×

Busca

(232) registro(s) encontrado(s) para a busca: Assembleia
Política / 14 de março de 2024 - 07H 38m

Jerônimo entrega à Assembleia Legislativa projeto de lei que institui o programa Bahia Pela Paz

Jerônimo entrega à Assembleia Legislativa projeto de lei que institui o programa Bahia Pela Paz
Foto: Divulgação

O governador Jerônimo Rodrigues entregou, pessoalmente, nessa quarta-feira (13), na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), o Projeto de Lei que propõe a instituição do Bahia Pela Paz, programa de Estado que faz parte de uma nova política de segurança pública, fomentando a visão de cultura de paz e atuando na promoção da cidadania, da valorização da família e dos direitos humanos. Executado de forma transversal, o programa será desenvolvido em comunidades da capital e do interior do estado.

Jerônimo pontuou a importância da integração de diferentes pastas na elaboração do projeto.

“O trabalho das forças policiais é muito importante, mas nós queremos integrar com a ações das áreas de cultura, de educação, de alimentação, de emprego e de oportunidade. Sabemos que a segurança pública diz respeito a outras ações. É isso que nós trazemos aqui, com esse projeto”, pontuou o governador.

De acordo com o texto do Projeto de Lei, que será apreciado pelos deputados baianos, o programa consiste no conjunto de atividades desenvolvidas por diversos órgãos do Poder Público, com participação da sociedade civil, para promover, por meio de diretrizes estratégicas, a redução da criminalidade e violência na Bahia, bem como o avanço do desenvolvimento social e humano das faixas mais vulneráveis da população baiana.

A luta pela juventude baiana é o grande foco do Bahia Pela paz, que irá criar uma rede plural de suporte, assistência e promoção do desenvolvimento e da qualidade de vida de jovens e crianças.

O secretário estadual de Justiça e Direitos Humanos, Felipe Freitas, mencionou a expectativa de que a Assembleia também possa colaborar para o aprimoramento das premissas do programa.

“Nesse momento de entrega do projeto de lei, a nossa expectativa é de que a Alba possa também aportar sua contribuição a partir de todas as deputadas e deputados”, declarou Felipe, explicando, ainda, a importância do envolvimento dos Municípios no processo: “nos próximos dias, nós vamos encontrar com a UPB para envolver os municípios nessa grande articulação e também na estratégia inicial, que é a busca ativa das lideranças das comunidades”, completou.

Política / 12 de março de 2024 - 01H 23m

Assembleia Legislativa da Bahia concede Comenda 2 de Julho para Michelle Bolsonaro

Assembleia Legislativa da Bahia concede Comenda 2 de Julho para Michelle Bolsonaro
Foto: Divulgação

A Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) concedeu, na manhã do último sábado (9), a Comenda 2 de Julho, maior honraria do Parlamento estadual, à ex-primeira-dama, Michelle Bolsonaro. A entrega da medalha se deu a partir de uma indicação do deputado Leandro de Jesus (PL), aprovada pela Casa Legislativa, e foi concretizada durante o Encontro do PL Mulher, no Centro de Convenções de Salvador.

Segundo o proponente da comenda, a honraria é um reconhecimento à atuação de Michelle em prol das pessoas com deficiência.

“Não apenas pelo significado da Michelle, mas pelo que ela fez em relação àqueles que eram invisíveis ao povo, ou a todos, ou às políticas públicas, aqueles surdos, mudos, pessoas portadoras de deficiência que não eram vistas e a Michelle trouxe vez e voz a estas pessoas”, afirmou.

Leandro de Jesus exaltou ainda os resultados do programa Pátria Voluntária, atribuindo-os à dedicação da homenageada. Segundo o parlamentar, o programa alcançou a Bahia e beneficiou mais de 100 mil pessoas.

“Então, ela tem história, tem legado, tem trabalho e esse reconhecimento aqui não tem preço. Estou muito feliz de ser o autor do requerimento para entrega desta comenda”, disse o deputado.

AGRADECIMENTO

Como gesto de gratidão, Michelle Bolsonaro dedicou a comenda às pessoas com deficiência.

