×

Busca

(228) registro(s) encontrado(s) para a busca: UEFS
Feira de Santana / 27 de fevereiro de 2024 - 07H 44m

300 vagas: Programa ‘Portal da Uefs’ inscreve para cursos de línguas estrangeiras

A Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) está com inscrições abertas para cursos de espanhol, inglês, francês e produção textual para estudantes e egressos do ensino médio de escolas públicas.

Estão sendo ofertadas 300 vagas distribuídas em 11 turmas. Os interessados devem ir presencialmente à sede do Programa Portal: ensino-aprendizagem de línguas para a cidadania, inclusão social e diálogos multi e intercultural, localizada no módulo 2 do campus universitário, até a próxima sexta-feira (01).

O candidato só vai poder se inscrever em um curso de línguas. As inscrições serão por ordem de chegada, mas a vaga nos cursos seguirá um critério de prioridade: estudantes do ensino médio de escolas públicas e refugiados, egressos de escola pública sem vínculo institucional e de escola pública matriculados em instituição de ensino superior privada, funcionários públicos e terceirizados da Uefs e professores e estudantes da Uefs.

Feira de Santana / 16 de janeiro de 2024 - 13H 13m

Uefs amplia oferta de cursos de pós-graduação

Mais três programas de pós-graduação da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) foram aprovados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e vão realizar processos seletivos ainda em 2024. Os novos cursos são: Mestrado Acadêmico em Matemática; Mestrado Acadêmico em Gestão, Organizações e Sociedade; e Doutorado em Estudos Literários.

“A aprovação desses três cursos nos revela o amadurecimento da nossa Instituição, que vem buscando através do fortalecimento da política de desenvolvimento da pós-graduação desenvolver ações estratégicas em consonância com as políticas institucionais gerais, as políticas estaduais e nacionais”, ressaltou a pró-reitora de Pesquisa e Pós-graduação da Uefs, Silvone Santa Bárbara.

A gestora destaca ainda que o número expressivo de programas de pós-graduação existentes na Uefs contribui para a formação de profissionais nas mais diversas áreas de conhecimento, reduzindo as assimetrias regionais, com importante impacto científico e social.

Dentre os cursos recém aprovados, vale destacar que o Mestrado em Gestão, Organizações e Sociedade, será o primeiro programa stricto sensu do Departamento de Ciências Sociais Aplicadas (DCIS).

Feira de Santana / 10 de janeiro de 2024 - 11H 30m

Uefs convoca mais 75 aprovados no concurso de 2018

A Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) está com 5 Avisos de Convocações vigentes, referentes ao Concurso Público para contratação de novos servidores, realizado em 2018. Para não perderem a vaga, os candidatos aprovados devem ficar atentos ao prazo para entrega da documentação exigida.

Administração, TI, Direito, Arte Final e Editoração, Técnica Nutricional, Técnica Laboratorial, Técnica em Química, Ciências Contábeis, Engenharia de Segurança do Trabalho, Pedagogia, Serviço Social e Administrativa são as áreas de formação contempladas pelos avisos de convocação.

A lista com os nomes dos convocados está disponível no site da universidade: uefs.br.

Feira de Santana / 03 de janeiro de 2024 - 18H 34m

CEB/UEFS abre inscrições para sorteio de vagas para novos alunos

CEB/UEFS abre inscrições para sorteio de vagas para novos alunos
Foto: Divulgação

Até o dia 10 de janeiro estão abertas as inscrições para o sorteio público de vagas para novos alunos do Centro de Educação Básica da UEFS (CEB-UEFS) para o ano letivo de 2024. Ao todo, 76 vagas estão sendo oferecidas do Grupo 4 ao 9º ano do Ensino Fundamental. O sorteio ocorrerá no dia 12 de janeiro de 2024, às 10h, no Auditório 3, Módulo IV, Campus Universitário.

Podem concorrer às vagas: filhos(as) de servidores(as) técnico-administrativos, de professores(as) da UEFS e de professores(as) do CEB; filhos(as) de estudantes da UEFS regularmente matriculados(as), não sendo consideradas matrícula Institucional, Isolada e Especial; filhos(as) de trabalhadores(as) de empresas terceirizadas ou cooperativas que prestam serviço à UEFS (campus de Feira de Santana) ou ao CEB-UEFS; filhos(as) de funcionários Efetivos da Prefeitura Municipal de Feira de Santana; comunidade em geral.

As inscrições só podem ser feitas pela internet, através do link: http://csa.uefs.br/index.php/ceb2024/inicial.

Feira de Santana / 11 de dezembro de 2023 - 19H 39m

Uefs inscreve para cursos gratuitos da área de computação

A Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) está com inscrições abertas para cursos gratuitos de Lógica para Computação, Algoritmos e Programação em Python e Desenvolvimento de Aplicativos. Os interessados devem acessar o link (https://sites.google.com/view/jeditemple/inscrição) para garantir uma vaga até 31 de dezembro.

