×
Política / 04 de setembro de 2019 - 20H 39m

Eleitores pedem explicação a Dayane Pimentel por voto favorável ao “fundão eleitoral”

Com voto favorável da deputada Dayane Pimentel (PSL), o plenário da Câmara Federal aprovou texto-base de uma proposta que traz novas regras para aplicação e fiscalização do Fundo Partidário. O texto também recria a propaganda partidária na TV, que havia sido extinta para custear as campanhas políticas, autoriza o uso de dinheiro público para pagar advogados de investigados e institui regras mais flexíveis para a contratação de dirigentes partidários. A lei foi apelidada de “lei Lula Livre” por conta da autorização de do uso de dinheiro público para pagamento de advogados. A rede social da deputada foi invadida por eleitores pedindo explicação e ela teve que fazer um video argumentando o voto. “Não votei a favor do fundão nem a favor de advogados de presidiário. Votei a favor da flexibilizarão de alguns pontos”, justificou. A parlamentar disse ainda que o texto pode ser modificado nesta quarta-feira (4), quando serão analisados os destaques e ai sim ela votará não. O projeto passou com o apoio de 263 deputados. Outros 144 votaram contra. (Rafael Velame)

Podcast / 04 de setembro de 2019 - 20H 37m

#01 Bolsonaro comenta título de cidadão feirense

Feira de Santana / 19 de agosto de 2019 - 09H 13m

Humanização no atendimento torna o tratamento do câncer mais leve, garantem especialistas

O câncer de pele não melanoma, mama e próstata serão os mais comuns em 2020. Isso é o que estima o Instituto Nacional de Câncer (Inca). Os números apontam que o Brasil poderá registrar 625 mil novos casos de câncer este ano, sendo que 50,3% ocorrerão em homens e 49,7% em mulheres. A estimativa foi divulgada no início deste mês e foi produzida pelo Inca com base em registros populacionais. A prevenção continua sendo a melhor forma de evitar novos casos, de acordo com a instituição. O câncer de pulmão, por exemplo, tem reduzido em incidência por conta de ações antitabagistas. Uma vez descoberto o câncer, surgem o medo e os questionamentos. O tratamento da doença envolve diversos processos, que impactam a saúde física e psicológica do paciente. Por conta disso, especialistas acreditam que é cada vez mais importante humanizar esse atendimento.  “O tratamento humanizado visa individualizar cada paciente e entende-lo como um todo. Muitas pessoas perdem o chão quando alguém da família ou elas mesmas recebem um diagnóstico de câncer. Nesse momento, o atendimento humanizado reestrutura a vida do paciente. Ele precisa se reconstruir para enfrentar todas as etapas do tratamento.”, explica o oncologista Samuel Afonseca, do Grupo Baiano de Oncologia (GBO). O GBO possui um Grupo de Humanização que visa oferecer uma atenção especial ao ser humano para além da doença. “Para isso, temos uma equipe multidisciplinar que presta todo apoio psicológico necessário. Atividades como música na sala de quimioterapia, dinâmicas com dança, oficinas… tudo isso recupera a autoestima e a vontade de viver, que geralmente são perdidas no diagnóstico. Para o tratamento dar certo, precisamos que o paciente realmente queira isso”, conta Afonseca. Maria Tereza Moreira enfrentou um câncer de mama há dois anos e garante que o olhar diferenciado fez toda diferença. Ela realizou o tratamento no GBO, situado em Feira de Santana, segunda maior cidade da Bahia. “O sorriso desde a recepção até o abraço após a sessão de quimioterapia: tudo faz você esquecer um pouquinho que você está passando por esse problema. Eu tive o melhor tratamento de câncer e posso afirmar que ele vai além de um atendimento comum”, conta. “Cada vez mais, o cuidar do paciente oncológico abrange muito mais que saúde-doença. Nossa preocupação é intervir de maneira a proporcionar a integralidade das ações. Sempre que isso acontece, observamos melhora da autoestima, diminuição de sintomas, maior adesão ao tratamento entre muitos outros benefícios”, explica a psicóloga do GBO, Aydênia Araújo. “Nosso desejo de tornar, cada vez mais, nossa assistência oncológica humanizada e proporcionar bem-estar, bem-ser e bem-viver”.

