×
Política / 03 de novembro de 2019 - 09H 57m

Joice Hasselmann e Rodrigo Maia participam de evento do Avante em Salvador

Joice Hasselmann e Rodrigo Maia participam de evento do Avante em Salvador
Joice Halsseman

O Avante realiza, no próximo dia 9 de novembro, em Salvador, o Encontro Nacional do partido. O evento irá receber os deputados federais eleitos em 2018, deputados estaduais de 9 estados e Distrito Federal (DF), além do vice-governador do DF, vereadores, prefeitos, presidentes estaduais e filiados de todo país. Também estão confirmadas as presenças do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), da deputada federal Joice Hasselmann (PSL) e do ex-ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. O encontro ocorre na capital baiana que teve os deputados Pastor Sargento Isidório e Isidório Filho como os mais votados para a Câmara dos Deputados e Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA). Bem cotado nas intenções de voto para a Prefeitura de Salvador, o deputado federal Sargento Isidório é o anfitrião do Encontro Nacional do partido.  De acordo com o presidente nacional do Avante, deputado federal Luis Tibé, o encontro terá como intuito celebrar o crescimento do partido, bem como planejar e discutir metas, além de apresentar os três novos produtos do Avante nos segmentos de tecnologia, mulher e capacitação. O Mulher Avante será lançado como núcleo do partido e haverá a posse da ex-vereadora de Sete Lagoas (MG) como presidente nacional. O Mulher Avante tem o objetivo de incentivar a participação feminina na política, seja por meio de candidaturas, apoio e militância. “Temos visto o aumento da participação das mulheres nos espaços públicos e em altos cargos de direção de empresas privadas. Nossa intenção é aumentar essa participação no ambiente político, promovendo a igualdade entre homens e mulheres e fomentando a eleição de mais representantes femininas nas casas legislativas e no Executivo”, explica Tibé. O Encontro Nacional Avante será na Assembleia Legislativa da Bahia a partir de 9h. O evento é gratuito e aberto ao público.

02 de novembro de 2019 - 14H 34m

Feira de Santana evolui e apresenta gestão de excelência no Índice Firjan

Feira de Santana tem gestão de excelência, de acordo com o Índice Firjan de Gestão Fiscal, que elabora o mapeamento das situações e desempenhos financeiros dos municípios, anual e nacionalmente pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro, um dos mais respeitados do país, divulgado essa semana. Os municípios baianos que melhores ranquearam na edição deste ano são Salvador, Candeias – localizada na Região Metropolitana de Salvador, Barrocas – que fica na Região Sisaleira, e Feira de Santana, com níveis superiores a 0,8 ponto. São três as áreas observadas e que tem seus números analisados: emprego e renda, educação e saúde. As informações são analisadas exclusivamente em estatísticas públicas oficiais, disponibilizadas pelos ministérios do Trabalho, Educação e Saúde. As notas variam de 0 a 1 – quanto mais se aproxima de um, melhor o desempenho. “Passar a barreira dos 0,8 ponto é um avanço significativo para Feira de Santana, visto que há quatro anos não chegávamos a 0,7 ponto”, afirmou o prefeito Colbert Filho. “É um reconhecimento que não apenas nos deixa orgulhoso, mas nos estimula a manter o ritmo de trabalho bem como nos mantermos atentos à gestão fiscal”. Diferentemente deste ano, na edição passada do ranking, Feira de Santana apresentou índices moderados, de acordo com a Firjan. Os números divulgados são relativos a 2018, e apontam que o município evoluiu no seu equilíbrio fiscal. O prefeito Colbert Martins Filho observa ainda que os números mostram com exatidão, o empenho e o desempenho da administração municipal, no tocante às áreas analisadas. “A geração de emprego está positiva e investimos nas áreas da saúde e educação com valores acima do determinado por lei. Estamos crescendo e vamos continuar neste ritmo”.