As turmas vão começar em 2024. Podem concorrer estudantes do Ensino Médio. Por um período de um ano os participantes terão acesso a encontros virtuais, interação com mentores especializados e materiais assíncronos.

O objetivo dos cursos é proporcionar uma introdução abrangente aos conceitos fundamentais da programação de computadores. Os conhecimentos aplicados visam o estímulo ao pensamento computacional e o incentivo ao interesse pela área de tecnologia. Os cursos são promovidos pelo projeto de extensão “Programa de Mentoria para alunos de Engenharia da Computação da Uefs e alunos do ensino médio da Região Metropolitana de Feira de Santana”, coordenado pela professora Pâmela Cortez, do Departamento de Ciências Exatas (Dexa).

A coordenadora do projeto explicou que outro objetivo dos cursos é incentivar os estudantes a se tornarem programadores aptos a atenderem a demanda do mercado.

“O projeto visa promover uma comunidade mais próxima aos conceitos computacionais através do compartilhamento de conhecimentos da área de tecnologia voltada para programação. Com isso, teremos estudantes mais fortalecidos com os conceitos do Pensamento Computacional, bem como aprendizagem ativa”, disse Pâmela Cortez.

Feira de Santana / 23 de novembro de 2023 - 09H 29m

Vice-reitora da Uefs destaca o protagonismo das universidades durante evento no Paraná

Vice-reitora da Uefs destaca o protagonismo das universidades durante evento no Paraná
Foto: Divulgação

Protagonismo e impacto das universidades na sociedade foi o tema abordado pela vice-reitora da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), professora Eva Carvalho, durante a abertura da Semana de Integração Ensino, Pesquisa e Extensão da Universidade Estadual do Centro Oeste (Unicentro), no Paraná. A programação aconteceu na última segunda-feira (20).

A data do evento foi muito oportuna, de acordo com a professora que é uma mulher negra, devido à coincidência em relação ao Dia da Consciência Negra.

“Levei mais reflexões do que respostas. Falei um pouco do debate sobre o termo universidade, que significa representar um universo, e também sobre a importância da gente conhecer o nosso território. O universo que nos cerca é composto de que sujeitos, de que atores sociais? Precisamos olhar para dentro, para saber se nós estamos escutando esses atores sociais e definindo o rumo das universidades, escutando suas vozes e considerando suas vozes”, contou a vice-reitora.

Durante o pronunciamento, a professora Eva Carvalho também compartilhou um pouco sobre a história das universidades e o reflexo disso para o atual contexto.

“É importante refletirmos sobre as diferenças de missão que a universidade teve ao longo dos anos. Surgiu com a missão de ensino, depois assumiu a missão de pesquisa. A nova missão é a de desenvolvimento da tecnologia, então a gente vai percebendo também ao longo dessa história, como vai se tornando complexo, atender ao que a sociedade demanda para a universidade. Essas reflexões precisam ser trazidas para dentro das instituições, como autocrítica para, inclusive, definir qual é a universidade que a gente pretende no futuro”, disse.

A cerimônia de abertura reuniu centenas de acadêmicos, docentes e autoridades. A participação da vice-reitora da Uefs foi fruto de um convite que surgiu após atuação da mesma durante uma missão realizada na África.

Feira de Santana / 15 de novembro de 2023 - 23H 01m

Após mais de um mês, greve estudantil na Uefs é encerrada

Após mais de um mês, greve estudantil na Uefs é encerrada
Foto: Divulgação

Chegou ao fim na noite de ontem (14), a greve estudantil na Universidade Estadual de Feira de Santana, iniciada no último dia 06 de outubro. A decisão foi tomada durante uma Assembleia Geral dos Estudantes realizada no auditório central da Uefs.

“Construímos intensamente esse espaço, pois a greve foi o caminho possível para que nossas demandas fossem ouvidas”, afirma trecho de um comunicado publicado nas redes sociais do coletivo de juventude Pajeú.

Ainda na terça-feira, um termo de compromissos foi firmado entre o comando de greve e Reitoria da Uefs, durante mesa de negociação.

Desde o início do movimento, os estudantes cobravam a reposição por convocação e concurso de todo quadro efetivo de docentes, reformulação e reajuste imediato do “Mais Futuro”, ampliação da permanência estudantil, através do 1% da Receita Líquida de Impostos, recomposição e ampliação do orçamento universitário para 7% da RLI.

Nos últimos dias, a Uefs anunciou abertura de concurso público para professor auxiliar e assistente, além de seleção pública para professor substituto.

