centro comercial de Feira.

Inúmeras apresentações musicais, de dança e teatro, oficinas, intervenções de artes visuais, principalmente o grafitti, lançamentos de livros, entre outras atividades, deram ao espaço grande visibilidade nos veículos de comunicação e nas redes sociais também, forçando o poder público a tratar com mais dignidade as pessoas que lá residem.

Punk teve atuação como ativista cultural, apoiando as ações em favor da elaboração do Plano Municipal de Cultura e as cobranças pela aprovação do documento na Câmara Municipal no ano de 2016. Participou de apresentações do grupo Curarte, que faz intervenções artísticas voluntárias em hospitais de Feira.

Márcio Antônio Silva dos Santos deixa dois filhos, Erik e Malu, e uma legião de amigos que ao longo dos últimos meses participaram ativamente da campanha Arte Vence, que visava arrecadar recursos adicionais para o tratamento de saúde do multiartista.

Feira de Santana / 26 de agosto de 2020 - 15H 42m

Secretaria de saúde nega que falta luvas no SAMU

A secretária de saúde do município, Denise Mascarenhas, informou que a denúncia feita pelo vereador Roberto Tourinho, na manhã de ontem, 25, na Câmara Municipal de Feira de Santana, de que faltam luvas no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), é infundada e não corresponde a realidade do órgão.
“Ao tomarmos conhecimento da denúncia, através do líder do Governo na Câmara, vereador Marcos Lima, enviamos imediatamente fotos que comprovam a existência de luvas de todos os tamanhos, além de Equipamentos de Proteção Individual (EPI), disponíveis para os profissionais que atuam no SAMU. Prezamos pela qualidade e excelência no atendimento prestado à população, por isso capacitamos e cuidamos para que os nossos profissionais estejam protegidos durante o trabalho”. Disse Denise.

Feira de Santana / 20 de agosto de 2020 - 11H 00m

Secretário anuncia o pagamento de um vale merenda no valor de R$50

Por Dandara Barreto

Os mais de 50 mil alunos da rede municipal de ensino que estiveram desassistidos ao longo desses 5 meses de pandemia vão receber um kit merenda no valor de R$50,00 (cinquenta reais).
A informação foi dada pelo secretário de educação, Marcelo Neves, que disse que o dinheiro depositado todos os meses pelo Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) será utilizado para a compra. “O valor acumulado destes meses somam R$ 2.182.000 (dois milhões, cento e oitenta mil reais) e é com este valor que os kits serão comprados. O prefeito vai complementar com o que faltar para entrega dos kits imediatamente”. Segundo Marcelo, o FNDE entende que o voucher não deve ser utilizado, por isso, a prefeitura vai montar os kits para distribuição. A falta de assistência para com os alunos tem sido uma reclamação constante dos pais e responsáveis. De acordo com a prefeitura, a assistência não foi possível, por que não há recursos para o pagamento e por isso, foi aberto um processo na justiça a fim de conseguir uma autorização do uso da verba dos precatórios do Fundeb.

Uso da Verba dos precatórios

O Senado aprovou na última terça-feira(18) um projeto de lei que direciona parte da verba destinada ao pagamento de precatórios federais para o combate à pandemia de Covid-19. A proposta aprova que a união use o dinheiro que sobrou, fruto de eventual acordo por desconto no pagamento dessa dívida, no combate ao coronavírus. O secretário municipal de educação Marcelo Neves ainda não sabe como será este rateio. Ele pontua que além da sanção presidencial ainda será necessária a regulamentação. Segundo ele, a aprovação não anula o processo que corre na justiça.
Questionado sobre esta assistência aos alunos, o secretário informou que será liberado.

Os precatórios são títulos da dívida pública reconhecidos após decisão definitiva da justiça. O texto aprovado regulamenta também o pagamento de precatórios oriundos de demanda judicial que tenha tido como objeto a cobrança de repasses referentes à complementação da união aos estados e municípios por conta do antigo FUNDEF, atual Fundo de Desenvolvimento e Valorização dos Profissionais da Educação (FUNDEB).

O senador e relator, Rodrigo Cunha (PSDB-AL), disse que a regulamentação é um passo importante para o pagamento de 60% do montante desses precatórios para os professores.