Política / 01 de novembro de 2019 - 12H 20m

“Ronaldo não vai apoiar Colbert”

O cenário eleitoral em Feira de Santana para 2020 tem sofrido diversas especulações, mas um ponto é senso comum: o apoio do ex-prefeito José Ronaldo (DEM) será decisivo para a candidatura de prefeito. Atualmente, pela lógica, esse apoio seria para o prefeito Colbert Filho (MDB), que assumiu o cargo quando Ronaldo renunciou para aventurar uma candidatura ao Governo do Estado. Entretanto, uma fonte revelou ao Blog do Velame que o ex-prefeito tem procurado uma segunda opção. Impossibilitado de concorrer por conta da legislação eleitoral, Ronaldo estaria avaliando três nomes e já teria conversado com dois deles. O motivo de buscar uma opção que não seja a reeleição de Colbert é a avaliação popular do peemedebista, que não anda boa. Nas pesquisas de intenção de voto divulgadas até agora, Colbert aparece atrás do deputado Zé Neto (PT) e empatado tecnicamente com outro nomes, a exemplo de Targino Machado (DEM) e Carlos Geilson. Em público, Ronaldo foge do assunto, todavia a movimentação dos bastidores tem sido cada vez mais explicitas. Ainda segundo a fonte, que faz parte da cúpula do Democratas, a chance de Ronaldo apoiar Colbert diminui a cada dia. “Pelo que vi e ouvi nos últimos dias nas conversas do partido, posso assegurar que Ronaldo não vai apoiar Colbert”, disse pedindo reserva do seu nome. O blog tentou contato com o prefeito Colbert Filho e com o ex-prefeito José Ronaldo, mas não obteve retorno.

Política / 01 de novembro de 2019 - 06H 45m

Deputada quer cota para vítimas de violência doméstica em programas de habitação

A deputada Talita Oliveira (PSL) apresentou projeto de lei que estabelece cota para mulheres vítimas de violência doméstica nos programas de habitação de interesse social, na Bahia. A cota estabelecida pelo PL 23.601/2019 é de no mínimo 7% para as mulheres, que deverão justificar a situação de violência mediante apresentação de Boletim de Ocorrência, expedido por Distrito Policial, e relatório de encaminhamento e acompanhamento elaborado pelo Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) ou outro órgão de referência de atendimento à pessoa vítima de violência doméstica. “Considerando que o círculo de violência doméstica é difícil de ser rompido, visto que na maioria das vezes as mulheres vítimas são totalmente dependentes economicamente de seus parceiros, o que inclui a moradia, é necessário que seja oportunizado a essas mulheres um local para onde possam ir morar, auxiliando-as, assim, a se libertarem dos seus agressores”, justificou a deputada. No projeto, a deputada sinalizou a dificuldade da mulher até de denunciar o seu agressor. “A violência doméstica é problema que demanda empenho dos vários campos do Estado, de forma que, apesar de louváveis os esforços já empreendidos, que levaram a avanços, como a promulgação da Lei Maria da Penha e a criação das diversas Delegacias Especiais de Atendimento à Mulher, faz-se necessário continuar a envidar esforços, a fim de possibilitar que as vítimas de violência doméstica afastem-se dos seus agressores”, falou a deputada. O projeto vai tramitar pelas comissões de Constituição e Justiça; dos Direitos da Mulher, de Infraestrutura, Desenvolvimento Econômico e Turismo; de Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia e Serviço Público; e de Finanças, Orçamento, Fiscalização e Controle.

Feira de Santana / 31 de outubro de 2019 - 17H 53m

Embasa diz que estrutura do edifício Sarkis apresenta condição frágil

A Embasa entregou, no ultimo dia 29, à Defesa Civil e à Prefeitura de Feira de Santana o laudo técnico do edifício Sarkis, na Avenida Getúlio Vargas. No documento, foram avaliadas as prováveis causas do rebaixamento da edificação. Segundo os especialistas, com base em sondagens do solo e estudos geotécnicos, o tipo de fundação não é compatível com o atual peso/carga suportado pelo prédio e com o tipo de solo existente no local. Essas informações foram divulgadas nesta quinta-feira (31), em reunião na Prefeitura Municipal. O laudo aponta que o imóvel apresenta “um fator de segurança baixo quanto à capacidade de suporte da fundação, encontrando-se em uma condição frágil de estabilidade, com riscos de ocorrer ruptura da fundação”. O estudo constatou, ainda, que o vazamento de água não teve influência relevante no rebaixamento da edificação e que outros fatores podem ter contribuído para este fato, como a forte incidência de chuvas, a existência de tubulações de drenagem obstruídas e rompidas no local do recalque. Os especialistas que assinaram o laudo recomendam o monitoramento constante da edificação e a execução de obras de reforço das fundações, de forma a garantir a estabilidade da estrutura. De acordo com o diretor do interior, José Ubiratan Cardoso, a Embasa reafirma seu compromisso com a transparência e se coloca à disposição para esclarecimentos técnicos sobre o conteúdo do laudo apresentado.