Feira de Santana / 03 de novembro de 2023 - 13H 10m

Uefs abre concurso público com oferta de 55 vagas para professores nas classes de auxiliar e assistente

A Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) publicou no Diário Oficial do Estado da Bahia, edital de Concurso Público para ingresso na Carreira do Magistério Superior nas Classes de Professor Auxiliar e Assistente. No total estão abertas 55 vagas para todos os departamentos.

As inscrições estarão abertas das 08h de 08 de novembro até às 10h do próximo dia 19, exclusivamente pela internet, na página http://csa.uefs.br/index.php/professor232, mediante o preenchimento da Ficha de Inscrição.

Para a classe de Professor Auxiliar o candidato deve apresentar, no mínimo, o certificado de conclusão de curso de especialização, de acordo com a formação exigida; e para Professor Assistente apresentar, no mínimo, o Diploma ou certificado de conclusão de curso de Mestrado, reconhecido ou revalidado no país, de acordo com a formação exigida.

Para a reitora Amali Mussi, ”esta é uma grande vitória, um avanço fruto da luta coletiva da Universidade. E permaneceremos em diálogo, sempre pleiteando o melhor para a nossa UEFS”. A pró-reitora de graduação, Silvia Passos, afirma que ”o concurso publico para a UEFS com 55 vagas foi uma grande conquista. Entendemos que ainda precisamos de ajustes quanto a necessidade de professores, pois essa logística é dinâmica. Estamos empreendendo esforços para que a homologação ocorra ainda esse ano”.

As provas do Concurso serão realizadas no período de 30 de novembro de 2023 a 14 de dezembro de 2023. As datas, horários e locais serão publicizados na página http://csa.uefs.br/index.php/professor232.

Feira de Santana / 29 de outubro de 2023 - 17H 06m

Gestores da Uefs e estudantes grevistas se reúnem para discutir mobilização

Gestores da Uefs e estudantes grevistas se reúnem para discutir mobilização
Foto: Divulgação

No final da tarde da última sexta-feira (27), a reitora Amali Mussi, a vice-reitora Eva Carvalho e o grupo gestor da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) se reuniram com estudantes do movimento grevista que, desde o último dia 06, decretaram a mobilização.

Após as reitoras apresentarem os esforços da gestão para avançar nas negociações, também foi necessário reiterar e dar novas explicações sobre as impossibilidades legais e materiais de cumprirem algumas exigências feitas pelo movimento.

Os estudantes demandaram um pronunciamento institucional, em formato de nota, assinado pela reitoria, confirmando que as pautas estudantis da universidade devem ser votadas pelos estudantes que compõem a própria universidade, a despeito de informações que estudantes de outras instituições supostamente teriam comparecido à Universidade no dia 25 de outubro. Diante do pedido, a reitora Amali Mussi afirmou que, em nenhum encontro, pronunciamento ou comunicação pública suscitou ou fomentou ideia em sentido contrário e que, por este motivo, não via problema em fazer o referido comunicado.

A gestão solicitou que o movimento estudantil encaminhe formalmente para a reitoria todas as comunicações enviadas para os órgãos do Estado os quais mantiveram contato, para que a gestão dê continuidade às solicitações que já vêm sendo feitas por parte desta.

Como próximos passos, à gestão caberá informar sobre a busca de novas possibilidades e tentativas de soluções junto aos setores e órgãos envolvidos nos trâmites de segurança e legalidade que compõe o sistema de pagamento das bolsas.

Por fim, ficou acordado a criação de uma mesa permanente de negociações, com uma reunião nesta segunda (30) às 14h30 quando será elaborado um cronograma para continuidade do trabalho.

Feira de Santana / 28 de outubro de 2023 - 14H 53m

Durante assembleia para discutir a greve estudantil, UEFS registra cenas de confusão, com agressões físicas e verbais

Com objetivo de buscar uma resolução diante da greve dos estudantes da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), o movimento contrário à greve, intitulado “Pela democracia na UEFS”, convocou uma Assembleia Geral Extraordinária (AGE) para esta semana. Mas o que era para ser um momento de diálogo e votação se transformou em episódio de violência e agressões.

Para a realização da AGE é necessária a assinatura de 5% dos alunos ou a partir da convocação dos Conselhos e Entidades de Base (CEBs). Segundo o grupo informa, foi feito um formulário online, que contou com a participação de 400 estudantes.

Do outro lado, a convocação foi considerada ilegítima, uma vez que o Estatuto não previa o uso de formulários, embora este seja datado de 2002. No dia da realização da AGE, as portas do prédio da Reitoria foram fechadas e os alunos instruídos a não assinar a lista, ainda de acordo com relatos.

Conforme aumentava a adesão dos alunos contrários à greve, o clima se tornava ainda mais tenso, com gritos e muitas vaias proferidos entre os grupos. Alguns universitários teriam sido barrados no portão lateral do Feira VI, enquanto outros foram orientados a retornar, sob a alegação de que a votação já havia sido encerrada. Apesar disso, foram obtidos quase 500 votos.

