×

Busca

(1062) registro(s) encontrado(s) para a busca: Feira de Santana
Feira de Santana / 18 de março de 2021 - 16H 01m

Feira de Santana ganha UTI com serviços Einsten

Tendência em meio à pandemia, a telemedicina veio para ficar. O atendimento através de plataformas de comunicação digital permite a conexão entre médico e paciente em qualquer lugar do mundo. Agora, Feira de Santana conta com uma UTI que dispõe dessa tecnologia. O serviço é realizado juntamente com o Hospital Israelita Albert Einstein, pioneiro nos serviços de saúde a distância. O Tele-UTI e 2ª Opinião Médica – Interconsulta com Especialista acontece exclusivamente a distância, por videoconferência, para acompanhamento e discussão, entre médicos dos dois hospitais, de casos de pacientes que estejam internados ou em tratamento. Essa Telemedicina tem como diferencial, médicos com qualidade Einsten, diretrizes internacionais e protocolos rígidos de atendimento oferecendo segurança e qualidade para pacientes por meio de um serviço de atendimento online, com suporte 24 horas por dia, sete dias por semana. Além da implantação da telemedicina, em fevereiro, a Maternidade Santa Emília passa a funcionar com uma nova estrutura. São 10 novos leitos na Unidade de Terapia Intensiva adulto, avançado parque tecnológico para diagnóstico por imagem, como ressonância magnética, tomografia computadorizada, consultas ambulatoriais, novo centro cirúrgico capaz de realizar cirurgias de alta complexidade e um moderno pronto atendimento ortopédico. “Feira de Santana agora dispõe de uma UTI de alto padrão, com alto investimento e equipamentos de ponta”, explica o médico Wagner Fogagnolli, um dos sócios da Maternidade Santa Emília. Segundo ele, o atendimento humanizado permanece sendo uma prioridade. “As visitas não terão horários pré-definidos, mas acontecerão de acordo com o momento mais apropriado para os familiares, que contarão com uma estrutura de apoio preparada para os acompanhantes”, explica o médico. Na nova infraestrutura, há também uma área destinada ao incentivo a amamentação com sala de ordenha, banco de leite e lactário.

Feira de Santana / 16 de março de 2021 - 09H 32m

Idosos com 75 anos ou mais podem agendar vacinação em Feira de Santana

Os idosos com 75 anos ou mais podem agendar a vacinação contra Covid-19. A ampliação do público alvo foi possível com a chegada das 5.900 doses da vacina CoronaVac que foram recebidas pela Secretaria Municipal de Saúde, na última quinta-feira,11. Não é necessário a presença do idoso para o agendamento. Familiares, vizinhos ou cuidadores podem se deslocar à unidade de saúde mais próxima, com documento de identidade com foto e comprovante de residência do idoso. Em alguns casos, os agentes comunitários de saúde estão realizando o serviço. Quem tem dificuldade de locomoção pode ser vacinado em domicílio, para isso deve ser comunicado no momento do agendamento.

Feira de Santana / 14 de março de 2021 - 16H 38m

Médico questiona plano de vacinação de Feira de Santana; novo secretário se cala

Médico questiona plano de vacinação de Feira de Santana; novo secretário se cala
O cardiologista Germano Lefundes foi um dos únicos profissionais com coragem de se pronunciar publicamente sobre o assunto.

O Plano Municipal de Vacinação de Feira de Santana tem sido alvo de diversas críticas desde que foi lançado, principalmente pela falta de diretrizes claras. Diversos profissionais de saúde que não estão na linha de frente do combate a covid-19 foram vacinados através de uma desastrosa ação de drive thru (CLIQUE AQUI E RELEMBRE). Na ocasião, o critério para receber a imunização era apresentar diploma de formação em curso de saúde. A partir disso, surgiram relatos de vacinados jovens, saudáveis, aposentados, em teletrabalho ou que atuam em consultório em outras cidades. Outro ponto, é que centenas de trabalhadores do setor administrativo, sócios e empresários ligados a hospitais particulares também foram imunizados com a justificativa de que “são trabalhadores da linha de frente”.

