×

Busca

(442) registro(s) encontrado(s) para a busca: Feira de Santana
Feira de Santana / 10 de julho de 2020 - 23H 54m

Prefeito e governador não conversaram; Toque de recolher em Feira de Santana segue indefinido

Dandara Barreto
e-mail: [email protected]

A conversa entre o prefeito Colbert Filho e o governador Rui Costa que estava prevista para esta sexta-feira(10) não aconteceu. Os gestores combinaram dialogar sobre a adoção do toque de recolher nas ruas de Feira de Santana.  Em entrevista ao programa Transnotícias da rádio Transbrasil, o prefeito disse que a conversa deve acontecer neste fim de semana.
Colbert já havia dito que a adoção da medida depende de um reforço da polícia militar.
Ele informou que mesmo já contando com o apoio permanente da PM e do corpo de bombeiros, só conseguiria realizar o toque de recolher em dois ou três bairros. A ideia é solicitar apoio do governo do estado para a ampliação deste efetivo policial e contemplar um maior número de localidades com a medida. 

Testagem 

De acordo com Colbert, já foram realizados mais de 22 mil testes em Feira de Santana e a previsão é que outros 20 mil cheguem ao município na próxima semana. O Ministério da Saúde enviou cerca de 1.500 testes no início do mês. Ainda segundo o prefeito, o Governo do Estado envia semanalmente 400 testes RT-PCR, que garantem uma maior precisão do resultado semanalmente (uma média de 57 testes diários). A maior parte deste tipo de testagem tem sido feita nos laboratórios particulares da cidade. Colbert informou que os testes estão sendo realizados em todos as 121 Unidades Básicas de Saúde (UBS) dos bairros e da zona rural e também nos outros 11 postos de saúde do município. Sobre os critérios para a realização dos testes, ele disse que a avaliação fica a cargo do profissional de saúde, mas no geral, pessoas que apresentam febre, tosse, dor no peito ou pouca oxigenação no sangue são submetidas ao exame. 

Hospital de Campanha

O prefeito informou que o Hospital de Campanha estava, até o fim do dia, com 14 leitos de UTI ocupados. Ele falou também sobre os salários dos funcionários, que estavam atrasados desde o último dia 7. De acordo com Colbert, o pagamento foi realizado nesta sexta feira (10) após a prefeitura ter notificado a Associação de Proteção à Maternidade e Infância de Ubaira, empresa administradora do hospital, já que, segundo ele, não havia motivos para o atraso, pois a prefeitura realizou o pagamento no dia 20 de junho. Colbert afirmou que a prefeitura tem fiscalizado o cumprimento do contrato firmado, porém quando questionado sobre o fato de os funcionários ainda não terem recebido fardamentos, o prefeito disse não ter conhecimento.
Conforme foi divulgado aqui no Blog do Velame, na planilha com as especificações dos custos, consta um gasto superior a um milhão de reais, sem nenhum tipo de informação. Apenas diz se tratar de “outras despesas” (veja aqui). Sobre isso, o prefeito disse não saber do que se trata, mas informou que as notas de todos os gastos serão apresentadas na prestação de contas que será acompanhada pelo setor de controladoria da prefeitura e caso o detalhamento destas despesas não forem devidamente apresentados, o valor será glosado. 

Auxílio Merenda

Sobre a falta de assistência ao alunos da rede municipal de ensino, o prefeito informou que o único recurso que o município tem disponível é o próprio valor utilizado para a compra da merenda escolar. Segundo ele, o valor não passa de 500 mil reais e não seria suficiente para arcar com uma cesta básica por aluno, já que o município tem 52 mil alunos matriculados na rede pública. Por conta disso, a prefeitura está aguardando a autorização judicial para usar 8% dos recursos do FUNDEF. Na semana passada, a Defensoria Pública também entrou justiça para garantir o benefício aos alunos. Colbert pontuou também que não cogita o cancelamento do ano letivo em virtude do grande prejuízo que isso vai causar à aprendizagem dos jovens feirenses. 