Estudantes favoráveis à continuidade da greve, contudo, alegando ilegitimidade da AGE, teriam usurpado e danificado a urna, rasgando os votos. Esse momento de maior tensão teria sido a precedido por agressão física e verbal sofrida por Catarina Paraguaçu, Vice Regional dos Estudantes da Bahia e estudante do curso de Filosofia da UEFS, e Giselle Araújo, Diretora da União Nacional dos Estudantes, que pleiteavam o fim da greve e estavam acompanhando as reivindicações estudantis.

A aluna Catarina Paraguaçu chegou a buscar atendimento em uma policlínica, realizando exame de corpo de delito e prestando boletim de ocorrência logo em seguida. Em tom de deboche, o sapato da estudante chegou a ser exibido, como uma espécie de “troféu”.

Por meio de nota, o Diretório Acadêmico de Odontologia, o Diretório Acadêmico de Engenharia Civil, o grupo “Pela Democracia” e a União dos Estudantes da Bahia (UEB) repudiaram os episódios de violência no espaço universitário.

“Nos solidarizamos com todas as mulheres agredidas em um espaço atribuído à luta de melhorias das universidades estaduais, bem como o avanço de uma sociedade mais igualitária, que dialoguem com os valores que queremos para um novo projeto de nação. A universidade e principalmente o Movimento estudantil deve ser um espaço democrático, onde os estudantes possam ter suas vozes escutadas e respeitadas”, escreveu a UEB.

Feira de Santana / 26 de outubro de 2023 - 22H 17m

32 vagas: Uefs divulga inscrições para Seleção Pública para Professor Substituto

Estarão abertas das 08h de 30 de outubro até às 10h de 13 de novembro, as inscrições para seleção pública para professor substituto da Universidade Estadual de Feira de Santana, tendo em vista o seu caráter emergencial destinada a selecionar candidatos, pelos prazos determinados, nas áreas de estudo/componentes curriculares indicados pelos Departamentos da Uefs.

O edital do processo foi publicado no Diário Oficial do Estado de 26 de outubro de 2023.

Ao todo, são 32 vagas para os departamentos de: Ciências Biológicas; Ciências Exatas; Ciências Humanas e Filosofia; Ciências Sociais; Educação; Letras e Artes; Saúde; e Tecnologia.

Feira de Santana / 15 de outubro de 2023 - 22H 32m

Em meio a greve estudantil, gestão da Uefs reafirma urgência no retorno das atividades administrativas

Em greve desde o último dia 07 de outubro, os estudantes da Universidade Estadual de Feira de Santana prosseguem com o movimento e mantém a pauta de reivindicações como a contratação de novos professores, reformulação e reajuste do ‘Mais Futuro’, além de outros investimentos estudantis.

Com a greve, o pórtico da Uefs segue fechado, com acesso liberado apenas em casos específicos autorizados pelo Comando de Mobilização. Por meio de nota, a universidade defendeu a liberação imediata para o retorno das atividades administrativas.

“A Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), após o autorizo publicado no Diário Oficial do Estado da Bahia (DOE) nas edições de 07/10/23 e 08/10/23, nas quais constam os 14 processos de demanda de pessoal que totalizam 308 novas admissões de servidores para a Universidade (105 docentes e 203 técnicos), esforça-se para operacionalizar as providências cabíveis quanto as convocações e contratações imediatas de editais vigentes e liberação de novos certames de concurso público e seleções Reda.

Diante da impossibilidade de funcionamento das atividades administrativas da UEFS devido ao fechamento do pórtico por estudantes no dia 06/10 e o respectivo impedimento do acesso de servidores e gestores responsáveis pelas atividades administrativas da instituição, a Universidade tem se esforçado para cumprir, mesmo sem acesso à estrutura administrativa de sistemas e documentos, os prazos legais das providências necessárias para atendimento, com a celeridade que a demanda requer, das admissões de servidores para Instituição. Entretanto, há limitações nos trâmites e nas ações, no atual contexto”, informou a Uefs.

No último sábado (14), o chefe de gabinete, professor Magno Macambira e membros da comissão que dialoga com os estudantes foram até a Universidade para reafirmar a necessidade do retorno das atividades administrativas, sem prejuízo do movimento grevista.

“Encontram-se em curso, as 47 convocações de concurso e contratações Reda com edital ainda vigente (14 docentes e 33 técnicos), que dependem do rito inicialmente da abertura da vaga autorizada no DOE, antes da efetiva contratação do candidatos. A abertura de vagas publicadas no DOE estão ocorrendo diante da possibilidade de acesso aos dados. Outras, para ocorrerem, dependem da retomada dos trabalhos na instituição.