“Eu dedico a todos os raros do Brasil, a toda a minha comunidade surda e a todos aqueles que foram beneficiados pelo Programa Pátria Voluntária. Que Deus vos abençoe. Muito obrigada pelo carinho”, disse Michelle Bolsonaro, após receber a comenda.

Política / 08 de março de 2024 - 10H 07m

Deputado propõe maior honraria da Assembleia Legislativa da Bahia para Davi, do ‘BBB 24’

Representante da Bahia, na 24ª edição do Big Brother Brasil, Davi é um dos favoritos ao prêmio do reality show da Rede Globo. As declarações fortes do competidor e a postura autêntica logo conquistaram o coração de uma parcela expressiva dos brasileiros que acompanham o programa.

A representatividade do baiano inspirou o deputado Pancadinha (SD) a apresentar na Assembleia Legislativa um projeto de resolução para conceder ao jovem de 21 anos a Comenda 2 de Julho, a maior honraria do Legislativo estadual.

“O baiano vem conquistando e mobilizando a Bahia e o Brasil em uma verdadeira demonstração de força e superação. Apesar de nunca ter convivido com nenhum artista, o jovem da periferia de Salvador não se intimida, se mantém firme nos seus ideais e vem conquistando milhões de fãs em todo o país, nas mais diversas classes sociais, se destacando desde o início do BBB 24 após voltar de vários paredões seguidos”, afirmou o deputado.

Davi Brito é um jovem motorista de aplicativo, morador do bairro de Cajazeiras, em Salvador.

“Sonhador, entrou na vigésima quarta edição do programa no dia 8 de janeiro de 2024 com o objetivo de melhorar a situação financeira da sua família e cursar uma faculdade de Medicina. Vale destacar que nos dias de eliminação, quando o baiano está disputando a permanência na casa, são realizadas diversas mobilizações para que o mesmo siga na competição, representando o povo baiano de maneira corajosa e resiliente”, frisou.

“Apesar de todas as adversidades enfrentadas no programa, Davi se mantém firme em sua luta para ir à final do BBB 24, se tornando motivo de inspiração para tantos jovens que veem nele a esperança de que também podem mudar o curso das suas vidas e alcançar seus objetivos”, concluiu o parlamentar.

Feira de Santana / 27 de fevereiro de 2024 - 17H 17m

Professores da rede municipal decretam estado de greve após assembleia da APLB

Professores da rede municipal decretam estado de greve após assembleia da APLB
Foto: Divulgação/APLB

Durante assembleia convocada nesta terça-feira (27), pela APLB, trabalhadores em educação da rede municipal decretaram estado de greve. A decisão veio após visita da diretoria do sindicato às escolas da rede, e diálogo com com a comunidade escolar, a categoria, assim como pais e mães de estudantes.

A APLB alega ausência de diálogo com o Governo Municipal diante das pautas apresentadas: reajuste do piso salarial; pagamento dos precatórios; reformulação do plano de carreira; reserva de carga horário dos professores do REDA; cumprimento da decisão judicial para as alterações de Carga Horária e a devolução dos salários cortados na pandemia; mudança de referência e a privatização da merenda escolar.

Por não haver devolutiva aos ofícios encaminhados à Secretária de Educação e ao prefeito Colbert Martins (MDB), a categoria deliberou além do Estado de Greve, a paralisação da rede municipal dia 8 de março, com programação político-cultural e manifestação com concentração na sede do Sindicato.

Na programação também consta nova paralisação dia 13 de março, com um ato em todo o Estado, convocada pela CNTE – Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação, com as Redes Estadual e Municipal, em defesa da educação e pelo reajuste do piso salarial.

Política / 13 de dezembro de 2023 - 12H 43m

Pablo Roberto foi o deputado com maior presença na Assembleia Legislativa da Bahia, segundo levantamento

De fevereiro a novembro deste ano, o deputado Pablo Roberto (PSDB) se destacou como o parlamentar com maior frequência comprovada na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), é o que aponta o portal de transparência.

O feirense foi o deputado que mais esteve presente, levadas em consideração as presenças marcadas em sessões plenárias e sessões extraordinárias, totalizando apenas duas faltas em 2023.