Câmara de Feira / 10 de julho de 2019 - 20H 28m

Câmara de Feira gastou quase R$ 1,5 milhão com vale alimentação

Por Rafael Velame

Definitivamente, austeridade não é palavra de ordem na Câmara de Vereadores de Feira de Santana. A Casa de Leis gastou R$ 1.463.537,68 para pagar o vale-refeição/alimentação de servidores em 2018. As despesas foram pagas através da empresa Green Card S/A Refeições Comer, detentora de um contrato para administrar e gerenciar os vales alimentação no valor de R$ 2.390.960,00 que vai até o dia 30 de março de 2020. O beneficio é pago para servidores efetivos, comissionados e que se encontram à disposição da Câmara, como os contratados através de cooperativas. Cada um dos funcionários recebe o valor de R$ 22,00 por dia, que podem ser gastos tanto em restaurantes, quanto em supermercados, segundo consta no artigo 3º da resolução Nº 496/2015. O valor é o dobro do que recebe um Policial Militar baiano, por exemplo. Os PMs embolsam R$12,66 por jornada de trabalho. Um ex-vereador – que não quis se identificar – revelou ao Blog do Velame que na época em que esteve no legislativo era muito comum ver o uso do cartão alimentação para fins eleitorais. “Alguns vereadores deixam o cartão nas mãos de cabos eleitorais que não foram contemplados com empregos”, contou. Outro ex-vereador ouvido pelo blog disse mais: contou que quando se elegeu pela primeira vez foi chamado por uma funcionária da Casa, a mando do então presidente, para receber os cartões alimentação dos membros do seu gabinete, mas diz ter se negado a aceitar. “Não recebi e mandei que um a um fosse receber o que era seu por direito. Na época, a funcionária relevou que o procedimento padrão era que os cartões fossem entregues aos vereadores, mesmo pertencendo aos funcionários”. Um caso semelhante ao relatado pelos ex-vereadores feirenses ao blog foi registrado no inicio dos anos 2000 na cidade de Campinas. Houve uma denúncia de uso irregular do vale-refeição e o benefício foi suspenso. Alguns parlamentares, ao invés de entregarem os vales para os comissionados, detinham o benefício e usavam para fins particulares. Em junho, antes do recesso, a Câmara de Feira de Santana aumentou os salários dos vereadores saindo dos atuais R$ 15 mil para R$ 18 mil, que valerá a partir da próxima legislatura. Outra mudança que está por vir é o aumento do número de vereadores de 21 para 27, alteração amparada por lei, mas rejeitada por 95% dos feirenses, segundo enquete realizada pelo Blog do Velame. Nesta quarta-feira (10), a reportagem tentou entrar em contato com o presidente da Casa o vereador José Carneiro Rocha (PSDB). Entretanto, em três tentativas realizadas pelo telefone, às 16:33, 16:28 e 16:18 não obtivemos êxito. Nenhuma das ligações foi atendida.

Clique AQUI e veja outras denúncias feitas no programa Café das 6 na Rádio Globo de Feira de Santana.

Feira de Santana / 16 de junho de 2019 - 10H 45m

O lixo que vale ouro

Após a decisão judicial que suspendeu a licitação que a Prefeitura de Feira de Santana promoveria nesta segunda-feira, 17, sob acusação de direcionamento para Sustentare, o Blog do Velame fez um levantamento dos valores pagos a empresa nos últimos meses. A empresa responsável pela coleta de lixo em Feira de Santana recebeu R$ 16 milhões de janeiro a abril de 2019. O último pagamento foi no dia 24 de abril no valor de R$ 1.516.482,19. O valor do custo mensal pago pela prefeitura varia de acordo com a quantidade de lixo recolhida das ruas. Em fevereiro a prefeitura pagou o maior valor do ano R$ 1.862.537,73. Os pagamentos são referentes a medição dos serviços de limpeza urbana do município, de acordo o Portal da Transparência. Em 2018 foram mais de R$ 51 milhões pagos a empresa.