Para a presidente do Sindicato dos Professores (APLB), Marlede Oliveira, esta é uma vitória da categoria, que briga há anos na justiça por este percentual.
A prefeitura recebeu o recurso em 2018 e desde então, o professores têm cobrado 60% do valor depositado. “A categoria está lutando há muito tempo. Desde que os recursos chegaram aos cofres do município, em 2018, os prefeitos têm relutado para não pagar os 60% aos professores. O então prefeito José Ronaldo dizia que não pagaria e com o atual prefeito Colbert também não houve diálogo”. A sindicalista explica por que os professores têm direito a este percentual.
“De 97 a 2007 nós tínhamos o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (FUNDEF) que tinha muito claro a destinação de 60% dele para professores é nosso por direito e agora passar a ser garantido por lei”.
A expectativa da APLB é que o presidente sancione a lei.
“Deputados de direita e de esquerda foram solidários à nós, por isso, acreditamos que não haja veto presidencial e se houver, a câmara tem autonomia para derrubar o veto.
Marlede Oliveira ressalta que o sindicato vai cobrar veementemente os precatórios da rede estadual.
“Os professores da rede estadual têm perguntado sobre o precatório do estado ainda não chegou o estado da Bahia. O valor a ser recebido é de 30 milhões. Nós vamos cobrar do governador Rui Costa os 60% desta quantia. Como agora é ele não vai poder dizer não temos este direito”, finaliza.

Feira de Santana / 14 de agosto de 2020 - 22H 31m

Em live, José Ronaldo declara apoio político à Colbert Filho

Por Dandara Barreto 

Conforme anunciado nas suas redes sociais, o ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo de Carvalho (DEM), realizou uma live em seu canal no Youtube para declarar apoio político à candidatura de Colbert Filho (MDB). Ronaldo revelou que o esta foi uma decisão tomada após refletir bastante. Segundo ele, muitas pessoas disseram que faltava em Colbert carisma, mas segundo José Ronaldo, seu voto de confiança é pela competência demonstrada e defendeu seu aliado, afirmando que o jeito sério é sua maneira de ser. Ainda de acordo com o ex prefeito, Colbert ganhou bastante experiência neste período que está à frente da prefeitura de Feira de Santana.

‘Meu candidato a prefeito de Feira de Santana é o senhor Colbert Martins da Silva Filho. Ele tem muitas qualidades, é um homem de palavra, decente, ético, um professor de Universidade que gosta daquele papel. Fiz muita reflexão, ouvi muito prós e contras e os que eram contra, na sua ampla maioria, em 80%, diziam que era porque ele não era uma pessoa simpática. Vamos olhar o progresso, vamos olhar e ver quem realmente está trabalhando’, afirmou José Ronaldo.
A notícia não surpreendeu os feirenses, assim como as lágrimas de José Ronaldo.  Ao falar sobre Feira de Santana, ele chorou e disse que a emoção é inevitável. “Nossa terra é feita de gente, pessoas que lutam, batalham e encaram de frente todas as realidades. Então não tem como não se emocionar diante de tantas declarações de amor que ouço quando estou na rua”, afirmou.

O nome do vice da chapa de Colbert não foi divulgado até o momento. José Ronaldo, falou ainda que a experiência de Colbert na Câmara Federal fez dele um bom gestor e elogiou seu trabalho no enfrentamento à pandemia do Novo Coronavírus. “Colbert foi um bom deputado estadual, bom deputado federal e acho que diante de tudo isso ele vai ter a oportunidade de mostrar ao povo de Feira de Santana no programa eleitoral, tenho certeza que o feirense vai enxergar o outro lado. Hoje é um homem maduro, preparado para continuar dirigindo os destinos da sua, nossa querida Feira de Santana. Estamos vivendo um momento muito duro e difícil, porém, o prefeito soube agir com ações duras quando foi preciso e flexibilização das medidas em outros momentos. Ele tem feito um bom trabalho, embora exista crítica apenas políticas que são contra”, avaliou. Clique AQUI para assistir a live completa. 