Câmara de Feira / 31 de outubro de 2019 - 07H 00m

“É incrível como os vereadores não se manifestam”, diz vereador

“É incrível como os vereadores não se manifestam”, diz vereador
O vereador Isaias de Diogo é o autor do projeto

O vereador Isaías de Diogo (PDT) usou seu tempo na tribuna da Casa da Cidadania para denunciar a falta de água no distrito da Matinha, em Feira de Santana. De acordo com o edil, os moradores estão há mais de 15 dias nesta situação e contam, apenas, com ajuda de alguns vizinhos para ter o mínimo de abastecimento. Isaías de Diogo ainda informou que já solicitou da Empresa Baiana de Águas e Saneamento S.A. (Embasa) o envio de carros-pipa para as localidades mais afetadas, na esperança de garantir o abastecimento alternativo, contudo o seu pedido ainda não foi atendido. “Não justifica uma comunidade ficar tanto tempo sem água. É incrível como os vereadores que se dizem representantes do distrito não se manifestam, não se posicionam. As contas continuam a chegar, não consigo me conformar com essa situação”, alfinetou. Ainda na tribuna, o parlamentar tratou sobre as dificuldades enfrentadas pelos agentes de endemias. “Muitas regiões da cidade estão descobertas e quando os agentes são enviados para lá, em alguns casos, são até assaltados, ou seja, suas vidas correm perigo”, disse. Ele também solicitou do líder do governo, vereador Marcos Lima uma reunião com o prefeito Colbert Martins Filho, na visão do vereador, esse diálogo pode viabilizar a realização de um novo concurso para agentes de endemias no município. Em aparte, o vereador Marcos Lima concordou com o discurso do colega e assegurou intermediar um encontro entre o prefeito e a categoria. “O déficit é grande e precisamos urgentemente resolver este problema. Irei conversar com o prefeito e ele será sensível com a causa”, afirmou.

Câmara de Feira / 30 de outubro de 2019 - 21H 58m

Câmara aprova em primeira discussão orçamento para 2020

A Câmara Municipal de Feira de Santana realizou a primeira discussão do Projeto de Lei de nº 119/2019, de autoria do Poder Executivo, que estima a receita e fixa a despesa do município para o exercício financeiro de 2020. De acordo com a proposição, fica estimada a receita do município de Feira de Santana para o exercício de 2020, e fixada a despesa em igual valor, nos termos dos artigos 112 e 115 da Lei Orgânica, compreendendo o Orçamento Fiscal e da Seguridade Social, referente aos Poderes Legislativo e Executivo do Município, seus fundos, órgãos e entidades da Administração Pública Municipal direta e indireta, inclusive fundações instituídas e mantidas pelo Poder Público no valor de R$ 1.461.798.378,00. Segundo a matéria, da receita total são distribuídos para os órgãos, os seguintes valores: R$ 34.000.000,00 – Câmara Municipal; R$ 4.746.928,00 – Gabinete do Prefeito; R$ 400.947,00 – Procuradoria Geral; R$ 350.000,00 – Secretaria Municipal de Governo; R$ 254.293.830,00 – Secretaria Municipal de Administração; R$ 46.001.880,00 – Secretaria Municipal da Fazenda; R$ 13.400.000,00 – Secretaria Municipal de Comunicação Social; R$ 28.937.511,00 – Secretaria Municipal de Planejamento; R$ 323.842.087,00 – Secretaria Municipal de Educação; R$ 27.085.716,00 – Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer; R$ 431.856.117,00 – Secretaria Municipal de Saúde; R$ 32.936.177,00 – Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social. Ainda conforme o Projeto de Lei, são estimados para os demais órgãos os seguintes recursos: R$ 120.000.758,00 – Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano; R$ 6.102.900,00 – Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico; R$ 91.856.000,00 – Secretaria Municipal de Serviços Públicos; R$ 4.800.000,00 – Secretaria Municipal de Agricultura, Recursos Hídricos e Desenvolvimento Rural; R$ R$ 2.509.345,00 – Secretaria Municipal de Habitação; R$ 50.000,00 – Gabinete do Vice-Prefeito; R$ 22.055.947,00 – Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito; R$ 2.150.000,00 – Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Naturais; R$ 5.523.000,00 – Secretaria Municipal de Prevenção à Violência e Promoção dos Direitos e Humanos; R$ 50.000,00 – Secretaria Municipal Extraordinária de Relações Interinstitucionais; R$ 330.000,00 – Secretaria Municipal Extraordinária de Gestão e Convênios; e R$ 8.519.235,00 – Reserva de Contingência.