Vias esburacadas

Outro assunto abordado com o prefeito foi as condições das vias de Feira de Santana. A quantidade de buracos tem sido alvo de reclamações constantes de quem transita na cidade.  Segundo o prefeito, as ações de tapa buracos estão sendo feitas de acordo com as possibilidades climáticas. Ele informou que o tempo chuvoso tem sido um empecilho para a realização dos serviços e que será feita uma licitação para a compra de massa asfáltica para fazer um recapeamento em todas as áreas, mas, ressaltou que isso só será possível quando as chuvas diminuírem. Colbert reconheceu que a situação das vias é muito crítica e pediu desculpas ao cidadão feirense por esta situação. 

 

Feira de Santana / 06 de julho de 2020 - 09H 31m

Agentes de Cultura de Feira de Santana se articulam e cobram aplicação da lei Aldir Blanc

Após sanção no dia 30 de junho da Lei Federal de Emergência Cultural Aldir Blanc, os agentes culturais de Feira de Santana seguem mobilizados em ações que instrumentalizam a categoria e cobram medidas enérgicas do governo municipal para assegurar a chegada do recurso ao maior número de pessoas dessa cadeia produtiva. Nesta terça-feira (7), às 19 horas, será realizado o segundo encontro virtual pelo Google Meet, aberto aos agentes de cultura que desejam se engajar nas articulações da categoria. Essa reunião vai tratar das atualizações da Lei Aldir Blanc e das atividades realizadas pelos grupos de trabalho organizados pelo Fórum Permanente de Cultura da cidade. Enquanto aguardam a edição da Medida Provisória com crédito do valor previsto na Lei, estados e municípios devem preparar suas logísticas de cadastramento para fazer chegar o recurso àqueles e àquelas que precisam assegurar um isolamento social digno, diante da necessidade de cuidados sanitários especiais orientados pelas autoridades mundiais de saúde durante a pandemia pelo novo coronavírus. “Somos produtores, artistas, técnicos, educadores, pessoas que pararam suas atividades profissionais desde o início da pandemia e ainda não têm previsão de retorno ao trabalho. A sanção da Lei foi uma grande conquista. Agora é #PagueJá”, comenta Maylla Pita, produtora cultural da região. A Lei Aldir Blanc prevê o valor de 3 bilhões de reais para administração de 50% para os estados e 50% para os municípios. Foi relatada pela deputada federal Jandira Feghali (PCdoB) e prevê produzir efeitos e impactos emergenciais para a vida de artistas, técnicos, produtores, oficineiros, educadores, ponteiros de cultura, sustentando espaços culturais, circos, organizações comunitárias e pequenas empresas de produção de arte e cultura. Também direciona recursos para linhas de fomento para editais, chamadas públicas, prêmios e aquisições de bens e serviços. Para a deputada Jandira Feghali, o setor da cultura fala de um Brasil profundo que simboliza o seu povo. “Esses fazedores e fazedoras de cultura tem um papel importantíssimo para a economia, para o PIB brasileiro, e para o desenvolvimento das atividades criativas que impactam tanto a cadeia criativa da Cultura, como outras cadeias que também dependem dela”, destaca a deputada. Em Feira de Santana, o Fórum Permanente de Cultura, composto por agentes atuantes e com reconhecida consciência coletiva, ancora as mobilizações da sociedade civil. Campanhas e ações práticas vêm sendo implantadas para fazer chegar o recurso da Lei de Emergência Cultural àqueles que necessitam dele.

Feira de Santana / 03 de julho de 2020 - 16H 43m

Hospitais de Feira de Santana estão sem vagas de UTI

Na Bahia, dos 2.254 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para coronavírus, 1.476 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 65%. No que se refere aos leitos de UTI adulto e pediátrico, dos 906 leitos exclusivos para o coronavírus, 715 possuem pacientes internados, compreendendo uma taxa de ocupação de 79%. Em Feira de Santana os principais hospitais com leitos de UTI exclusivos para covid-19 estão com 100% da capacidade ocupada. O Blog do Velame apurou que os hospitais particulares EMEC, São Matheus e Unimed apresentam lotação máxima. Na rede pública, tanto o Hospital Geral Clériston Andrade e o Hospital de Campanha também estão com as UTI lotadas. No último boletim da Prefeitura de Feira de Santana foi informado um total de 63 pacientes hospitalizados no município. O Blog tentou contato com o prefeito Colbert Filho, mas não obteve retorno. Nesta sexta-feira (03), o Comitê Científico do Consórcio do Nordestes, presidido pelo médico Miguel Nicolélis, recomendou a adoção de “lockdown” em Salvador, Feira de Santana, Itabuna e Teixeira de Freitas para conter o coronavírus. A medida significa o fechamento total de todos os serviços que não são essenciais.