Eleições 2020 / 13 de agosto de 2020 - 17H 49m

Roberto Tourinho anuncia Angelo Almeida como vice-prefeito

O vereador de Feira de Santana e postulante como pré-candidato a prefeito para as próximas eleições no município, Roberto Tourinho (Beto Tourinho), do PSB, anunciou que o primeiro suplente de deputado estadual, Ângelo Almeida, vai compor a chapa como vice para a disputa do pleito de 2020. Beto Tourinho está no sétimo mandato como vereador na cidade. Um evento político, dentro dos protocolos impostos com a pandemia, está marcado para a próxima semana e deve ser realizado via redes sociais, quando vai ser lançada a pré-candidatura. Em 2016, Angelo foi candidato a prefeito também pelo PSB. O partido espera ainda conseguir eleger um número expressivo de vereadores. “Na Câmara aqui são 21 cadeiras. Montamos uma chapa competitiva, onde temos nomes para elegermos, seguramente, dois vereadores, porém com o crescimento da campanha, poderemos até conseguir um número maior de eleitos”, afirma. O grupo faz oposição ao atual gestor, Colbert Martins (MDB). “Este grupo político está há 19 anos à frente do município, o que gera insatisfação em boa parte da população, já que os indicadores são os piores possíveis. A educação, por exemplo, desde 2011 não consegue atingir a meta do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). O número de alunos matriculados atualmente é menor do que o de oito anos atrás”, disse. O vereador criticou também as condições básicas que os moradores da zona rural do município vivem, bem como a situação do transporte e da saúde que, segundo ele, também é contestada pela população. “No que diz respeito aos atendimentos, as pessoas demoram meses para serem consultadas ou conseguirem exames. Muitos profissionais de saúde reclamam das condições ruins de trabalho”, pontuou.  (Informações do jornal A Tarde)

Opinião / 05 de agosto de 2020 - 20H 17m

O sempre errado Edvaldo Lima

Por Daniele Britto*

Hoje pela manhã, após assistir uma live-aula extraordinária dos queridos pesquisadores Dr. Eduardo Miranda (Corpo-território-decolonial) e do pernambucano Dr. Iran Melo (Nuqueer) sobre decolonialidade, me deparo com a publicação do Blog do Velame (leia aqui), na qual o bolorento vereador-fundamentalista Edvaldo Lima afirma, entre outras coisas, que:

“Esse cidadão, ele pode representar ele próprio, como trans que ele é. Que segundo tomei conhecimento que ele implantou pinto pra ser homem, nunca vai ser homem. Ele vai ser homem como? Ele pode implantar pinto, nunca vai fazer um filho (…). Quem nasceu mulher é mulher e quem nasceu homem é homem. Esse elemento não representa ‘os pai’ (sic)”.

O vereador se refere à campanha de dia dos pais da empresa Natura, que tem Tammy Miranda como garoto-propaganda.

Eu, sinceramente, não consigo avaliar por onde seria melhor começar. Talvez, se eu informasse ao vereador Edvaldo Lima que um homem trans não só pode ter filhos, mas também pode parir a uma criança seria um bom começo, não acham? (Neste momento, eu rio sozinha e satisfeita imaginando o vereador engasgando com seu rio de perdigotos).

Mas, vamos traçar uma sequência lógica de desconstrução desse discurso homotransfóbico que sim, deve ser levado ao debate em busca da retaliação adequada ao edil pentecostal que se esconde, como todo bom covarde legislador, sob o manto da imunidade parlamentar. Sigamos.

Faz-se necessário introdutoriamente entender o que a categoria teórica gênero, fomentada nos anos 70, com o objetivo de teorizar a questão da diferença sexual significa. Um dos principais debates sobre este “conceito”, é a ideia de que as diferenças baseadas no sexo (masculino e feminino) são essencialmente sociais e passam longe da naturalização. Trocando em miúdos: coisas masculinas ou femininas não são naturais do homem ou da mulher. São padrões impostos e construídos como forma de dominação e opressão.

O debate sobre gênero ganhou potência com as lutas feministas, cujos estudos sobre identidades eram fundamentais à causa. Foram as feministas que provaram que a história dos corpos das mulheres era pautada pelas relações de poder dentro da sociedade, ou seja, as mulheres eram moldadas e limitadas pelos homens. Faço, aqui, uma leitura sem incluir os não-binários, pois talvez seja muita informação para o varão Lima.