O médico cardiologista Germano Lefundes, gestor de uma clínica de cardiologia na cidade, conversou com o Blog do Velame e questionou os critérios para essa vacinação e a falta de informações objetivas por parte da Secretaria Municipal de Saúde. “Somos muitos ainda sem vacinação. Minha equipe, 29 funcionários, não foi vacinada. Eu e mais 2 colegas médicos, a nutricionista da clínica, não conseguimos também”, disse. Ele revelou que na sexta-feira (12) esteve na rede de imunobiológicos e não há qualquer informação sobre a vacinação destes profissionais. “Pelo contrário, mesmo diante da informação de que a vacinação para profissionais seria retomada, o que falam lá é que isso não ocorrerá pois prosseguem com vacinação apenas para idosos. Ressalto que há falha na informação dos dados, falta clareza nas informações transmitidas. Ausência de programação quanto a vacinação dos profissionais de saúde que não conseguiram imunização na primeira etapa”, reclamou.

O debate sobre quem é de fato grupo prioritário ocorre também em meio à falta de diretrizes claras por parte do Ministério da Saúde aos municípios. A pasta aponta no Plano Nacional de Imunização (PNI), que a preferência deve ser dada a profissionais da saúde, com foco em quem lida com a covid-19, mas sem especificar quem deve ser vacinado após a proteção de quem está na linha de frente. O médico aponta que o Executivo  precisa dar melhores perspetivas, a curto ou médio prazo. Para ele, o período de vacinação de profissionais de saúde foi interrompido precocemente. “Encaminhamos ofício para Secretaria de Saúde conforme solicitado, porém não há nenhum planejamento para solucionar a questão. Note que a SMS já possui condições de estimar com maior exatidão o numero de profissionais ainda não imunizados. Na segunda-feira uma grande clínica de Gastroenterologia teve todos os seus funcionários imunizados “in loco”. Não há clareza quanto ao motivo pelo qual foi a escolhida”, questiona.

Lefundes relembrou o episódio da falha de informação que quase fez a cidade ficar sem novas doses da vacina. “Quando a SMS admite falha na informação dos dados, assume que utilizou apenas 88% das doses. Portanto, havia vacina em estoque, ainda sem utilização. Outros municípios como Salvador, Serrinha, prosseguem com vacinação de profissionais de saude, concomitantemente à vacinação por faixa etária, mediante cadastramento do profissional, o que permite escalonamento adequado. Ao invés de politizar, a gestão municipal deveria admitir as falhas, corrigi-las e aperfeiçoar o processo, dando mais transparência”. Ele destaca que a imunização de profissionais que atuam em serviços de saúde, tem um alcance mais amplo, pois a medida que “cria uma imunidade de rebanho interna, reduz o risco de contágio para os pacientes que o frequentam”. Procurado para explicar os critérios de escolha dos profissionais de saúde que estão sendo imunizados, o novo secretário de saúde, o médico Marcelo Britto, visualizou, mas não retornou o contato feito pelo blog. Para completar a falta de transparência, o vacinômetro de Feira segue sem atualização desde o dia 22 de fevereiro.

Feira de Santana / 11 de março de 2021 - 15H 50m

Feira de Santana alcança cobertura de 98% em abastecimento de água e 68% em tratamento de esgoto

A Embasa vem apresentando investimentos em abastecimento de água e esgotamento sanitário no âmbito do programa estadual Água Para Todos desde 2007. Um dos maiores beneficiários desses investimentos, o município de Feira de Santana, segundo maior em população no Estado da Bahia, alcançou uma cobertura de 98% em abastecimento de água e 68% em coleta e tratamento de esgoto. Para chegar a esse patamar, o sistema de abastecimento de Feira de Santana recebeu investimentos e tem outros em andamento que somam R$ 433 milhões. Deste montante, R$ 145 milhões estão sendo destinados para duplicar a capacidade de produção, adução e distribuição do sistemanuma obra com previsão de entrega até 2023. Os investimentos já realizados/entregues no município, entre 2009-2020, beneficiaram 430 mil pessoas com melhoria do serviço ou acesso ao abastecimento de água e 369 mil pessoas com coleta e tratamento de esgoto. Como resultado daações dos últimos 14 anos, a Embasa registrou somente em Feira de Santana um aumento de 89% no número de ligações de água e de 200% no número de ligações de esgoto, em relação ao quantitativo que existia em dezembro de 2006. “É uma conquista notável, com reflexos tanto na vida de milhares de pessoas, como na evolução dos indicadores sociais, econômicos e ambientais do município”, afirma o gerente regional da Embasa, Euvaldo dos Santos Neto.  Os investimentos já realizados incluem a ampliação do sistema de esgotamento sanitário das bacias Jacuípe e Subaé, incluindo novas estações de tratamento de esgoto, recuperação de trechos da principal adutora que traz água da estação de tratamento para a cidade, a construção de centros de reservatórios das regiões Norte e Leste, a ampliação do sistema de adução e bombeamento para a zona rural, entre outras ações, visando acompanhar o intenso crescimento da cidade nos últimos anos.  A priorização de investimentos voltados para a universalização do acesso aos serviços foi um ponto decisivo para a assinatura de contrato de programa entre o município de Feira de Santana a Embasa, em 2020Com isso, foi assegurada a execução dos empreendimentos previstos para dotar a cidade de indicadores de atendimento com serviços de água esgoto em consonância com as metas estabelecidas pelo novo marco regulatório do saneamento.  Para buscar a universalizaçãoa Embasa firmou em contrato o compromisso de destinar, até 2033, nada menos que R$ 695 milhões em investimentos para Feira de Santana, elevando a cobertura de abastecimento de água para 99%, com melhorias na qualidade do serviço, e de esgotamento sanitário para 90%. A capacidade econômicofinanceira, aliada a um plano sustentável de investimentos para o cumprimento das metas no município têm sido os caminhos adotados pela Embasa para enfrentar este grande desafio, sempre buscando atender às necessidades de usuários e do poder público local.
Feira de Santana / 08 de março de 2021 - 16H 33m