Feira de Santana / 03 de julho de 2020 - 16H 00m

Hospital de Campanha de Feira de Santana recebe doação da JBS

Nesta sexta-feira (03), o Hospital de Campanha de Feira de Santana recebeu a doação de 10 camas hospitalares, para UTI. A JBS iniciou a entrega de 200 camas clínicas à Secretaria da Saúde do Estado da Bahia e para Feira de Santana foram destinadas 10 unidades. Gilmar oliveira, diretor geral da unidade, reconheceu a importância do gesto “Gostaríamos de expressar a nossa gratidão pela doação de 10 camas hospitalares, para o Hospital de Campanha de Feira de Santana. A generosa entrega realizada pela JBS terá um grande impacto na ajuda ao combate à pandemia do COVID-19, em nome da S3, agradecemos a ajudar, fará uma diferença positiva na vida dos pacientes que por aqui passarem obrigado pela generosidade.

Feira de Santana / 29 de junho de 2020 - 17H 49m

Justiça suspende corte nos salários dos professores de Feira de Santana

O Juiz Gustavo Hungria determinou que a Prefeitura de Feira de Santana suspenda os descontos feitos nos salários dos professores da rede municipal de ensino. Os cortes se iniciaram em abril, após a suspensão das aulas por conta da pandemia do novo coronavírus.  A decisão acaba, em parte, parecer do Ministério Público referente a um mandado de segurança movido pela APLB de Feira.  O secretário de educação, Marcelo Esteves, alega que os pagamento das horas extras e o deslocamento dos professores foi suspenso e que não houve corte de salário. A prefeitura informou que através da Secom que ainda não foi intimada oficialmente, mas o secretário  confirmou que poderá recorrer.  “Decisão judicial se cumpre ou se contesta. No caso o município vai tomar as providências. o município suspendeu o pagamento das horas extras por entender que não havia serviço. A prefeitura naturalmente vai tomar a posição dele no sentido de recorrer ou não, mas vai cumprir o que a justiça determinar de acordo com a lei”, disse. Em caso de descumprimento o governo municipal pode pagar multa diária de dois mil reais a partir da intimação.

Feira de Santana / 25 de junho de 2020 - 12H 41m

Grupo JBS doa respiradores para abertura de leitos de UTI em Feira de Santana

Dez ventiladores pulmonares, mais conhecidos como respiradores, foram doados pelo Grupo JBS ao Governo da Bahia para fortalecer a estratégia de enfrentamento à pandemia da Covid-19. Os equipamentos chegaram na manhã desta quinta-feira (25), em Feira de Santana, o que irá ajudar na abertura de novos leitos de Terapia Intensiva no Hospital Geral Clériston Andrade 2, que será inaugurado nos próximos dias. Na avaliação do secretário Fábio Vilas-Boas, “a solidariedade do empresariado brasileiro tem possibilitado ampliar e fortalecer a rede assistencial em diversas localidades da Bahia e, neste sentido, o Governo do Estado agradece a doação que certamente salvará a vida de muitos baianos com um quadro clínico grave de coronavírus”, afirma Vilas-Boas. O diretor do Hospital Geral Clériston Andrade, Carlos Pitangueiras, ressalta que “a doação desses respiradores é de importância capital para salvar vidas, além do Grupo JBS contribuir diretamente com a inauguração desse novo hospital construído pelo governador Rui Costa e pelo secretário da Saúde do Estado”, diz. Feira de Santana é um dos mais de 200 municípios que serão beneficiados pelo programa “Fazer o Bem Faz Bem – Alimentando o Mundo com Solidariedade” no Brasil, que foi criado pelo Grupo JBS. Na Bahia, a JBS fará a doação de R$ 15 milhões, sendo R$ 10 milhões para o Governo do Estado e R$ 5 milhões para cinco municípios baianos, beneficiando cerca de 3,5 milhões de pessoas. “A JBS estruturou um programa dedicado a apoiar o país no enfrentamento a essa pandemia. Essa nova doação que chega a nossa cidade vem em momento oportuno e deixará um legado importante para a saúde da região”, diz Rodrigo Costa, gerente industrial da unidade da JBS em São Gonçalo dos Campos (BA), município próximo a Feira de Santana.
Feira de Santana / 24 de junho de 2020 - 19H 56m