Sexo, por sua vez, é delimitado por um arcabouço físico-biológico, tem relação direta com o as genitálias – pênis e vagina, e não “pinto” e “contrário de pinto”, como denomina o legislador sem noção. Outras características fisiológicas que diferenciam os seres humanos como machos ou fêmeas a nível físico ou genético também constam nesta categoria teórica e são alvo de inúmeras discussões.

Definido mais do que resumidamente o que é gênero e sexo, vamos compreender a categoria teórica de sexualidade, que muitos e muitas confundem com gênero ou sexo. A sexualidade é produto – ou produtos, sem dúvida – de um nada simples conjunto de processos históricos, sociais, culturais e claro, biológicos. Sexualidade tem a ver com o que te dá tesão, com a erotização, mas também com o que reprime os teus desejos e prazeres. Heterrosexual, homossexual, bissexual, não-binário… se eu começar a elencar aqui as diversas possibilidades de sexualidade, não concluo hoje o texto.

Mais uma etapa cumprida. E agora, também de forma muito superficial, ressalto, vamos compreender a categoria teórica da identidade que, conforme um autor chamado Stuart Hall, está relacionado às posições que o sujeito assume na complexa rede de significações culturais. O que isso quer dizer? Que as identidades construídas durante o Iluminismo não são as mesmas da modernidade que por sua vez, não são as mesmas da transmodernidade proposta por Dussel.

Hall afirma que a identidade torna-se uma “celebração móvel”: formada e transformada continuamente em relação às formas pelas quais somos representados ou interpelados nos sistemas culturais que nos rodeiam (Hall, 1987). Para ficar mais claro: nossa identidade é definida pela história e não pela biologia. Podemos assumir identidades diferentes em diferentes distintos, sem nenhuma necessidade de ser coerente, nos deslocando a todo momento para diversos lugares.

Concluímos, portanto, que existem diversas formas de tornar-se homem ou mulher, ou seja, de assumir uma identidade de gênero, assim como, da mesma forma, existem múltiplas formas de subjetividades no campo das orientações sexuais.

O que eu quis dizer com tudo isso? Que o vereador Edvaldo Lima e a maioria dos seus pares – não sabem NADA disso. Desconhecem qualquer teoria, estudo ou debate dentro das referidas categorias teóricas e pior: não tem nenhuma familiaridade com os Direitos Humanos.

Edvaldo Lima é perverso e faz uso do determinismo biológico, que aliena e serve, até hoje, de argumentação colonialista para criar etiquetamentos sociais e, infelizmente, escravizar fiéis – e eleitores.

Discurso raso, que dialoga com um fundamentalismo homicida, que tira a vida de muitos homens e mulheres homossexuais, trans e travestis ao redor do mundo.

Ao ouvir as falas retrucando Lima, vejo que ainda falta muito à Câmara de vereadores para que esta legislatura seja, no mínimo, democrática. Falta, principalmente, o desmame da velha política alienatória e oportunista, que deve ser substituída com extrema urgência pelas pautas inclusivas em estreita caminhada com a transmodernidade. É necessário rejeitar irracionalidades, desmontar as estruturas coloniais e, sem dúvidas, alinhar-se à Constituição.

Não ouçam Edvaldo Lima. Tammy Miranda representa a concepção plural de famílias que nasce mundo afora. Representatividade importa SIM.

*Daniele Britto
Advogada e Jornalista
Mãe, feminista, antirracista e aliada na luta contra a homotransfobia
Pesquisadora no grupo Corpo-território Decolonial
Mestranda PPGE/Uefs

Feira de Santana / 21 de julho de 2020 - 15H 09m

Pablo Roberto é nomeado novamente secretário de Desenvolvimento Social

O prefeito Colbert Filho (MDB) nomeou mais uma vez o vereador Pablo Roberto (DEM) para o cargo de secretário de Desenvolvimento Social do Município. A nomeação foi publicada nesta terça-feira (21) no Decreto publicado no Diário Oficial.
Esta é a terceira vez que ele volta à pasta desde abril, quando se afastou para disputar as eleições para vereador. Pablo desistiu do pleito e seu nome vem sendo ventilado como uma possibilidade de integrar como vice prefeito a chapa de Colbert.
Pablo Roberto assumiu a Secretaria de Desenvolvimento Social em junho do ano passado, quando o então titular da pasta Ildes Ferreira faleceu. Ele passou 10 meses à frente do cargo até as idas e vindas.
De acordo com sua assessoria, Pablo voltou à Câmara na tentativa de que o Congresso, por conta da pandemia, adiasse o prazo para que pudesse concorrer à reeleição de vereador. Como o prazo não foi estendido, o vereador entendeu, em comum acordo com o prefeito, que pode contribuir mais com o grupo e com a reeleição de Colbert reassumindo a pasta da Sedeso.
Denilton Pereira de Brito ocupava o cargo de secretário de Desenvolvimento Social e foi nomeado para o cargo de Secretário Municipal de Governo.

