×
Feira de Santana / 28 de novembro de 2022 - 08h 34m

Estudos serão iniciados para solucionar problemas ambientais causados por aterro inativo em Feira

Estudos serão iniciados para solucionar problemas ambientais causados por aterro inativo em Feira

Um acordo de cooperação técnica foi assinado na última sexta-feira (25) entre a Prefeitura, a Secretaria Nacional de Saneamento e a Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe) com a finalidade de iniciar os estudos para solucionar os problemas ambientais causados por um aterro sanitário inativo em Feira de Santana. O ato aconteceu no gabinete do prefeito Colbert Martins Filho.

O aterro que está sem utilidade há oito anos fica situado ao lado do atual equipamento administrado pela empresa Sustentare. Conforme levantamento já realizado no local, mesmo inativo, o aterro possui duas lagoas de chorume – liquido poluente originário da decomposição de resíduos orgânicos – que são consideradas vetores de contaminação do meio ambiente, principalmente em períodos de fortes chuvas.

“Quando chove muito, essas lagoas de chorume transbordam, e isso polui todo o solo de áreas próximas. Por isso nos reunimos hoje, juntamente com o secretário nacional de Saneamento, e com representantes da empresa responsável pela limpeza pública, para buscarmos uma solução definitiva para esse problema”, explica o prefeito Colbert Filho.

O secretário nacional de Saneamento, Pedro Maranhão, informou que os estudos devem ser concluídos em até 120 dias. “Em cima dos estudos é que saberemos o que teremos que fazer para resolver de vez o problema das lagoas de chorume. Mas vamos trabalhar para recuperar a área degradada e solucionar essa questão ambiental da cidade”, pontuou.

INVESTIMENTO EM SANEAMENTO

Durante o encontro, Pedro Maranhão anunciou o investimento de R$ 350 milhões para a Bahia. O valor será liberado para a Embasa (Empresa Bahiana de Aguas e Saneamento), através de incentivos fiscais do Governo Federal, e deverá ser aplicado em esgotamento sanitário para várias cidades do estado. Na oportunidade, o prefeito Colbert Filho salientou que reivindicará que Feira de Santana seja contemplada.

“Nossa cidade possui apenas 60% de cobertura de esgotamento sanitário. O que é muito pouco. Vitória da Conquista, por exemplo, tem 95%. Significa que um bom trabalho foi feito por lá. Então esse investimento tem que ser direcionado para as cidades que mais carecem. E tem que ser destacada essa iniciativa do Governo Federal faltando 35 dias para o término do ano”, observou Colbert.

Histórico

2019
set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2018
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2017
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2016
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2015
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2014
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2013
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2012
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2011
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2010
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2009
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2008
dez | nov