Para o lançamento dos novos certames de concurso público (55 docentes) e seleções Reda (32 docentes substitutos, 06 docentes visitantes), encontra-se em curso para avaliação da Procuradoria Geral do Estado e imediata publicação.

Como informado diariamente ao movimento grevista e em diálogos com associações de técnicos e docentes, todas as providências quanto a estrutura de sistema e cronograma de execução encontram-se devidamente organizadas para a continuidade das atividades, porém, a normalização plena das atividades administrativas da UEFS é essencial, para que sejam cumpridos os prazos legais e atendimento do planejado”, finalizou a gestão da universidade.

Feira de Santana / 12 de outubro de 2023 - 02H 53m

Estudantes da UEFS divulgam vídeo para atestar ocupação pacífica: ‘Nada de arrombamentos por aqui

Após a alegação por parte da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), de que o prédio da Reitoria teria sido invadido pelo movimento estudantil grevista, o grupo Comando de Mobilização divulgou um vídeo, em que atesta a pacificidade do protesto, na contramão da nota divulgada pela instituição.

No conteúdo publicado nas redes sociais é possível ver que não houve tentativa de arrombamento. Os universitários percorreram todos os departamentos, comprovando que as portas estavam devidamente trancadas e as janelas de vidro intactas, desde o térreo, ao primeiro e segundo andares.

“Tour pela Reitoria da UEFS. Nossa ocupação é pacífica, responsável e respeitosa. Mais uma vez, não há verdade nas declarações da retoria que nos acusou de arrombar e invadir o prédio. Como podem ver, nada de arrombamentos por aqui”, afirmam.

O grupo se defende, afirmando que o que existe, na verdade é uma ocupação pacífica, em luta pelas reivindicações apresentadas. A Universidade afirmava ter sido notificada por funcionários da vigilância de que o prédio da Reitoria teria sido invadido pelo movimento estudantil grevista, com o arrombamento das portas para adentrar o local, após nove horas de negociações para a formulação de um termo de compromisso.

“O arrombamento e invasão do referido espaço configura-se claro e inquestionável  rompimento com os compromissos assumidos no referido termo, dentre os quais a mobilização pacífica e zelo pela integridade dos trabalhadores e do patrimônio público. Não temos dúvida que a UEFS será a Universidade que sua comunidade construir. Com afronta e desrespeito ao processo democrático e ao  termo assinado, não há condições de negociação”, informava a UEFS, em nota à imprensa.

Feira de Santana / 11 de outubro de 2023 - 08H 04m

Estudantes grevistas negam invasão a prédio da reitoria da UEFS: “Ocupar não é invadir”

Na noite desta terça-feira (10), a Administração Central da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) informou que foi notificada por funcionários da vigilância que o prédio da Reitoria foi invadido pelo movimento estudantil grevista, que teria arrombado portas para adentrar o local. Segundo a assessoria da UEFS, a invasão do prédio se deu após nove horas de exaustivas negociações para a formulação de um termo de compromisso construído e assinado por ambas as partes que tinha como objetivo maior proteger os diálogos democráticos, dentro do que abraça a legalidade.

“Porém, o arrombamento e invasão do referido espaço configura-se claro e inquestionável  rompimento com os compromissos assumidos no referido termo, dentre os quais a mobilização pacífica e zelo pela integridade dos trabalhadores e do patrimônio público. Não temos dúvida que a UEFS será a Universidade que sua comunidade construir. Com afronta e desrespeito ao processo democrático e ao  termo assinado, não há condições de negociação. Preocupa à  gestão que  o endurecimento da negociação, por parte dos estudantes, possa impedir a contratação dos professores, comprometendo a pauta que deflagrou o movimento e o andamento das atividades de ensino, pesquisa e extensão da Universidade para os próximos semestres. Salientamos o protagonismo da UEFS nas negociações com o Governo do Estado sendo esta a universidade estadual baiana com o maior número de pleitos atendidos pela administração direta, totalizando quase R$13 milhões do orçamento total de aproximadamente R$ 33 milhões”, diz trecho da nota enviada pela UEFS à imprensa.

Por outro lado, o Comando de Greve dos Estudantes da UEFS divulgou nota negando a invasão. “Ocupar não é invadir. A ocupação foi pacífica, o patrimônio público encontra-se intacto e nenhum trabalhador teve sua integridade afetada”, diz a nota, que contesta ainda a postura de criminalização e marginalização do movimento grevista por parte da reitoria.

Também foi criado um movimento “Pelo Fim da Greve da UEFS”. Contando com cerca de 800 estudantes, o movimento se diz contrário a greve. “A greve e fechamento do pórtico tem prejudicado toda comunidade acadêmica, impactando diretamente no futuro de muita gente. Temos mais de 800 pessoas no nosso grupo oficial, reunindo diversos estudantes, de diversos grupos”.