Prefeitura estabelece novas normas nos serviços funerários em Feira de Santana

O Governo Municipal estabeleceu através do Decreto nº 11.617, publicado na edição desta quarta-feira, 24, do Diário Oficial Eletrônico, novas normas para os serviços funerários em Feira de Santana enquanto perdurar a situação de emergência e o estado de calamidade em face da pandemia da Covid-19. A partir de agora os óbitos que ocorrerem até as 14h deverão ter o sepultamento realizado no mesmo dia da morte. Aqueles que ocorrerem após as 14h devem ser sepultados nas primeiras horas do dia seguinte, a partir das 6h. Os serviços funerários do município, bem como todos os envolvidos na realização dos sepultamentos, obrigatoriamente deverão obedecer aos protocolos de higienização e segurança dos procedimentos, em atendimento às recomendações dos órgãos de vigilância sanitária e epidemiológica.

Feira de Santana / 21 de junho de 2020 - 20H 05m

Feira de Santana vai ganhar mirante para voo livre

Considerado um dos pontos ideais para o voo livre na Bahia, o Morro de São José, localizado no distrito de Maria Quitéria, vai ganhar seu mirante e, assim, ser definitivamente incluído no roteiro dos admiradores deste esporte. A licitação, tipo menor preço, para a construção do mirante está marcada para o dia 13 de julho, a partir das 8h30, no teatro Margarida Ribeiro, à rua José Pereira Mascarenhas,409, Capuchinhos. A estruturação do espaço contribuirá significativamente para tornar Feira de Santana um dos polos de atração para os praticantes deste tipo de voo. Hoje pode-se chegar de carro a poucos metros da pista de lançamento. A região é considerada ideal para provas de cross country – de longa distância e pelas térmicas, bolhas de ar quente que mantém os equipamentos mais tempo nas alturas. A pista local sediou, no ano passado, a primeira etapa do Campeonato Baiano de Voo Livre, que teve a participação de atletas e seus parapentes vindos de vários estados, e recebe frequentemente atletas para voos solo.

Feira de Santana / 11 de junho de 2020 - 09H 43m

Defensoria recomenda fechamento do comércio até o fim de junho em Feira de Santana

A Defensoria Pública do Estado da Bahia orientou a Prefeitura de Feira de Santana a manter o comércio e várias outras atividades empresariais suspensas.  No ofício enviado ao Executivo municipal, a Defensoria destaca que a o retorno as atividades nos próximos dias poderá ocasionar “em uma desenfreada propagação da covid-19, com o consequente e provável colapso do sistema de saúde, como já ocorreu em diversas cidades do mundo”. A recomendação do órgão está baseada nas orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS), Ministério da Saúde, e Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab). As entidades afirmam que a principal medida para evitar uma maior propagação da covid-19 é o isolamento social. Com isso, a Defensoria pede mais 15 de medidas restritivas na cidade. A mesma orientação foi feita para a Prefeitura de Paulo Afonso. Os documentos são assinados pelo defensor público Maurício Martins Moitinho, em Feira de Santana, e pela defensora pública Bruna de Carvalho Chaves Peixoto, em Paulo Afonso. (Bnews)

Feira de Santana / 09 de junho de 2020 - 18H 53m

Feira de Santana já registrou 20 mortes pelo novo coronavírus

O novo coronavírus já fez 20 vítimas fatais em Feira de Santana. No boletim epidemiológico divulgado, nesta terça-feira (09), foram confirmadas a 19° e a 20° vítima da covid-19. Mais 74 casos testados também foram confirmados positivos, elevando o total para 1.099. 27 pacientes estão hospitalizados e 233 já se recuperaram. Aguardando resultado do exame são 169 pessoas. Depois de atingir, no domingo, 7, um percentual de isolamento social acima do mínimo admitido pelo Ministério da Saúde com 52,1%, o índice voltou a cair na segunda-feira, 8, apresentando apenas 45,7% em Feira de Santana. O índice considerado satisfatório pelo Ministério da Saúde é de 70%. Abaixo de 50%, o nível é visto como abaixo do mínimo admissível e, por isso, preocupante.

Histórico

2019
set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2018
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2017
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2016
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2015
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2014
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2013
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2012
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2011
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2010
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2009
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2008
dez | nov