×
Feira de Santana / 22 de dezembro de 2019 - 10h 38m

Por que Bira, do Programa do Jô, falava tanto em Feira de Santana?

Por que Bira, do Programa do Jô, falava tanto em Feira de Santana?
Na fotomontagem, Bira revive o tempo em que passeava de lambreta em Feira de Santana

Reportagem publicada no Blog da Feira em 27 de agosto de 2007.

Por Rafael Velame

O baixista Bira do Programa do Jô é conhecido por sua risada exagerada, marca registrada de uma personalidade divertida. Baiano de Salvador, nascido e criado no tradicional bairro do Bonfim, Bira nunca teve duvidas de que havia nascido para fazer música. “Nasci para tocar” contou.

Ultimamente uma constante brincadeira de Jô Soares chamou a atenção do Blog. O irreverente apresentador sempre relaciona Bira à cidade de Feira de Santana. Em uma conversa exclusiva com Blog, Bira revelou que tudo começou em uma entrevista, há tempos atrás. “Uma pessoa de Feira de Santana, que estava sendo entrevistada pelo Jô, me perguntou se eu conhecia a cidade. Eu respondi que sim e brinquei dizendo que era o centro comercial de todo o Nordeste, tudo que vai para o Norte e Nordeste do Brasil passa por Feira de Santana. É uma cidade importantíssima e próxima de Salvador. Depois desse discurso que eu fiz, Jô achou engraçado e ficou a brincadeira no ar. Sempre que ele me pergunta sobre alguma cidade eu digo que é próximo a Feira de Santana”, ironizou.

Morando em São Paulo desde 1967, o baixista começou a trabalhar na televisão no SBT com Silvio Santos. “Foi um prazer trabalhar com o Silvio”, lembrou. Com Jô Soares ele trabalha há 19 anos. Mas, para chegar onde está hoje, Bira já ralou na vida. Em Feira de Santana, o anônimo Ubirajara Penacho dos Reis trabalhava como propagandista de um laboratório de remédios. “Apesar do trabalho duro, eu adorava trabalhar em Feira, pois toda vez que eu chegava lá pegava a lambreta de um amigo que trabalhava no antigo banco Econômico, e ia passear pela cidade”. Bira mostrou-se um amigo desmemoriado e não lembrou o nome do colega feirense, mas acredita que ele ainda está vivo. “Recentemente fiquei sabendo por um amigo que apenas dois dos meus contemporâneos morreram”, revelou.

A ultima vez que esteve em Feira foi nos anos 60. “Eu me hospedava no hotel da Euterpe, existia um hotel com esse nome?”, perguntou dando sinas que a memória anda fraca não só para lembrar do nome do amigo.
Bira disse ainda que costuma receber cartas de Feira e destacou a de uma cantora feirense que ele não lembra o nome (para variar). “Ela pedia uma oportunidade no programa do Jô e contava na carta que fez uma música em homenagem ao Jô Soares, repassei a carta para a produção e a qualquer momento ela pode ser chamada para uma entrevista”.

Quando estávamos quase encerrando a conversa o irreverente e simpático músico fez a revelação mais importante da entrevista. “Nas férias de janeiro eu vou a Feira de Santana”. De pronto fizemos o convite: um almoço do Blog da Feira com Bira do Jô, e ele aceitou na hora.

Leia também:
Morre Bira do Sexteto do Jô aos 85 anos; músico baiano teve parada cardíaca

 

Histórico

2019
set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2018
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2017
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2016
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2015
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2014
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2013
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2012
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2011
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2010
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2009
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2008
dez | nov