“Acredito que é minha obrigação estar presente, e trabalhar todos os dias. A Bahia me conferiu um mandato, e esse mandato me dá a responsabilidade de estar aqui todos os dias, desde as sessões no plenário, até as extraordinárias, nas Comissões, reuniões internas e externas. Minha obrigação é estar presente, é trabalhar e, dessa forma, retribuir o voto que me foi dado”, destacou o parlamentar.

Em seu primeiro ano no parlamento baiano, Pablo Roberto acumulou 13 requerimentos protocolados, três Projetos de Resolução; 12 Projetos de Lei; uma Proposta de Emenda à Constituição; um Projeto de Decreto Legislativo; 46 Moções; e oito Indicações.

“Os números mostram que não é só a presença física, mas uma presença de muito trabalho e atuação pela Bahia. Acredito que estamos no caminho certo, entregando através do nosso mandato o melhor para o nosso Estado. Ano que vem será um ano de muito mais comprometimento e trabalho, podem ter certeza”, conclui.

Política / 28 de novembro de 2023 - 16H 52m

Violência contra motoristas de aplicativos é tema de audiência pública na Assembleia Legislativa

Violência contra motoristas de aplicativos é tema de audiência pública na Assembleia Legislativa
Foto: Divulgação

A Comissão de Direitos Humanos e Segurança Pública da Assembleia Legislativa da Bahia, presidida pelo deputado Pablo Roberto (PSDB), promoveu, na manhã desta terça-feira (28), uma audiência pública para debater a violência sofrida por motoristas e mototaxistas de aplicativo em toda a Bahia.

Na ocasião, os parlamentares dialogaram também sobre demandas apresentadas pelos motoristas, a exemplo de falta de reconhecimento profissional, da precarização das condições de trabalho e da ausência de benefícios trabalhistas.

Segundo o parlamentar feirense, esse movimento em prol da categoria não encerra na audiência. “Vamos continuar lutando por essa causa, defendendo essa pauta. Não podemos normalizar os três latrocínios a motoristas de aplicativos e os mais de 270 assaltos de janeiro a agosto deste ano. Essa infeliz realidade requer uma atenção especial por parte do parlamento”, disse Pablo Roberto.

Douglas Carvalho, motorista de aplicativo, comentou a importância desta discussão. “Agradecer ao deputado Pablo Roberto pela coragem de abraçar esse tema, trazendo esse debate, e de enfrentar grandes empresas como a Uber, em prol da nossa classe de trabalhadores. Um debate extremamente importante e necessário, e que não vai parar por aqui, já que temos o comprometimento dos deputados da Comissão com a causa”, afirmou.

Entre as pautas para melhoria nas condições de segurança, os motoristas alegam que precisam saber sobre o destino final de suas corridas. “Não dá mais pra gente não saber pra onde estamos indo, isso contribui com todas as situações que culminam até em morte”, concluiu o motorista.

Feira de Santana / 28 de outubro de 2023 - 14H 53m

Durante assembleia para discutir a greve estudantil, UEFS registra cenas de confusão, com agressões físicas e verbais

Com objetivo de buscar uma resolução diante da greve dos estudantes da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), o movimento contrário à greve, intitulado “Pela democracia na UEFS”, convocou uma Assembleia Geral Extraordinária (AGE) para esta semana. Mas o que era para ser um momento de diálogo e votação se transformou em episódio de violência e agressões.

Para a realização da AGE é necessária a assinatura de 5% dos alunos ou a partir da convocação dos Conselhos e Entidades de Base (CEBs). Segundo o grupo informa, foi feito um formulário online, que contou com a participação de 400 estudantes.

Do outro lado, a convocação foi considerada ilegítima, uma vez que o Estatuto não previa o uso de formulários, embora este seja datado de 2002. No dia da realização da AGE, as portas do prédio da Reitoria foram fechadas e os alunos instruídos a não assinar a lista, ainda de acordo com relatos.