Feira de Santana / 13 de julho de 2020 - 12H 04m

Blog do Velame amplia equipe e inova na produção de conteúdo

Apresentar um olhar diferente sobre um determinado assunto relevante para a cidade. Este tem sido o objetivo do trabalho desenvolvido pelo veículo de notícias Blog do Velame (BV). Essa finalidade ganha ainda mais força com a chegada de jornalistas para integrar a equipe. Dandara Barreto, Elsimar Pondé e João Guilherme Dias agora também fazem parte do time que pretende enriquecer o debate sobre Feira de Santana. “Mais do que informar, tenho buscado fazer um jornalismo que se propõe a cumprir um papel social, dando visibilidade a problemas políticos e econômicos que impactam na vida das pessoas. Poder fazer isso ao lado de profissionais qualificados, que corroboram das mesmas ideias é muito gratificante e animador”, destaca Rafael Velame, fundador do Blog, que existe desde 2008.  Mas essa não é a única novidade. O BV, que já produz um tipo de conteúdo chamado “Hard News” – que designa o relato objetivo de fatos e acontecimentos relevantes para a vida política, econômica e cotidiano – também terá um financiamento colaborativo. A partir de agora, os leitores poderão contribuir financeiramente através da plataforma Catarse com o veículo, que abrirá mão da publicidade tradicional. “O financiamento colaborativo já é uma realidade no Brasil e temos vários cases de sucesso. Com esta iniciativa, os veículos tornam-se ainda mais independentes e imparciais em seus trabalhos”, explica Velame. Além da possibilidade de ampliar os temas de pautas, livre de empecilhos institucionais, o financiamento também permite um contato e uma interação maiores com o público leitor, que pode sugerir pautas, indicar fontes, colaborar com fotos, áudios e uma infinidade de possibilidades. “Os leitores contribuirão não somente com os custos das produções, mas também com a criatividade editorial, algo muito importante nos dias atuais”, explica Rafael Velame.  As doações podem ser feitas pela plataforma de financiamento coletivo Catarse, em diferentes categorias de valores e são acompanhadas em tempo real pelos doadores e leitores. Clique AQUI para conhecer mais do projeto e colaborar. 

Sobre a Equipe

A história do jornalista Rafael Velame sempre teve a internet como cenário. Após participar da fundação do primeiro portal de notícias de Feira de Santana, o FSonline, Velame atuou em redações de jornais, nos portais Blog da Feira e Bahiagora. Em 2008 fundou o Blog do Velame e hoje também apresenta o programa Café das 6 na Rádio Globo.  O projeto agora conta com a perspicácia da jornalista feirense Dandara Barreto. Formada em 2014, foi produtora na Tv Subaé, afiliada da Rede Globo e atua como produtora e apresentadora do Jornal da Manhã da rádio Jovem Pan e do programa Transnotícias, da rádio Transbrasil.  O radialista e jornalista Elsimar Pondé é mais um motivo de orgulho para o projeto. Hoje apresenta os programas Jornal da Manhã (Jovem Pan) e Transnoticias (Transbrasil) e tem um vasto currículo profissional na cidade. Foi chefe da Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal, diretor da TV Olhos D’Água da Uefs e é também um ativista cultural, produtor e apoiador de movimentos da cidade. O time fica completo com o repórter João Guilherme Dias. O feirense de corpo e alma, é estudante de jornalismo no último ano de curso, curte contar boas (e curiosas) histórias e atualmente é repórter da rádio TransBrasil.

Histórico

2019
set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2018
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2017
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2016
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2015
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2014
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2013
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2012
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2011
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2010
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2009
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2008
dez | nov