Gasolina se aproxima de R$ 6,00 o litro em Feira de Santana

O 6º reajuste do preço dos combustíveis já está sendo sentido no bolso do consumidor. A gasolina, que era encontrada a R$ 4,78 em janeiro, já chega a ser comercializada a R$ 5,55, valor mínimo encontrado nos postos de Feira de Santana. A Petrobras anunciou, nesta segunda-feira (8), que o reajuste em 8,8% nas refinarias e o diesel em 5,5%, passa a valer a partir de terça-feira (9). O novo aumento pode fazer o preço da gasolina chegar aos inacreditáveis R$ 6,00 o litro. O Blog do Velame pesquisou os preços praticados em Feira. O valor mais baixo encontrado foi R$ 5,55 em postos da avenida Getulio Vargas e João Durval Carneiro. Já o mais alto vende o combustível a R$ 5,59.

Feira de Santana / 07 de março de 2021 - 17H 41m

Feira de Santana registra 85 novos casos de covid-19 neste domingo (07)

Feira de Santana não registra nenhuma morte por Covid-19 há quatro dias. Nas ultimas 24h, o município alcançou a marca de 24.796 pacientes recuperados, índice que representa 93,3% dos casos confirmados. Enquanto isso, 81 exames foram negativos e 85 positivos. O boletim epidemiológico contabiliza ainda 106 pacientes internados no município e 1.298 casos ativos, ou seja, pessoas que ainda estão com a doença. A informação é da Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde neste domingo (07).

Relatório sobre Covid-19 em Feira de Santana
NÚMEROS DESTE DOMINGO
07 de março de 2021

Casos confirmados no dia: 85
Pacientes recuperados no dia: 22
Resultados negativos no dia: 81
Total de pacientes hospitalizados no município: 106
Óbito comunicado no dia: 0

A Secretaria de Saúde ressalta que a inclusão no boletim dos registros de óbito por Covid-19 é feita quando a declaração de óbito, ficha de notificação e resultado do exame positivo para a doença chegam à Vigilância Epidemiológica.

NÚMEROS TOTAIS

Total de pacientes ativos: 1.298
Total de casos confirmados no município: 26.563 (Período de 06 de março de 2020 a 07 de março de 2021)
Total de pacientes em isolamento domiciliar: 1.192
Total de recuperados no município: 24.796
Total de exames negativos: 38.018 (Período de 06 de março de 2020 a 07 de março de 2021)
Aguardando resultado do exame: 543
Total de óbitos: 469

INFORMAÇÕES TESTES RÁPIDOS

Total de testes rápidos realizados: 22.190 (Período de 06 de março de 2020 a 07 de março de 2021)
Resultado positivo: 4.220 (Período de 06 de março de 2020 a 07 de março de 2021)
Em isolamento domiciliar: 10
Resultado negativo: 17.970 (Período de 06 de março de 2020 a 07 de março de 2021)

O teste rápido isoladamente não confirma nem exclui completamente o diagnóstico para covid-19, devendo ser usado como um teste para auxílio diagnóstico, conforme a nota técnica COE Saúde Nº 54 de 08 de abril de 2020 (atualizada em 04/06/20).

