×

Busca

(126) registro(s) encontrado(s) para a busca: Cultura
Feira de Santana / 05 de março de 2021 - 15H 58m

Projeto para divulgar e viabilizar apoio a empreendimentos culturais negros é lançado em Feira de Santana 

O Talk Show Lu Convida – Uma Prosa Preta realiza entrevistas com empreendedores culturais negros, nos dias 7, 14, 21 e 28 de março. Todas aos domingos, a partir das 17 horas, e transmitidas no canal do projeto, no Youtube. Idealizado pela empreendedora, gestora, produtora e ativista cultural Luciana Silva, o projeto é pioneiro em Feira de Santana e tem como propósito divulgar e viabilizar apoio financeiro e institucional, para segmentos à margem de investimentos de mercado ou da agenda convencional da política de cultura. “Os processos criativos são importantes para geração de trabalho, renda e riqueza econômica e os movimentos culturais, quer sejam os da tradição, quer sejam os atuais, devem ser reconhecidos e fortalecidos como necessários para a configuração e estabelecimento da cultura contemporânea, que revela a realidade presente e promove profundas mudanças na cena urbana”, frisa a idealizadora. Além das entrevistas, o Talk Show terá roda de conversa virtual com a equipe realizadora, que vai compartilhar experiências no segmento cultural feirense, apresentações e intervenções artísticas e participação do público, previamente inscrito. Os participantes poderão enviar perguntas através do chat. Haverá ainda apresentações de vídeos e depoimentos no quadro intitulado Vitrine de Projetos, onde os selecionados poderão mostrar suas ações para o público e potenciais apoiadores. Estão confirmados para o primeiro talk show o MC Preto Charus, do grupo de Rap Met’Eufóricos; Patrícia Núbia, professora de história, filosofia e sociologia (Uefs); Liz Kaapora, educadora popular, militante da economia popular e solidária, sócia da LIMPTUDO FSA; Rafael Roots, técnico em Higienização de Estofados e Esteticista automotivo, também sócio da LIMPTUDO FSA; Flavia Silva, da Tudojunto produtora audiovisual Independente; e Everton Antônio, licenciado em música pela Uefs, músico de rua, agente e ativista cultural.  A realização do projeto atende ao diagnóstico cultural de Feira realizado em 2016, que foi construído a partir das concepções do Sistema Nacional de Cultura e da visão da cultura como fator de desenvolvimento humano, seguindo as orientações da ONU/UNESCO. Já a seleção dos participantes das entrevistas atende a critérios de reconhecimento de sua identidade racial negra e a sua atuação na cultura local.  A ação tem o apoio financeiro da Prefeitura de Feira de Santana, através da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer via Lei Aldir Blanc, direcionado pela Secretaria Especial de Cultura do Ministério do Turismo, do Governo Federal.  Interessados em apoiar ou investir no projeto podem entrar em contato com os organizadores através do WhatsApp (75) 982958686 ou pelo e-mail: [email protected]. Mulher negra com formação em Administração de Empresas pela Universidade Estadual de Feira de Santana, Luciana Silva atua com desenvolvimento de pessoas, equipes e grupos no segmento cultural em Feira de Santana.

Câmara de Feira / 27 de fevereiro de 2021 - 09H 36m

Comissão de Educação e Cultura da Câmara se reuniu com a Secretária Anaci Paim

Na última quinta-feira (25) a Comissão Permanente de Educação e Cultura da Câmara esteve em reunião com a Secretária de Educação do município, Anaci Bispo Paim, tratando de temas como: a preparação pedagógica e infraestrutural das escolas para um possível retorno às aulas; retorno das aulas totalmente online (preparação discente e docente; estratégias metodológicas e condições tecnológicas); garantia de direitos dos docentes (salários, mudança de referência, reserva de carga horária); municipalização de escolas estaduais; e tentativa de implantação de escolas cívico-militares em Feira de Santana. A reunião serviu também para apresentação do trabalho da Comissão e como um primeiro momento de interlocução entre a Comissão e a Secretaria de Educação, indicando a necessidade de outros encontros. Além disso, a Secretaria comprometeu-se com a disponibilização de documentos relacionados aos protocolos de retomadas das atividades escolares e outros temas. A Comissão é composta pelos vereadores Ivamberg (PT), que é presidente, Pedro Cícero (Cidadania), vice-presidente, e Jhonatas Monteiro (PSOL), que na oportunidade apresentaram também a intenção de realizar visitas a unidades escolares do município.