Conforme aumentava a adesão dos alunos contrários à greve, o clima se tornava ainda mais tenso, com gritos e muitas vaias proferidos entre os grupos. Alguns universitários teriam sido barrados no portão lateral do Feira VI, enquanto outros foram orientados a retornar, sob a alegação de que a votação já havia sido encerrada. Apesar disso, foram obtidos quase 500 votos.

Estudantes favoráveis à continuidade da greve, contudo, alegando ilegitimidade da AGE, teriam usurpado e danificado a urna, rasgando os votos. Esse momento de maior tensão teria sido a precedido por agressão física e verbal sofrida por Catarina Paraguaçu, Vice Regional dos Estudantes da Bahia e estudante do curso de Filosofia da UEFS, e Giselle Araújo, Diretora da União Nacional dos Estudantes, que pleiteavam o fim da greve e estavam acompanhando as reivindicações estudantis.

A aluna Catarina Paraguaçu chegou a buscar atendimento em uma policlínica, realizando exame de corpo de delito e prestando boletim de ocorrência logo em seguida. Em tom de deboche, o sapato da estudante chegou a ser exibido, como uma espécie de “troféu”.

Por meio de nota, o Diretório Acadêmico de Odontologia, o Diretório Acadêmico de Engenharia Civil, o grupo “Pela Democracia” e a União dos Estudantes da Bahia (UEB) repudiaram os episódios de violência no espaço universitário.

“Nos solidarizamos com todas as mulheres agredidas em um espaço atribuído à luta de melhorias das universidades estaduais, bem como o avanço de uma sociedade mais igualitária, que dialoguem com os valores que queremos para um novo projeto de nação. A universidade e principalmente o Movimento estudantil deve ser um espaço democrático, onde os estudantes possam ter suas vozes escutadas e respeitadas”, escreveu a UEB.

Bahia / 04 de outubro de 2023 - 00H 12m

Comissão da Assembleia Legislativa aprova convocação do presidente da ViaBahia

A Comissão de Infraestrutura, Desenvolvimento Econômico e Turismo da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) aprovou uma nova convocação ao presidente da ViaBahia, José Pedro Guerreiro Bartolomeu, para audiência pública conjunta com a Comissão de Agricultura e Política Rural.

De acordo com o presidente do colegiado, deputado Eduardo Salles (PP), a reunião é para esclarecer questões relativas à falta de manutenção e de investimentos nas rodovias BR-116 e BR-324, nos trechos sob concessão da empresa.

Seguindo Salles, é preciso cobrar do chefe da concessionária as promessas feitas em audiência anterior, realizada em 4 de abril, e saber o que a empresa já fez para sanar os eventuais problemas causados à população baiana.

Política / 18 de setembro de 2023 - 15H 51m

Assembleia Legislativa da Bahia realiza sessão especial em ocasião dos 190 anos de Feira

Assembleia Legislativa da Bahia realiza sessão especial em ocasião dos 190 anos de Feira
Foto: Divulgação

Por iniciativa do deputado estadual Pablo Roberto (PSDB), a Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) celebrará os 190 anos de Feira de Santana em sessão especial, realizada na quinta-feira (21). A solenidade terá início às 14h e deve reunir as principais lideranças políticas do interior do estado.

“Tenho muito orgulho de ser filho de Feira de Santana. Uma cidade que honra a sua história, o seu legado e suas raízes. Feira, hoje, completa 190 anos de muita luta, muito progresso e muito desenvolvimento, olhando cada vez mais para o futuro”, disse Pablo Roberto.

Já na manhã desta segunda, uma Santa Missa na Catedral Metropolitana de Sant’Ana marcou as comemorações da data. A Celebração foi presidida pelo arcebispo Dom Zanoni Demettino Castro.

Na oportunidade, o tucano relembrou as demandas apresentadas para o Município, a exemplo da Delegacia do Idoso e a construção de um Hospital Ortopédico.

“Na Assembleia Legislativa, cobrei a necessidade de Feira ter uma delegacia especializada no atendimento ao idoso, um importante equipamento que não temos em nossa cidade. Também tenho me posicionado reiteradas vezes sobre a ineficácia dos serviços prestados pela Via Bahia. Nós, feirenses, somos reféns de um trabalho inexistente, pagando caro em uma rodovia pedagiada e com péssimas condições”, pontuou o parlamentar.