Feira de Santana / 06 de março de 2021 - 00H 39m

Feira de Santana negra é tema de exposição de artes

A Exposição Virtual FEIREN(SI)” será realizada entre os dias 01 de março a 10 de abril de 2021. O trabalho reúne um conjunto de obras do artista Igor Rodrigues que se referem ao (re)conhecimento da história da cidade de Feira de Santana, evocando um diálogo atual e pertinente sobre o apagamento da população negra na história conhecida popularmente. Por meio de características que aproximam o surrealismo e o hiperrealismo, o artista utiliza a técnica contemporânea da pintura digital, na qual desenvolve uma pesquisa há mais de 10 anos, utilizando o mouse o programa Adobe Photoshop. Nesse processo, toda a obra é desenhada e pintada digitalmente e impressa como uma pintura. São abordados momentos históricos da cidade, como seu surgimento a partir da criação de gado, a importância dos viajantes e do comércio na sua formação; apresenta personagens marcantes, como Julieta Carteado, Nossa Senhora Santana, além de homenagear Maria Quitéria e Georgina Erismann; também enaltece monumentos como a Caixa D’água do Tomba e o Anel de Contorno; traz títulos como “Cidade Princesa”, “Princesa do Sertão” e “Cidade Trabalho”; mostra a importância dos feirantes na formação da cidade entre outros. Assim, apresenta uma sátira ao imaginário sobre a história de Feira de Santana, problematizando o apagamento das pessoas negras no que é contado popularmente sobre a história da cidade. A Exposição Virtual FEIREN(SI) tem apoio financeiro da Prefeitura de Feira de Santana através da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer via Lei Aldir Blanc, direcionado pela Secretaria Especial de Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal. O projeto FEIREN(SI) foi desenvolvido no período de 2019/2020 e surgiu a partir do desejo do artista em reimaginar a história da cidade de Feira de Santana, na tentativa de encontrar uma maneira de se sentir representado. Cinco obras foram apresentadas em 2019, no Instagram do artista (@atelieigorrodrigues) em formato de mostra virtual intitulada (SI)NESTESIA, onde o artista convidou cinco feirenses para verem as obras e falarem suas impressões sobre elas, relacionando-as ao que conheciam sobre Feira. A exposição “FEIREN(SI)” seria apresentada, em formato físico, no Museu Casa do Sertão em março de 2020, mas não ocorreu por falta de recursos e do advento da pandemia. Além disso, o projeto foi premiado no ano de 2020 no Prêmio Funarte RespirArte, na categoria de Artes Visuais, em um vídeo que narra a história de Feira através das obras, e também foi selecionado como Projeto Suplente no Prêmio de Desenvolvimento e Cultura Local 2020, na cidade de Feira de Santana. Para acessar basta acessar o site https://www.feirensi.com

Feira de Santana / 05 de março de 2021 - 15H 58m

Projeto para divulgar e viabilizar apoio a empreendimentos culturais negros é lançado em Feira de Santana 

O Talk Show Lu Convida – Uma Prosa Preta realiza entrevistas com empreendedores culturais negros, nos dias 7, 14, 21 e 28 de março. Todas aos domingos, a partir das 17 horas, e transmitidas no canal do projeto, no Youtube. Idealizado pela empreendedora, gestora, produtora e ativista cultural Luciana Silva, o projeto é pioneiro em Feira de Santana e tem como propósito divulgar e viabilizar apoio financeiro e institucional, para segmentos à margem de investimentos de mercado ou da agenda convencional da política de cultura. “Os processos criativos são importantes para geração de trabalho, renda e riqueza econômica e os movimentos culturais, quer sejam os da tradição, quer sejam os atuais, devem ser reconhecidos e fortalecidos como necessários para a configuração e estabelecimento da cultura contemporânea, que revela a realidade presente e promove profundas mudanças na cena urbana”, frisa a idealizadora. Além das entrevistas, o Talk Show terá roda de conversa virtual com a equipe realizadora, que vai compartilhar experiências no segmento cultural feirense, apresentações e intervenções artísticas e participação do público, previamente inscrito. Os participantes poderão enviar perguntas através do chat. Haverá ainda apresentações de vídeos e depoimentos no quadro intitulado Vitrine de Projetos, onde os selecionados poderão mostrar suas ações para o público e potenciais apoiadores. Estão confirmados para o primeiro talk show o MC Preto Charus, do grupo de Rap Met’Eufóricos; Patrícia Núbia, professora de história, filosofia e sociologia (Uefs); Liz Kaapora, educadora popular, militante da economia popular e solidária, sócia da LIMPTUDO FSA; Rafael Roots, técnico em Higienização de Estofados e Esteticista automotivo, também sócio da LIMPTUDO FSA; Flavia Silva, da Tudojunto produtora audiovisual Independente; e Everton Antônio, licenciado em música pela Uefs, músico de rua, agente e ativista cultural.  A realização do projeto atende ao diagnóstico cultural de Feira realizado em 2016, que foi construído a partir das concepções do Sistema Nacional de Cultura e da visão da cultura como fator de desenvolvimento humano, seguindo as orientações da ONU/UNESCO. Já a seleção dos participantes das entrevistas atende a critérios de reconhecimento de sua identidade racial negra e a sua atuação na cultura local.  A ação tem o apoio financeiro da Prefeitura de Feira de Santana, através da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer via Lei Aldir Blanc, direcionado pela Secretaria Especial de Cultura do Ministério do Turismo, do Governo Federal.  Interessados em apoiar ou investir no projeto podem entrar em contato com os organizadores através do WhatsApp (75) 982958686 ou pelo e-mail: [email protected]. Mulher negra com formação em Administração de Empresas pela Universidade Estadual de Feira de Santana, Luciana Silva atua com desenvolvimento de pessoas, equipes e grupos no segmento cultural em Feira de Santana.