Feira de Santana / 08 de abril de 2019 - 10H 42m

Tarcízio Pimenta e ex-secretário terão que devolver R$ 1,7 mi por prejuízos ao Fundeb

O ex-prefeito de Feira de Santana, Tarcízio Suzart Pimenta Júnior, o ex secretário de educação José Raimundo Pereira de Azevedo, a empresa Brasilpama Manufatura de Papeis Ltda e sua representante Jovina Célia Schelk do Nascimento Constâncio terão de devolver R$ 1.709.675,00 aos cofres públicos. Os quatro são acusados por prejuízos em recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). De acordo com a ação, José Raimundo Azevedo, então secretário Municipal de Educação de Feira de Santana, autorizado pelo ex-prefeito, abriu em 2011 procedimento licitatório para a aquisição de kits escolares no valor estimado de R$ 2.784.970,00. Na realização do certame, que teve a empresa Brasilpama como vencedora, o Ministério Público Federal (MPF) apontou diversas ilegalidades que contrariam a Lei de Licitações e a jurisprudência do Tribunal de Contas da União. Segundo apurado pelo MPF, os requisitos e exigências incoerentes das autoridades municipais teriam o objetivo de restringir o caráter de competitividade do certame, inviabilizando a participação dos interessados. Diversas empresas teriam requerido a impugnação do edital, o que não foi feito pela prefeitura, que justificou que nove empresas teriam apresentado as amostras dos produtos, embora conste no Relatório de Apresentação dos Kits Escolares que apenas três licitantes comprovaram as exigências. Dessas três, o MPF apontou que duas – incluindo a Brasilpama – agiram em acordo para direcionar a concorrência. Tarcízio Pimenta Júnior e José Raimundo de Azevedo ainda tiveram os direitos políticos suspensos, por sete e cinco anos, respectivamente. Além disso, foram condenados a pagar multas de R$ 300 mil  e R$ 150 mil. Já a empresa Brasilpama foi proibida de contratar com o Poder Público e o receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios pelo prazo de cinco anos. (BN)

 

Feira de Santana / 17 de setembro de 2018 - 11H 28m

10 melhores restaurantes em Feira de Santana

O Blog do Velame se lançou na missão ousada de compilar um ranking gastronômico na “Princesa do Sertão”. Seria impossível listar absolutamente todos os restaurantes, portanto reunimos em uma lista os dez melhores restaurantes de Feira de Santana, de acordo com avaliações do site Tripadvisor e principalmente por análises, experiências e oitivas feitas pelo blog.

Faenza Wine Restaurant
Localizado na rua São Domingos, o Faenza é um dos locais mais sofisticados de Feira de Santana. Com ambiente aconchegante, o estabelecimento é especializado em culinária contemporânea trazendo em seu cardápio, massas, frutos do mar e carnes com cortes especiais. Alguns dos melhores vinhos do mundo podem ser encontrados na adega do restaurante.

The House DiscoLounge
O restaurante da famosa boate feirense é de acordo com o ranking do site TripAdvisor, um dos melhores lugares para comer em Feira. O estabelecimento que fica no complexo do Ville Gourmet é bem avaliado pelos usuários do site, com nota 4,5.

Manjericão
Fora da rota dos restaurantes da cidade, o Manjericão fica na avenida Adenil Falcão e se destaca pelo requinte e simplicidade dos pratos. O cardápio oferece uma boa variedade que vai de risoto a uma deliciosa carne do sol com purê de aipim. Outra especialidade da chefe Patricia Barreto, que comanda a casa, é o canelone.

Ki-Mukeka
Número dois na avaliação dos usuários do site TripAdvisor, o restaurante especializado em frutos do mar tem nota 4,5 e é considerado referência quando assunto é moqueca. Fica localizado na avenida Getulio Vargas, a principal da cidade.

Wasabi
O Wasabi Sushi Bar é praticamente uma unanimidade para os apaixonados pela culinária japonesa. Muito bem localizado na rua Equador no bairro Kalilândia o restaurante oferece ambiente aconchegante com cardápio de comida japonesa de excelente qualidade.

Unique
Nota 4,0 no TripAdvisor, o restaurante oferece cozinha contemporânea com bom custo benefício e entradas apetitosas. Tem uma boa seleção de vinhos de vários países. Excelente localização no bairro Kalilândia.