Cultura / 26 de fevereiro de 2021 - 10H 53m

Mostra da Diversidade Cultural lança video dedicado a Feira de Santana

Balaio de Feira é uma vídeo lançado no Youtube da Ong Favela É Isso Aí, dedicado a Feira de Santana, uma homenagem da 3ª Mostra da Diversidade Cultural. O video mostra imagens da Cultura popular para a cidade e aos seus artistas e agentes culturais contemplados no Edital Emergencial 2020 que serão apresentados entre os dias 08 e 13 de março, por meio do canal oficial da Ong, no Youtube. O edital contemplou 46 projetos culturais e grande parte destes artistas apresentaram as suas produções em uma grande Mostra. Será uma semana de apresentações, sempre às 19h. A Mostra da Diversidade Cultural: Imagens da Cultura Popular é uma realização da ONG Favela é Isso Aí, Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal – Pátria Amada Brasil e Belgo Bekaert Arames, viabilizada por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Feira de Santana / 16 de dezembro de 2020 - 08H 01m

Mostra da Diversidade Cultural apresenta mais de 40 projetos feirenses até o final de 2020

A Mostra da Diversidade Cultural – Imagens da Cultura Popular, já em sua terceira edição em Feira de Santana, contemplou, através do Prêmio Cultura e Desenvolvimento Local, 46 iniciativas dos mais diversos campos da cultura. Teatro, música, dança, artes visuais, artes urbanas, fotografia, saberes e fazeres da cultura popular, aulas de formação em produção cultural, capoeira e povos e comunidades tradicionais, como indígenas e de matriz africana. Em função da pandemia do novo coronavírus, as atividades desta edição estão acontecendo em formato virtual. Em uma primeira etapa os projetos premiados divulgaram o resultado de suas ações por vídeo, através do canal do YouTube do Favela é Isso Aí ou através do site www.favelaeissoai.com.br. Foram realizadas também publicações de livros, revistas ou catálogos virtuais. Até o início de dezembro já haviam sido lançados 49 vídeos, 5 livros digitais e dois sites sobre o patrimônio e a cultura feirense, tudo com os recursos do Prêmio. A segunda etapa, que estava programada para acontecer de forma presencial, de janeiro a março de 2021, também acontecerá de modo virtual, por causa das medidas protetivas de saúde. A ideia é realizar um espetáculo coletivo, com todos os grupos premiados. Para Clarice Libânio, coordenadora da Mostra, essa edição reforça seu objetivo principal, o de dar visibilidade aos múltiplos agentes da cultura local. “O objetivo da Mostra é divulgar a pluralidade e a riqueza cultural de Feira de Santana nas suas diversas manifestações. Entendemos que é através da difusão do patrimônio e da cultura local que a cidade se fortalece. Todo local, toda cidade e todo território são feitos de múltiplos agentes, cores, sujeitos e vozes. Essas vozes, a Mostra traz a público, fortalece e apoia. Estamos muito satisfeitos com os resultados, temos visto produtos de altíssima qualidade e Feira de Santana está de parabéns”, declarou. Tamylla Rosa, responsável pela comunicação da Belgo Bekaert, ressaltou a importância de manter a continuidade dos projetos patrocinados, mesmo com as adversidades trazidas pela pandemia. E destacou: “O sentimento é de felicidade, porque mesmo em face do atual cenário tivemos como manter essa contribuição. Fomos pioneiros e conseguimos uma forma de valorizar a cultura local, os artistas da cidade, apesar da pandemia a empresa não fechou os olhos para a cultura. Temos muito orgulho do Belgo Forma e Transforma”. Os 46 projetos premiados trazem a riqueza e a diversidade da arte e do patrimônio cultural feirense, contemplando tanto a sede quanto os distritos de Feira de Santana. Para saber sobre todas as ações que estão sendo executadas pelos artistas e grupos culturais apoiados, bem como ter mais informações e detalhes sobre o Prêmio Cultura e Desenvolvimento Local, estão disponíveis o perfil do projeto no Instagram, a página no Facebook, o canal no YouTube e o site da Mostra da Diversidade Cultural Imagens da Cultura Popular. A estimativa é de 350 pessoas envolvidas nos projetos dos premiados, entre artistas, produtores e técnicos e público virtual de mais de 11 mil pessoas.

Realização

A Mostra da Diversidade Cultural – Imagens da Cultura Popular é realizada pela ONG Favela É Isso Aí e patrocinada pela Belgo Bekaert Arames, através de Lei Federal de Incentivo à Cultura e Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal, Pátria Amada Brasil. No ano de 2020, 46 iniciativas foram  selecionadas pelo edital do Prêmio de Cultura e Desenvolvimento Local, parte do programa Belgo Forma e Transforma.