Feira de Santana / 04 de outubro de 2023 - 07H 24m

Após protesto, reitoria da UEFS recebe estudantes e apresenta dados sobre quadro docente

Nesta terça-feira (03), os gestores da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) receberam uma comissão formada por estudantes dos cursos de medicina, para dialogar acerca de demandas oriundas das atividades acadêmicas do curso.

Em face de um ofício  entregue ao gabinete da reitoria pelo Diretório Acadêmico  de Medicina de Feira de Santana (DAMEFS), os gestores, após ouvir e acolher o pleito dos discentes, apresentaram detalhadamente aos representantes estudantis, todas as ações que já estão em andamento para a resolução de problemas específicos, entre eles a ausência de professores para determinadas disciplinas. Na mesma oportunidade, foi deliberado como encaminhamento através de consenso com os estudantes de medicina e demais representantes discentes de outros cursos como Direito, Química, Letras, Música, Economia e Psicologia  que chegaram também à reunião, a criação de uma agenda específica para que a escuta direcionada fomente diálogos assertivos e eficientes na construção coletiva de soluções para cada curso.

Em protesto, os estudantes haviam fechado o pórtico de entrada da Universidade em uma manifestação onde reivindicam contra a falta de professores no curso. De acordo com eles, estão perdendo aulas práticas importantes para a formação e essa demanda é emergencial.

A Uefs possui um quadro total de vagas de 960 docentes efetivos, 824 das quais estão ocupadas. A universidade possui, ainda, 115 docentes contratados pelo Regime Especial de Direito Administrativo (Reda), totalizando assim um quadro docente de 939 vagas. Apresentado este cenário administrativo, a gestão, por intermédio da sua Pró-reitoria de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas (PGDP), também informou aos estudantes que, ainda esta semana, um quantitativo de mais de 100 novos docentes terão seus autorizos publicados  em Diário Oficial do Estado, o que já atende um grande percentual das reivindicações.

Feira de Santana / 26 de setembro de 2023 - 18H 04m

Em missão na Itália, reitora da UEFS se encontra com o Papa Francisco

Em missão na Itália, reitora da UEFS se encontra com o Papa Francisco
Foto: Divulgação

Reitora da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), Amali de Angelis Mussi, foi uma das representantes baianas escolhidas para integrar o Grupo de Cooperação Internacional de Universidades Brasileiras (GCUB) que esteve em Missão Acadêmica na Itália, no período de 20 a 22 de setembro de 2023.

A delegação foi composta por Reitores(as) de universidades brasileiras, associadas ao GCUB, e teve como objetivo organizar a cooperação entre os povos, iniciando processos de construção de pontes acadêmicas que permitam a unidade e a integração de instituições para “O Cuidado da Casa Comum”.

Findada a missão, a reitora participou de um encontro com o Papa Francisco, no Vaticano. Segundo ela, um momento que ficará para sempre em sua memória.

“Foram dias abençoados, com muitos aprendizados e acontecimentos incríveis. E o melhor, entre pessoas muito especiais. Esse momento com o Santo Papa ficará guardado para sempre em minha memória e em meu coração”, escreve Amali.

Feira de Santana / 19 de setembro de 2023 - 15H 38m

Uefs integra grupo brasileiro de universidades em Missão Acadêmica na Itália

Uefs integra grupo brasileiro de universidades em Missão Acadêmica na Itália
Foto: Divulgação

A reitora da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), Amali de Angelis Mussi, é uma das representantes baianas no Grupo de Cooperação Internacional de Universidades Brasileiras (GCUB) que está em Missão Acadêmica na Itália, no período de 20 a 22 de setembro de 2023. A delegação é formada por Reitores(as) de universidades brasileiras, associadas ao GCUB.

O objetivo da Missão é organizar a cooperação entre os povos, iniciando processos de construção de pontes acadêmicas que permitam a unidade e integração de instituições para El Cuidado de la Casa Común. Atitudes, valores e ações para viver em um mundo mais justo, solidário e sustentável, segundo a Carta de Compromisso de 28 de setembro de 2016. O evento se propõe a possibilitar aos(às) Reitores(as) de universidades públicas e privadas, confessionais e não confessionais, de toda a América Latina, discussões acadêmicas e um encontro com o Santo Papa Francisco.

O convite foi feito ao GCUB pela Red de Universitaria para el Cuidado de la Casa Común – RUC, em colaboração com a Pontificia Comisión para América Latina – PCAL. O GCUB é uma organização civil voltada a promover relações acadêmicas, científicas e culturais entre as instituições associadas e parceiros internacionais, por meio de programas, projetos e ações de cooperação internacional, bilaterais e multilaterais.