Foto: Divulgação

Política / 02 de agosto de 2023 - 00H 25m

Comissão da Assembleia Legislativa pedirá à Polícia Federal que investigue a ViaBahia

Comissão da Assembleia Legislativa pedirá à Polícia Federal que investigue a ViaBahia
Foto: Divulgação

Na primeira reunião ordinária após o recesso parlamentar, os deputados da Comissão de Infraestrutura, Desenvolvimento Econômico e Turismo decidiram, na terça-feira (01), que vão apresentar uma representação criminal à Polícia Federal solicitando investigação para averiguar a responsabilidade da concessionária ViaBahia pela falta de cumprimento do contrato referente à BR-324 e à BR-116.

Os problemas relacionados à concessionária ViaBahia foram os mais citados na reunião, que teve a proposta de uma representação criminal apresentada pelo presidente Eduardo Salles logo na abertura dos trabalhos. Ele destacou que acredita ser uma unanimidade na Casa a insatisfação com a empresa, que, em audiência pública recente, deu respostas não convincentes a problemas que se arrastam durante todo o período de concessão das rodovias.

“Nós fizemos uma petição jurídica solicitando apurar as responsabilidades sobre tudo que tem acontecido na BR-324 e na BR-116. Se estão morrendo pessoas, seja por via esburacada, seja por falta de drenagem, por falta de sinalização ou até por falta de uma simples capinagem, é negligência. Vamos apresentar denúncia ao órgão que pode apurar. Se a Polícia Federal detectar que realmente existe negligência, aí, sim, ela pede a prisão dos gestores da ViaBahia, que não estão cumprindo com a parte deles no contrato”, argumentou Eduardo Salles, ao apresentar a proposta.

Feira de Santana / 12 de junho de 2023 - 15H 20m

Em assembleia, rodoviários de Feira decidem por greve a partir do dia 16

Na tarde desta segunda-feira (12), em uma assembleia realizada na sede do Sindicato dos Rodoviários de Feira de Santana, os trabalhadores das empresas Rosa e São João deliberaram por uma greve a partir da 00h01min de sexta-feira (16).

Segundo o presidente do Sintrafs, Alberto Nery, a aprovação da greve se deu pela falta de diálogo entre as partes envolvidas.

“Nós iniciamos a campanha salarial em março, posteriormente encaminhamos à classe patronal e não houve nenhuma proposta. Não houve nada até o momento. Na semana passada, tivemos uma reunião e eles colocaram a impossibilidade de atender as reivindicações apresentadas pela classe”, contou Nery ao Blog.

Além da reposição inflacionária acumulada do período da pandemia no salário e ticket alimentação, os rodoviários solicitam o pagamento do plano odontológico e renovação contratual junto ao plano de saúde.

Caso não haja avanço nas negociações, a greve acontecerá a partir do dia 16. Com base na legislação, os rodoviários irão atuar com 30% da frota durante o movimento grevista.

Política / 18 de maio de 2023 - 11H 25m

Pablo propõe homenagem para Jodilton Souza na Assembleia Legislativa: ‘Exemplo de sucesso’

Pablo propõe homenagem para Jodilton Souza na Assembleia Legislativa: ‘Exemplo de sucesso’
Foto: Blog do Velame

O deputado Pablo Roberto (PSDB) apresentou, na Assembleia Legislativa, proposta de concessão de Título de Cidadão Benemérito da Liberdade e da Justiça Social João Mangabeira ao professor e empresário Jodilton Oliveira Souza.

O homenageado é natural do município de Mairi e foi criado em Feira de Santana. “Ele é um exemplo de sucesso e perseverança na Bahia. São 50 anos de trabalho, seriedade e comprometimento”, disse o parlamentar.

Segundo o tucano, o professor e empresário tem sua trajetória marcada por grandes conquistas, tanto pessoais quanto profissionais, que se tornaram referência na região, mas, acima de tudo, por ações que geraram diversos reflexos nas áreas sociais através da educação e da geração de empregos.