Câmara de Feira / 29 de outubro de 2020 - 15H 21m

Orçamento para Agricultura em Feira reduziu 37,5% em oito anos

Os recursos previstos na Lei Orçamentária Anual, da Prefeitura de Feira de Santana, para a Secretaria de Agricultura, Recursos Hídricos e Desenvolvimento Rural, vem sendo reduzidos, ao longo dos últimos anos, aponta o vereador Alberto Nery (PT). Em pronunciamento durante a discussão do Projeto de Lei do Orçamento Municipal, esta semana na Câmara, ele disse que fez uma análise sobre as verbas destinadas para essa pasta, considerada estratégica, verificando que caiu  de R$ 8 milhões, valor da época em  que chegou à Casa, oito anos  atrás, para os R$ 5 milhões estimados na peça orçamentária de 2021. A queda corresponde a 37,5 por cento. O petista entende que os números “não deixam dúvida quanto ao desinteresse das últimas gestões (ex-prefeito José Ronaldo e o atual, Colbert Martins Filho) pela população da zona rural, especialmente os que vivem da agricultura familiar, pois em vez de aumentar os repasses, fizeram foi diminuir”. Ele discorda frontalmente da redução dos recursos para investimentos nesta área. “Em vez de aplicar mais, para que o homem do campo continue a produzir para a cidade e para os maiores centros comerciais, os investimentos foram reduzidos”, lamenta. Nery lembra que este foi um ano rico para o meio rural do Município, com relação a chuvas. “O poder público poderia ter investido mais.  Feira de Santana deve voltar a ser uma das bacias mais produtoras de leite, bem como de feijão e milho”. No entanto, ele diz, elevados investimentos são feitos em comunicação, “para dar visibilidade ao Governo, permitir  a maquiagem de muitas mazelas”. Roberto Tourinho (PSB) reforça: “a Prefeitura não está disponibilizando nem mesmo sementes para o homem do campo, que  está abandonado pela ineficiência dos serviços públicos, principalmente nas áreas da saúde, infraestrutura, educação e transporte”.

Feira de Santana / 28 de agosto de 2020 - 09H 59m

Projetos feirenses apoiados no Prêmio Cultura e Desenvolvimento Local realizam ações no modo virtual

Projetos feirenses apoiados no Prêmio Cultura e Desenvolvimento Local realizam ações no modo virtual
Zė das Congas, apoiado no Prêmio Cultura e Desenvolvimento Local. Foto de acervo próprio

O Prêmio Cultura e Desenvolvimento Local 2020, que está na 3ª edição, encontra-se na fase de execução dos projetos apoiados, cujas ações podem ser visualizadas pela internet através das redes sociais e do site criados exclusivamente para divulgação das ações do Prêmio. São 46 propostas, das mais diversas áreas artístico-culturais de Feira de Santana que estão sendo mostradas no modo virtual gratuitamente até dezembro deste ano. Desde 2018 o Prêmio é realizado em Feira de Santana, incluindo ações de pesquisa, registro e difusão do patrimônio imaterial da cidade. Esta é uma ação que faz parte do Programa Belgo Bekaert Forma e Transforma e este ano adaptou o seu regulamento para tempos de pandemia. Os artistas e grupos culturais contemplados estão realizando vídeo-aulas, oficinas e workshops online, vídeos e filmes, exposições virtuais, concertos didáticos, debates e seminários, etc. Todo o trabalho está se desenvolvendo em isolamento social, utilizando a internet como forma de difusão, sem aglomeração de pessoas, e respeitando rigorosamente o protocolo de higiene, como forma de garantir a proteção dos envolvidos e reduzir os riscos de contágio dos participantes pelo COVID-19. Dentre as iniciativas contempladas estão a de grupos musicais conhecidos pelo público feirense como Quixabeira da Matinha e Africania, além de artistas como Dionorina, Jorge de Angélica e Zé das Congas. Vale a pena destacar também o pessoal do teatro, a exemplo do ator Geovane Mascarenhas; do circo, do palhaço Flay, do circo Charmosinho e a iniciativa Cultura Mais Circo; do grafite, através do GAF; da cultura popular, com a mestra bonequeira Marilene Brito e Reisado Estrela de Belém. Importante frisar também as iniciativas voltadas para valorização das identidades e culturas de matrizes africanas. “Encontro Moviafro de Mulheres Negras”, “Dança de Preta”, “Empodera Makeups”, “Mostra Virtual de toque e dança das matrizes africanas”, dentre outras, são algumas das propostas que buscam o protagonismo para as populações negras e a divulgação da arte, da identidade e do patrimônio imaterial dos territórios feirenses. Ganham destaque propostas como “Sonoridades indígenas: música ancestral e contemporânea”, pela riqueza do tema e importância de atentarmos para as vidas e culturas indígenas agora e sempre. Além de projetos focados na integração da juventude com a sabedoria ancestral, a exemplo de “Juntó formação de juventudes de grupos de cultura popular”. Também estão sendo realizados projetos voltados para a literatura, a fotografia e o registro do cotidiano da cidade e de seus moradores, como é o caso dos projetos Todo Feirense, de Mauricio Borges Silva Soares e Poesia na Quarentena, das Edições Karnak. Ao todo, os 46 projetos tratam da riqueza e a diversidade da arte e do patrimônio cultural local, contemplando tanto a sede quanto os distritos de Feira de Santana. Para saber sobre todas as ações que estão sendo executadas pelos artistas e grupos culturais apoiados, bem como maiores informações e detalhes do Prêmio Cultura e Desenvolvimento Local, convidamos você a visitar o perfil no instagram, página no facebook, canal no youtube e site da Mostra da Diversidade Cultural Imagens da Cultura Popular.  A Mostra da Diversidade Cultural é uma realização da ONG Favela é Isso Aí, Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal – pátria amada Brasil e Belgo Bekaert Arames, viabilizada por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. (Assessoria)