Feira de Santana / 14 de setembro de 2023 - 12H 48m

Uefs é melhor estadual baiana no ranking QS das universidades latinoamericanas

Uefs é melhor estadual baiana no ranking QS das universidades latinoamericanas
Foto: Divulgação

A Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) se destacou no ranking 2024 das universidades da América Latina e do Caribe como a melhor instituição pública estadual de ensino superior da Bahia. O ranking é elaborado pela Quacquarelli Symonds (QS), uma empresa britânica especializada na análise de instituições de ensino superior em todo o mundo. A classificação da QS usa cinco critérios básicos: impacto e produtividade da pesquisa, compromisso docente, empregabilidade, impacto online e internacionalização

A Uefs ocupa a faixa entre a 171-180 posição, seguida da Universidade do Estado da Bahia (Uneb) na faixa entre 201 e 250 posição. No Brasil estão elencadas 97 universidades públicas e privadas, sendo a Universidade de São Paulo (USP) a primeira colocada no ranking geral.

“Avançamos de forma significativa no ranking das universidades latinoamericanas. Este é o resultado de um trabalho coletivo constante, da qualidade dedicada ao ensino, à pesquisa, à extensão e tantas outras ações estruturais e organizacionais que levarão a Uefs às melhores posições”, comemora a reitora Amali Mussi.

Feira de Santana / 13 de setembro de 2023 - 09H 19m

Título de Doutora Honoris Causa é concedido pela Uefs em reconhecimento à luta de liderança negra

Ícone de resistência e protagonista de lutas que fortaleceram movimentos sociais Ivannide Rodrigues Santa Bárbara foi a grande homenageada da noite desta terça-feira (12). Numa cerimônia que reuniu familiares, amigos, autoridades diversas e militantes, sobretudo, do movimento negro, a Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) concedeu o título de Doutora Honoris Causa à personalidade por sua atuação dentro e fora da Instituição.

Esta é a quarta vez que a Uefs outorga o título de Doutor(a) Honoris Causa, o primeiro a ser concedido a uma mulher e o primeiro a ser entregue a uma pessoa da raça negra. A honraria é concedida por universidades a cidadãos que já são respeitados pela sociedade, devido ao trabalho que desenvolvem, mas nem sempre têm graduação ou especialização. Justamente por este motivo, o termo que dá nome ao título significa ”por causa de honra” em latim.

A reitora da Uefs, professora Amali Mussi, destacou o evento como uma data histórica, lembrando o quanto é significativo conceder este título a uma mulher negra. ”Hoje é um dia convite para reverenciar aquelas que vieram antes, aquelas que teceram princípios de direitos sociais e que são referências de articuladas e revolucionárias práticas políticas. Uma data convite para reforçar as práticas antirracistas, tanto nas interrelações quanto nos campos profissionais, movimentos sociais e coletivos. É um convite para que a sociedade não esqueça da força política que é a existência das mulheres negras nesse território diaspórico, premiado por heranças vivas do coronelismo que é o Brasil. A presença de um corpo feminino é por si só expressão de rupturas e Ivannide representa tudo isso”, afirmou.

Num discurso emocionado, a recém doutora afirmou que receber o título é mais do que importante, é transcendental. “Significa que os nossos e nossas predecessoras e predecessores terão referência positiva negra. Ele não fala só de mim. ele fala através de mim por todas e todos nós guerreiros e guerreiras das diversas lutas. Demos as mãos para modificar a cara desse país. Estou muito feliz em receber essa homenagem da Uefs, aqui dentro dela eu encontrei estímulo de grandes nomes, grandes personalidades, grandes pensadores, orientadores, professores que me estimularam e não me deixaram sair da luta”, lembrou Ivannide Santa Bárbara.

Para o secretário estadual de Justiça e Direitos Humanos, Felipe Freitas, que representou o governador Jerônimo Rodrigues no evento, ”essa não é só uma homenagem a Ivannide, mas uma grande aula pública de cidadania para toda a cidade de Feira de Santana, porque é o reconhecimento de uma trajetória comprometida com a luta por direitos humanos, com a luta contra o racismo, com a luta por liberdade e é também uma grande convocação a todos nós, para que a gente se engaje cada vez mais nessas causas que são tão nobres e reconheça os saberes populares. Que ela seja a primeira de muitas outras mulheres negras a serem reconhecidas por essa universidade das mais diferentes formas”.

Também participaram da mesa de honra do evento a vice-reitora da Uefs, professora Eva Carvalho, a pró-reitora de Políticas Afirmativas e Assuntos Estudantis da Uefs, professora Sandra Nívia Soares, o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Ângelo Almeida, a representante do Núcleo de Estudantes Negras e Negros da Uefs (NENNUEFS), Urânia Santa Bárbara, e a professora Ana Maria Carvalho, membro do Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas da Uefs (Neabi/Uefs).