Política / 30 de outubro de 2019 - 12H 45m

Pizza e sindicância

A sindicância administrativa é um procedimento apuratório sumário que tem o objetivo de apurar a autoria ou a existência de irregularidade praticada no serviço público que possa resultar na aplicação da penalidade de advertência ou de suspensão de até 30 dias. Em Feira de Santana, apenas em 2019, 19 procedimentos de sindicância foram publicados até o dia 30 de outubro. Irregularidades no fornecimento de merenda escolar, irregularidade funcional e suposto abandono de serviço são alguns dos casos alvos das apurações, que na maioria das vezes, não tem seus resultados publicizadas pela prefeitura.  Afinal, sindicância e pizza, em Feira, tem praticamente o mesmo significado.

Bahia / 30 de outubro de 2019 - 06H 52m

Assinado decreto para apoio a mais 15 cidades atingidas por manchas de óleo

Publicado na edição de quarta-feira (30) do Diário Oficial do Estado da Bahia o decreto de situação de emergência em mais 15 municípios baianos atingidos pela mancha de óleo que avança pelas praias da região Nordeste. Assinado pelo governador em exercício, João Leão, o documento inclui na lista as cidades de Belmonte, Cairu, Camamu, Canavieiras, Igrapiúna, Ilhéus, Itacaré, Itaparica, Ituberá, Maraú, Nilo Peçanha, Taperoá, Una, Uruçuca e Valença. Outras seis cidades tiveram situação de emergência reconhecida pelo Estado no último dia 14 de outubro: Camaçari, Conde, Entre Rios, Esplanada, Jandaíra e Lauro de Freitas. Com o decreto, fica autorizada a mobilização de todos os órgãos estaduais, no âmbito das suas competências, para envidar esforços no intuito de apoiar as ações de resposta ao desastre, reabilitação do cenário e reconstrução. O Estado já tem atuado na identificação das áreas atingidas e na limpeza das praias, entre outras ações, a exemplo da compra de equipamentos de proteção individual (EPIs) para voluntários e no aluguel de containers para armazenamento do óleo recolhido. Quem encontrar manchas de óleo na praia pode notificar o Corpo de Bombeiros (193), a Polícia Ambiental (190) ou o Inema (08000 71 14 00). É importante que a população evite as áreas afetadas e não toque ou remova os resíduos.

Câmara de Feira / 29 de outubro de 2019 - 15H 06m

Sessão que votaria orçamento de Feira de Santana foi suspensa por falta de vereadores

A sessão ordinária da Câmara Municipal de Feira de Santana, prevista para esta terça-feira (29), foi suspensa por falta de quórum. Dos 21 parlamentares, seis estavam presentes no horário previsto para a abertura da sessão: o presidente do Legislativo, José Carneiro Rocha e os vereadores Antônio Carlos Ataíde, Eremita Mota, Fabiano Nascimento, Isaías dos Santos e Marcos Lima. Os demais, ao que parece, prolongaram o feriado do dia do servidor público e faltaram a sessão, que votaria o orçamento do município para 2020. “Nós chegamos e tivemos 15 minutos de tolerância, mas, não tinha a quantidade necessária de vereadores para a abertura da sessão. Quando eles chegaram, já havia acabado a tolerância. Eu cumpri o Regimento Interno da Casa.”, declarou José Carneiro.

Histórico

2019
set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2018
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2017
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2016
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2015
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2014
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2013
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2012
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2011
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2010
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2009
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2008
dez | nov