Feira de Santana / 08 de agosto de 2020 - 07H 04m

Filme de Maria Quitéria é lançado com apoio do Pró-Cultura

Dois feirenses, Antônio Silva e Michael Nery, resolveram contar a historia da heroína feirense, Maria Quitéria, através do cinema. Com o apoio do projeto Pró-Cultura/Esporte, realizado todos os anos pelo Governo Municipal, eles lançaram o filme “Maria Quitéria Honra e Glória”. O curta, de 13 minutos de duração, conta a história em dois momentos distintos da vida de Maria Quitéria. A primeira parte trata de sua infância e a convivência com o pai Gonçalo, a mãe Quitéria e as brincadeiras com Josefa, sua irmã, e o irmão Luiz. A outra parte conta a batalha da estrada da Pituba. O filme teve um custo de R$ 40 mil. Boa parte desse recurso veio através do financiamento do Pró-Cultura/Esporte. “Eu e Michael nos reversamos em várias funções. Além da dificuldade em animar com equipe pequena, ainda precisávamos financiar o projeto. Uma parte do recurso veio do programa de incentivo da prefeitura e a outra com recursos próprios. Também tivemos o patrocínio de uma empresa de tecnologia que nos ofereceu o software de animação 2D. As vozes foram dadas pelos atores do grupo de cordel de Feira de Santana”, disse o produtor Antônio Silva. O produtor também participou da criação da revista “Maria Quitéria, a Injustiçada”, junto com Eduardo Kruschewsky e Cleiton Mascarenhas. “Não conhecia a história desta mulher. A revista foi um sucesso e de lá para cá muita coisa mudou. Com smartphones, tabletes, TV, o jeito de se entreter e educar se transformou e achei que fosse a hora de contar novamente a saga dessa heroína baiana, só que agora em vídeo”, afirmou. Antônio Silva conta ainda que o filme foca em “Sendo uma figura histórica, a vida de Maria Quitéria já foi narrada de diversas formas, nós escolhemos focar nas motivações dela. Quais motivos levou uma mulher a pensar e fazer as coisas surpreendentes que ela fez? esse foi nosso norte”, explicou. O filme está disponível gratuitamente no youtube, Instagram e facebook e é uma produção totalmente feirense. Até o momento foram mais de 20 mil acessos em todas as plataformas e a proposta é levar o curta para as escolas após a pandemia do coronavírus.

Feira de Santana / 05 de agosto de 2020 - 11H 07m

Fórum Permanente de Cultura de Feira promove série de lives sobre a Lei Aldir Blanc

Fórum Permanente de Cultura de Feira promove série de lives sobre a Lei Aldir Blanc
Foto: Igo Estrela / Metrópoles

Elsimar Pondé
E-mail: [email protected]

O Fórum Permanente de Cultura de Feira de Santana promove durante essa semana uma série de Lives para debater a Lei Aldir Blanc. A intenção é tirar dúvidas, levantar questões e discutir aspectos da Lei Emergencial da Cultura, que deve sem implementada em nossa cidade nas próximas semanas.

As lives serão realizadas nos dias 6, 7 e 8 no canal do YouTube do Fórum Permanente de Cultura de Feira com a participação de especialistas no tema, gestores e gestoras que atuam no segmento e pessoas que fazem parte do Fórum.