“Jodilton Souza é um exemplo de professor e empreendedor que, através de suas ações, gerou diversos reflexos sociais essenciais para Feira de Santana, através da formação de alunos, criação e administração de centros universitários e clínicas de saúde que, decerto, beneficiam grandes setores da população, especialmente na Região Metropolitana de Feira de Santana, importante vetor social e econômico do nosso Estado”, concluiu.

Assembleia / 27 de abril de 2023 - 08H 26m

Binho Galinha apresenta proposta para Thiago Aquino receber maior honraria da Assembleia Legislativa  

O cantor e compositor feirense Thiago Aquino, sucesso em nível nacional,  deverá receber da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) a maior honraria da Casa, a Comenda 2 de Julho.

Proposta nesse sentido foi apresentada pelo deputado estadual Binho Galinha (Patriota).

Natural de Feira de Santana, Thiago Aquino é uma das revelações musicais do país. Com 24 anos, tem sua origem no bairro Queimadinha e com seu estilo próprio, carisma, muito romantismo e sofrência, conquistou milhares de admiradores nas plataformas digitais de músicas, a exemplo de You Tube, Facebook, Sua Música, Spotify e Deezer.

O projeto que concede a comenda Dois de Julho aguarda votação na Assembleia Legislativa.

Política / 08 de fevereiro de 2023 - 19H 31m

Deputado Pablo Roberto é eleito presidente da Comissão de Direitos Humanos e Segurança Pública na Assembleia

O Deputado Estadual Pablo Roberto (PSDB) foi eleito, nesta quarta-feira, 08, presidente da Comissão de Direitos Humanos e Segurança Pública da Assembleia Legislativa.

O parlamentar é Assistente Social por formação, e traz uma experiência de militância nas duas áreas, tendo sido Secretário Municipal de Desenvolvimento Social e Secretário Municipal de Prevenção à Violência, em Feira de Santana.

Pablo será responsável por comandar a comissão que vai traçar uma linha de atuação para ajudar na melhoria da prestação de serviço público no setor da segurança, além de promover a observância e a defesa dos Direitos Humanos.

O parlamentar destacou a importância da Comissão para o andamento dos trabalhos legislativos. “Uma honra muito grande presidir essa importante comissão. Vamos debater muito em busca do melhor para o povo da Bahia, sobretudo nesses dois temas que são tão sensíveis e necessários de uma maior atenção”, afirmou o deputado.

As reuniões da Comissão de Direitos Humanos e Segurança Pública ocorrerão todas as terças-feiras, às 10h30, na sala de comissão da Assembleia Legislativa da Bahia.

Feira de Santana / 24 de janeiro de 2023 - 14H 20m

Assembleia de sócios do Fluminense de Feira aprova criação de SAF; clube busca investidores

O Touro do Sertão vai virar SAF. A noite de segunda-feira (23) pode ficar marcada como o pontapé inicial de uma nova página da história do Fluminense de Feira.

É que os sócios do clube aprovaram por unanimidade em uma assembleia realizada no auditório da Associação Comercial e Empresarial de Feira de Santana, uma alteração no estatuto do clube para criar uma Sociedade Anônima do Futebol. “Eu já tive algumas conversas com empresas de futebol e vamos trabalhar nesse sentido agora. Com a aprovação na assembleia, a gente já tem condições de conversar com mais força com esse pessoal que está fazendo SAF’s aqui no Brasil”, disse o presidente do Fluminense de Feira, Zé Chico ao Blog.

O mandatário corre contra o tempo para tentar concluir a venda da SAF do Touro do Sertão antes da estreia do time de Feira de Santana, no Baianão da Série B, que tem previsão de início em maio deste ano. Caso isso não seja concretizado, Zé Chico afirmou que vai trabalhar durante a temporada para finalizar os trâmites da negociação da SAF.

O QUE É SAF?

A Sociedade Anônima do Futebol (SAF) é um tipo específico de empresa, a partir de uma lei aprovada por Deputados e Senadores em 2021. A legislação estimula que clubes de futebol migrem da associação civil sem fins lucrativos para a empresarial. Neste modelo, a equipe se torna oficialmente um “clube-empresa”, ou seja, que pode ser vendido.