Feira de Santana / 04 de março de 2021 - 06H 53m

IFBA inicia inscrições para o processo seletivo para cursos técnicos em Feira de Santana

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA), de Feira de Santana, abrirá inscrições para o Processo Seletivo (ProSel), conforme Edital, para preenchimento de vagas para os cursos técnicos GRATUITOS das modalidades Integrado (para os estudantes que desejam fazer ensino médio atrelado ao ensino técnico) e Subsequente (para quem já concluiu o ensino médio). Neste ProSel, serão oferecidas 20 vagas para os cursos integrados, sendo 10 vagas para o curso técnico em eletrotécnica e 10 vagas para técnico em edificações. Além disso, serão ofertadas 40 vagas para os cursos subsequentes, com 20 vagas para o curso técnico em eletrotécnica e 20 vagas para curso técnico em redes de computadores. A duração do curso Integrado é de 4 anos e a do curso Subsequente de 2 anos. As inscrições serão GRATUITAS e ocorrerão de 22 de fevereiro a 16 de abril de 2021, no site da instituição. As dúvidas eventuais podem ser esclarecidas por meio do e-mail [email protected]. Por conta da Pandemia da COVID-19  o Processo Seletivo 2021, será realizado excepcionalmente em formato digital e não presencial e por meio de procedimento classificatório de Análise de Histórico Escolar. Para os cursos integrados, as notas a serem analisadas serão médias finais do Histórico Escolar das disciplinas Língua Portuguesa, Matemática, História e Geografia, dos 6º, 7º e 8º anos, do Ensino Fundamental II. Para os cursos subsequentes, as notas a serem analisadas serão as médias finais do Histórico Escolar das disciplinas Língua Portuguesa e Matemática, dos 1º e 2º anos, do Ensino Médio. No Prosel o estudante pode entrar pelo Sistema de Cotas para estudantes de escolas públicas ou para Pessoas com Deficiência. O candidato para concorrer no curso Integrado deve ter cursado integralmente, do 1º ao 9º ano, o Ensino Fundamental em escolas públicas, já para o Subsequente, o candidato deve ter cursado integralmente tanto o Ensino Fundamental (1º ao 9º ano) quanto o Ensino Médio (1º ao 3º ano) em escolas públicas. Outros detalhes devem ser obtidos por meio do site selecao.ifba.edu.br
Feira de Santana / 03 de março de 2021 - 14H 34m

Pais e professores relatam desinformação sobre volta às aulas em Feira de Santana

Por causa da pandemia da covid-19, escolas de todo país suspenderam as aulas presenciais e passaram a buscar alternativas de manter o processo de ensino enquanto durante a quarentena. Na rede pública municipal de Feira de Santana todas as tentativas foram frustradas até então. Pais de alunos e professores relataram ao Blog do Velame que em 2020 o ensino remoto não aconteceu. Em 2021, a nova Secretária de Educação, a professora Anaci Paim, assumiu a pasta prometendo o retorno das aulas para fevereiro, o que não aconteceu. A secretaria alega que uma licitação está em curso para adquirir tecnologia de uma plataforma de conteúdo, que viabilizaria o inicio das atividades remotas.  A reportagem conversou com três professoras da rede municipal: Lumena, Sarah e Juliette. Os nomes reais foram mantidos em sigilo, a pedido das entrevistadas, que temem retaliações.