Na quinta (06), às 19 horas, o tema será Auxílio Emergencial para Trabalhadoras e Trabalhadores da Cultura, com a cantora e coordenadora do grupo Curarte, Kareen Mendes e com o ator, gestor e consultor em Políticas Culturais Américo Córdula. A mediação será da bailarina e tecnóloga em Dança Lyara Brito.

A segunda live será realizada na sexta (07), às 19 horas, com o tema Cadastramento de Espaços e Organizações Sociais com o secretário de Cultura de Feira Jairo Carneiro Filho, a advogada popular e mestra em Planejamento Territorial Lorena Aguiar e o presidente do Conselho de Cultura de Salvador Tony Teófilo. A integrante do Feira Coletivo e cofundadora da Cervejaria Sertões Ludimila Barros será a mediadora.

No sábado (8) será realizada a terceira live, a partir das 15 horas, sobre Auxílio Emergencial à Espaços Culturais e Editais, com mediação da mestranda em Cultura e Sociedade (UFBA) e Pesquisadora do Observatório da Economia Criativa – Bahia, Raissa Caldas.

As convidadas desta terceira live do Fórum Permanente serão Maylla Pita, produtora cultural e educadora popular e Carol Ruas, produtora cultural e subsecretária de Políticas Culturais do Espírito Santo.

Feira de Santana / 31 de julho de 2020 - 09H 12m

Biblioteca Arnold Silva volta a emprestar livros e lança projeto cultural virtual

A Biblioteca Municipal Arnold Silva em Feira de Santana (BA) volta, a partir do dia 3 de agosto, das 09h às 11h, a realizar empréstimo de livros para pessoas cadastradas. Além da retirada dos livros com devolução em até 15 dias, haverá coletânea de vídeos com contação de histórias infantis, palestras e também apresentação de livros, cujos autores são de Feira de Santana.
A iniciativa faz parte do projeto cultural “Biblioteca na Rede”. Durante todo esse mês, o público poderá acessar a TV Web da Prefeitura de Feira de Santana e também as redes sociais da biblioteca e da Fundação Egberto Tavares Costa, por meio do Instagram. O usuário pode visitar o canal da Web TV da Prefeitura no Youtube.  O edifício sede da Biblioteca Municipal Arnold Silva continua em reformas. O anexo provisório funciona em prédio em frente à sede, localizado na rua Professor Geminiano Costa, nº 212, Centro.

Feira de Santana / 29 de julho de 2020 - 16H 23m

Fórum de Cultura promove o Festival Caboquinho

Elsimar Pondé
E-mail: [email protected]

O Fórum Permanente de Cultura promove no próximo final de semana a primeira edição do Festival Caboquinho. O evento será realizado completamente no formato online, no sábado (1º de agosto) e domingo (2), a partir das 20 horas, no canal do Fórum no YouTube. Mais de 20 artistas, de diversas linguagens, já tem presença confirmada.

A intenção do Festival Caboquinho é ao mesmo tempo homenagear o grande repentista e poeta popular Caboquinho, que infelizmente nos deixou em maio deste ano, celebrar a riqueza e a diversidade da nossa cultura e apresentar informações sobre a Lei Aldir Blanc, que será implantada em Feira de Santana.  

Nossa cidade deve receber cerca de R$ 3,79 milhões que deverão ser direcionados para a comunidade artística em forma de auxílio emergencial individual, recursos para manutenção e desenvolvimento de espaços culturais e para elaboração de editais que deverão movimentar e incentivar o segmento neste momento de extrema dificuldade imposta pela pandemia da Covid 19.  

Vão participar do Festival Caboquinho, nomes como Roça Sound, Calafrio, Dionorina, Quixabeira da Matinha, Africania, Kareen Mendes, Roberto Kuelho, Juli e DJ Lerry. Também teremos apresentações dos cordelistas Nivaldo Cruz Credo, Romildo Alves e Kitute Coelho. 

Os poetas Cleberton Santos e Francisco Setúval e a poeta Alexandra Patrocínio também já confirmaram presença no evento virtual. Assim como a Trupe Mandhala e a coreógrafa e professora de dança Sidinha Damasceno.

Fórum Permanente de Cultura

Formado em 2011 por artistas, produtoras e produtores, ativistas, profissionais de comunicação e cultura de Feira de Santana, o Fórum Permanente de Cultura surgiu com o intuito de se posicionar e cobrar ações efetivas da Prefeitura para o segmento cultural, diante do cenário local de ausência de políticas consistentes e continuadas de fomento e incentivo para este campo.

Histórico

2019
set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2018
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2017
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2016
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2015
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2014
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2013
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2012
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2011
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2010
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2009
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2008
dez | nov