A homenagem de Ivannide Santa Bárbara foi aprovada pelo Conselho Universitário (Consu), após proposição do Departamento de Ciências Humanas e Filosofia, em conjunto com o Neabi/Uefs, Movimento Negro Unificado (MNU) e NENNUEFS.

Ivannide Rodrigues Santa Bárbara

Mulher de uma fé admirável, já experimentou vivências em algumas religiões como espírita, messiânica, católica e candomblé, sendo esta última ainda muito forte em sua vida. Ivannide nasceu em Feira de Santana e ainda muito jovem foi reconhecida como uma mulher ”à frente do seu tempo”, por encabeçar lutas e ensinamentos contra o machismo e a intolerância religiosa. No bairro Rua Nova, onde morou, conheceu de perto as dores de muitas mulheres e de uma população socialmente vulnerável. A partir disso foi se fortalecendo enquanto liderança popular.

Ivannide Santa Bárbara colaborou historicamente para a construção e fortalecimento dos movimentos sociais em Feira de Santana e, enquanto militante do Movimento Negro Unificado e da Frente Negra Feirense (FRENEFE), atuou de forma expressiva na implantação da Política de Ações Afirmativas da Uefs. A homenageada também é reconhecida como uma relevante difusora da cultura negra.

Se destaca ainda como militante e organizadora de movimentos como o de Mulheres Negras, Organização de Mulheres em Defesa da Cidadania (MONDEC), Movimento Negro Unificado (MNU) e Núcleo de Estudantes Negras e Negros da Uefs (NENNUEFS).

Feira de Santana / 12 de setembro de 2023 - 18H 00m

Professora de Direito da UEFS é condenada por apropriação indevida de R$ 25 Mil

Uma conhecida advogada da região de Feira de Santana foi condenada no último dia 5 de setembro por apropriação indevida de uma quantia significativa de dinheiro. O caso, assim como o do advogado Leonardo Brito divulgado recentemente pelo Blog do Velame, chocou a comunidade jurídica local e chamou atenção para questões sobre a ética profissional no campo do direito.

Advogada em questão, Odejane Lima Franco, é amplamente reconhecida na cidade por sua atuação na área de direito e por ser professora de Direito da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). No entanto, sua trajetória de sucesso foi manchada quando se revelou que ela se apropriou indevidamente de R$ 25.176,30 mil confiados a ela por uma cliente.

O processo que levou às denúncias contra a advogada começou quando a cliente, cuja identidade não será revelada, relatou à Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e a justiça que Odejane havia recebido a quantia através de um alvará judicial nos autos de uma reclamação trabalhista em que a representou.

A cliente relatou que o saque foi feito no dia 18 de fevereiro de 2019 e Odejane não prestou contas do dinheiro. Ao ser confrontada, chegou a alegar que o processo ainda estava em tramitação, entretanto ao tomar conhecimento da queixa contra ela na OAB e após diversas tentativas de contato, passados 10 meses ela realizou o pagamento dos valores devidos a cliente.

No julgamento, Odejane foi condenada a 2 anos e quatro meses de reclusão, mas o juiz Antonio Henrique da Silva, ao realizar a dosimetria da pena, considerou a substituição da pena restritiva de liberdade pela pena restritiva de direito, sendo a advogada condenada ao pagamento de R$ 6.600 revertidos para compra e produtos de higiene pessoal para presas do Conjunto Penal de Feira de Santana e e prestação de serviços a comunidade pelo mesmo período de 2 anos e 4 meses.

Em 24 março de 2023, Odejane chegou a ser suspensa por 90 dias pelo Tribunal de Ética e Disciplina da Ordem dos Advogados do Brasil, secção Bahia, mas vencido o prazo ela teve a licença para advogar devolvida.

Segundo Raphael Pitombo, presidente da OAB-Feira de Santana, com a condenação o caso será avaliado novamente pela Comissão da OAB e  poderá resultar em nova suspensão.   “Entendo que como se trata de fato novo a mesma pode ser mais uma vez suspensa preventivamente. A exclusão se dá com o acúmulo de 3 suspensões ou com a prática de crime transitado em julgado, o que não é o caso ainda”, disse.  Procurada pelo Blog do Velame, Odejane não emitiu nenhum comunicado público até o momento.

NOTA DA UEFS
“A Universidade não foi formalmente notificada de nenhuma decisão judicial sobre a docente de modo que não há medidas a serem adotadas neste momento. Ademais, a perda do cargo público não é efeito automático da condenação criminal, depende de fundamentação específica em sentença transitada em julgado, o que também não se aplica a situação atual da professora. Uma vez devidamente intimada, a UEFS cumprirá as ordens judiciais em momento oportuno”.

Histórico

2019
set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2018
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2017
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2016
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2015
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2014
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2013
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2012
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2011
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2010
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2009
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2008
dez | nov