Casa de Moa
O restaurante fica no shopping Boulevard tem cardápio variado e uma adega interessante. Nos fins de semana se destaca pela música ao vivo e um item raro nos restaurantes da cidade, chopp bem gelado.

Boi e Brasa
Mais nova churrascaria da cidade tem se destacado pela equipe bem treinada com bom atendimento e alta qualidade nas carnes. Fica localizada no Ville Gourmet e tem como atrativo extra um pianista que agrada os amantes da boa música tanto no almoço quanto no jantar.

Cantina da Dinha
“O melhor filé a parmegiana da cidade”. É o que garante quem frequenta o restaurante que é um dos mais tradicionais de Feira de Santana. Localizado no bairro do Capuchinhos, o estabelecimento é aconchegante e tem atendentes atenciosos. Considerado um local perfeito para um almoço em família.

Stop Nil
Nota 4,5 no TripAdvisor, o restaurante localizado no bairro Santa Mônica, se destaca pelo delicioso bolinho de aimpim com queijo que é acompanhamento principal de praticamente todos os pratos servidos na casa.

Feira de Santana / 14 de junho de 2018 - 10H 51m

Prefeitura reincide contrato de empresas suspeitas de fraude em licitação

A Prefeitura de Feira de Santana rescindiu contrato com duas empresas fornecedoras de gêneros alimentícios destinados a merenda das crianças nas escolas da rede municipal de ensino, que foram denuciadas pelo Blog do Velame.  Os termos de rescisão unilateral dos contratos com a empresa Prontu Indústria e Comércio de Alimentos Ltda e Bastos Irmãos Comercial Ltda-ME,  foram publicados no Diário Oficial Eletrônico do Município, nesta quarta-feira, 13.  A medida está sendo adotada em vista de irregularidades – fraude, inclusive – cometidas pelas empresas na apresentação de documentos exigidos no processo licitatório. Elas foram denunciadas ao Ministério Público Estadual, o que levou a  Secretaria Municipal de Educação a abrir um procedimento administrativo para apuração dos fatos. Foi constatada a conduta ilegal de ambas no processo. Além da rescisão unilateral dos contratos,  por recomendação da Procuradoria Geral o Município está,  também,  declarando a inidoneidade das empresas. A empresa Nutri +, outra fornecedora de alimentos para a merenda escolar,  também foi alvo de  denúncia. Mas a Secretaria de Educação, após o procedimento administrativo, concluiu por manter o contrato.  A Secretaria já encaminhou os esclarecimentos solicitados pelo Ministério Público, aguardando agora pela avaliação do órgão.

 

Feira de Santana / 12 de abril de 2018 - 10H 49m

Irregularidades na compra da merenda escolar são denunciadas ao Ministério Público de Feira