Lumena ensina em uma escola da zona rural e confirma que nenhuma atividade online foi realizada em 2020. “Os alunos foram largados à própria sorte, abandonados e tudo indica que isso vai se repetir em 2021, porque até agora não sabemos de nada. A Secretaria de Educação não nos informou nada e já estamos em março”, disse. A professora Juliette reforçou que os docentes não sabem nada além do que foi divulgado na mídia. “Tivemos uma reunião com a Secretária de Educação no mesmo período que ela apareceu na TV falando do que estava sendo feito em prol do retorno. Mas ainda não fomos convocados para mais nada além dessa reunião e dos questionários sobre as mídias disponíveis”, explicou. Esse questionário das mídias disponíveis foi enviado a todos os professores para averiguar o que cada um deles teria disponível para utilizar nas atividades, como como celular, computador e wifi.

Sarah ensina na rede municipal há 10 anos e não acredita que o modelo pensado pela Prefeitura de Feira dará certo. “Os projetos pedagógicos das escolas devem ser revistos pensando em cada comunidade. A realidade de quem está na Matinha é diferente de quem está em um bairro no centro da cidade, onde o acesso a internet é mais fácil e mais barato”. A professora acredita que essas plataformas licitadas pela Secretaria irão ajudar muito pouco. “Alguns alunos vão se sentir excluídos, os que têm deficiência de atenção, por exemplo. Será que eles estão sendo levados em consideração nesse processo? Não sabemos. Não somos ouvidos, somos apenas comunicados. É um caos”. Outro problema relatado pelas professoras é a falta de merenda. A grande maioria das crianças da rede pública vive em situação de vulnerabilidade. “A prefeitura só entregou duas cestas básicas durante toda jornada de pandemia e sabemos que isso agrava a situação dos nossos alunos mais pobres. Muitos têm a escola como principal fonte de alimentação”, lamenta Lumena.

Ellianjose Ayres, que é mãe de aluna da CEB Uefs, escola que pertence à Rede Municipal de Educação, não sabe o que vai acontecer. “Municípios menores, mais pobres resolveram a situação dos seus alunos e Feira nada. O pior é que só emitem a transferência com o ano anterior em curso e não permitem que as escolas que querem resolver a situação em conjunto com os pais, o façam”, reclama. Ellianjose falou ao blog em nome do coletivo e pais do CEB, que estão revoltados com a situação de descaso do município. Para ela, algumas pessoas podem ter ouvido as entrevistas que a Secretária Anaci Paim deu à imprensa e acreditar que as aulas remotas estão acontecendo. “O ensino remoto não aconteceu em 2020 e caminha para não acontecer em 2021”, desabafou.

Foi publicada no dia 26 de fevereiro, a resolução do Conselho Municipal de Educação que orienta a retomada e continuidade das atividades pedagógicas nas escolas da Rede Municipal de Educação e aquelas que são conveniadas ao sistema municipal. O documento regulamenta o retorno às atividades de forma não presencial em decorrência da pandemia pela Covid-19. O termo autoriza, em caráter excepcional, a retomada das atividades pedagógicas de forma não presencial enquanto se estender a situação grave instalada pela pandemia, mas não é claro quanto a data de retorno, ou que tipo de plataforma digital será usada para alcançar todos os alunos de acordo com a necessidade de cada um.  “A aprovação dessa resolução é fruto do diálogo que estamos construindo há alguns meses com o Conselho Municipal de Educação e representa uma etapa fundamental para a nossa retomada pedagógica que vem sendo planejada considerando principalmente a biossegurança e o acesso de todos os estudantes da Rede Municipal”, observa Anaci Paim. Vale ressaltar que a Prefeitura precisa cumprir o prazo da lei federal 14.040 que estipula até 31/12/21 o limite para realizar toda a carga horária 2020/2021.

Leia também:
Falta de merenda escolar em Feira foi assunto no programa Encontro da rede Globo

Estojo achado no lixo faz parte de kit escolar que custou mais de R$ 3 milhões

Histórico

2019
set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2018
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2017
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2016
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2015
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2014
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2013
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2012
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2011
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2010
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2009
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2008
dez | nov