O prefeito Colbert Martins (MDB) nem bem assumiu a prefeitura de Feira de Santana e já tem o seu primeiro “pepino para descascar”. Foi protocolada no último dia 21 de março, uma denúncia no Ministério Público Estadual em relação ao pregoeiro Fabricio dos Santos Amorim e a Comissão de Licitação do Município. A acusação é de que empresas apresentando irregularidades foram declaradas vencedoras do pregão eletrônico 002/2018, cujo objeto é a aquisição de gêneros alimentícios para merenda escolar. Entre as acusações contra o pregoeiro denunciadas ao MP, está a de que não foi dado as empresas licitantes o prazo de até 10 minutos para recorrer da decisão do pregoeiro, com os registros das razões em ata, conforme prevê o edital. Segundo o documento entregue ao Ministério Público, a apresentação dos vencedores do pregão só foi lançada no sistema no dia 21/02/2018, às 16:45, faltando apenas 15 minutos para a Prefeitura encerrar o expediente, portanto o prazo de 10 minutos exigidos no edital ficou humanamente impossível de ser cumprido. As empresas alegam ainda que não foram informadas de que estava sendo aberto o prazo de 10 minutos para a manifestação. Além disso, a Comissão de Licitação estaria dificultando o acesso aos documentos das empresas vencedoras dos lotes, ignorando o pedido de vistas solicitado por interessados na licitação. No lote 1, a empresa vencedora é a Prontu Industria e Comercio de Alimentos LTDA. A denúncia feita no MP atesta que a empresa deveria apresentar laudo laboratorial microbiológico emitido por laboratório acreditado pelo Inmetro, conforme determina o edital. Entretanto, a Prontu teria apresentado laudos emitidos pela Universidade Federal da Bahia, que não possui certificação do Inmetro para análise dos itens do referido lote. Assim sendo, o pregoeiro Fabrício Amorim teria validado a documentação da empresa Prontu de forma irregular. A falta de preocupação da Comissão de Licitação em cumprir as regras previstas no edital são evidentes. No lote 3, muitas outras irregularidades foram apontadas ao Ministério Público. Dentre elas, estaria o não cumprimento dos prazos previstos no edital. A vencedora da licitação, a empresa Nutri + Comercial de Alimentos Eirelli, teria até o dia 12/02/2018 para apresentar as fichas técnicas e amostras laboratoriais emitidas por laboratório credenciado pelo Inmetro. Porém, a empresa só apresentou no dia 14/02, portanto, fora do prazo estipulado. Além disso, o relatório não consta a marca do produto, nem os dados do fabricante, o que torna o documento duvidoso e sem credibilidade. A Nutri+ apresentou também um laudo microbiológico que deveria ser referente a ovos, contudo é o relatório é de fezes frescas, fato que também causaria desclassificação do certame. As denúncias são graves, tendo em vista que se trata de alimentos perecíveis destinados à merenda escolar. No lote 4, um fato inusitado chama atenção. A empresa vencedora foi a Bastos Irmão Comercial LTDA e o atestado de capacidade técnica da empresa foi emitido por uma empresa de instrumentos musicais, a Pink Floyd, loja bastante conhecida na cidade. Outro fator que impossibilitaria a empresa de vencer a licitação, é que faz parte do seu quadro de sócios, Alexandro Lopes e Bastos, que segundo a denúncia feita ao MP, consta também como sócio da Feedmix Comercial, empresa proibida de participar de licitações por dois anos, segundo decisão publicada no Diário Oficial da União. O pregoeiro Fabricio Amorim foi procurado pelo Blog do Velame em três oportunidades para que se pronunciasse sobre as denúncias, entretanto se recusou a dar explicações de forma oficial. As empresas Bastos Irmão, Nutri + e Prontu também foram procuradas, mas não foram encontradas através dos telefones informados na documentação que consta no processo licitatório.

Feira de Santana / 15 de fevereiro de 2018 - 10H 18m

José Ronaldo quita a última parcela do empréstimo das obras dos viadutos

A última parcela do empréstimo de US$ 11.737 milhões contraído pela Prefeitura Municipal junto à Corporação Andina de Fomento (CAF), para a execução do Projeto de Integração Urbana de Feira de Santana, que resultou na construção de sete viadutos, foi quitada nesta quinta-feira, 15, pelo prefeito José Ronaldo de Carvalho. Na entrevista coletiva concedida na Sala de Imprensa Arnold Silva, no Centro de Apoio ao Feirense (CEAF), José Ronaldo pontuou os trâmites burocráticos deste contrato, submetido à aprovação do Senado Federal e da Presidência da República. Firmado há cerca de 10 anos, na sua segunda gestão, o empréstimo teve quatro anos de carência e seis anos para ser quitado. A licitação internacional para a construção dos viadutos foi vencida pelo Consórcio TOP-Trenenge. “Na época, gerou muita polêmica e dúvida, sobre a capacidade da Prefeitura de Feira contrair um empréstimo internacional. Diziam que iria endividar o Município, tornando-o administrativamente inviável. Hoje, tenho o prazer de, como prefeito, estar assinando a última parcela deste empréstimo”, comemorou Ronaldo. Feira de Santana foi a primeira cidade brasileira a recorrer à Corporação Andina de Fomento. Trata-se de um banco multilateral com sede em Caracas que conta, em sua composição societária, com a participação de vários países da América do Sul, entre eles a Venezuela, Brasil, Argentina, Peru e Colômbia.

Histórico

2019
set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2018
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2017
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2016
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2015
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2014
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2013
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2012
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2011
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2010
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2009
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2008
dez | nov