Grandes clubes do Brasil já viraram SAF, como o Bahia, Botafogo, Vasco e Cruzeiro.

Política / 04 de outubro de 2022 - 10H 00m

Vereadores de Feira não conseguem se eleger para a Câmara Federal e Assembleia Legislativa

Nas eleições deste ano, 4 dos 21 vereadores de Feira de Santana, tentaram vagas na Assembleia Legislativa da Bahia ou na Câmara dos Deputados. Entretanto, nenhum deles conseguiu se eleger. O que chegou mais perto, foi Jhonatas Monteiro, do PSOL, que obteve 44.833 votos, sendo 31.697 apenas em Feira de Santana. Apesar da expressiva votação, ele teve pouco mais de mil votos a menos que Hilton Coelho e ficou de fora da Assembleia. Outros dois feirenses tentaram uma vaga na Alba, Luiz da Feira, do Avante, teve 14.246 votos e Lulinha, do União Brasil, teve apenas 8.693 votos. Galeguinho SPA foi o único que disputou uma vaga na Câmara Federal, mas com 17.324 votos passou longe da chance de representar Feira em Brasília.

Entrevista / 13 de setembro de 2022 - 09H 32m

Eleições 2022: Lulinha diz que defesa do fim da regulação será bandeira do mandato na Assembleia Legislativa

O Blog do Velame está realizando uma série de entrevistas com os candidatos a deputado estadual e federal com domicílio eleitoral, em Feira de Santana. Cada candidato é convidado a responder 5 perguntas, que são iguais para todos e buscam apresentar ao eleitor as ideias e propostas de cada um. Nessa entrevista, vamos conhecer um pouco mais sobre Lulinha, que é candidato a deputado estadual pelo União Brasil. Atualmente, ele está no quinto mandato como vereador.

1 – Caso eleito, qual será a principal bandeira do seu mandato?

Muitas serão nossas bandeiras, mas com certeza uma delas será cobrar incansavelmente pelo fim da regulação na saúde, a “regulação da morte” e a construção de um novo hospital estadual no município de Feira de Santana para atender toda região. Essa ‘bendita regulação’ está matando e levantarei a minha voz na Assembleia Legislativa da Bahia para defender o seu fim e cobrar pela construção de um novo hospital.

Lutar por saúde de qualidade para nossa gente é fundamental.

2 – Feira de Santana é sua principal base eleitoral? O que pretende fazer pelo desenvolvimento da cidade?

Com certeza, Feira de Santana é nossa base, mas cidades vizinhas como Conceição da Feira, Santo Estêvão, Candeal, Ipecaetá, Lamarão, Coração de Maria, Conceição do Jacuípe e Santa Bárbara também fazem parte de nosso reduto eleitoral. Eleito, pretendo atuar de maneira firme buscando recursos para todo interior baiano.

Como vereador no quinto mandato em Feira de Santana tenho uma história de muito trabalho por essa terra e com muita determinação e força para lutar serei um representante ativo e participativo de nossa “Princesa do Sertão” na ALBA, buscando novas obras como a construção de mais um novo hospital estadual, conclusões de obras abandonas pelo atual governo estadual como o Centro de Convenções, requalificação do Centro de Cultura Amélio Amorim, a requalificação das vias de acesso ao CIS, além de defender o pequeno agricultor, inclusive cobrando o retorno das entregas de sementes e investimentos para a agricultura familiar, cobrar prioridade, novas estratégias e melhorias para o aeroporto, cobrar construções de escolas estaduais tanto na sede como nos distritos de Matinha, Jaíba e Tiquaruçu, cobrar soluções e mais investimentos para a segurança pública, cobrar investimentos para a infraestrutura, cobrar investimentos para a cultura, esporte e lazer, buscar cursos profissionalizantes gratuitos em diversas áreas de atuação para atender os jovens, apoiar os projetos sociais de capacitação profissional que visam à formação pessoal e a geração de emprego e renda, cobrar novas empresas, enfim destaquei algumas das minhas propostas e afirmo e podem confiar que serei atuante e com certeza como deputado estadual eleito lutarei muito por Feira e toda região.

3 – Na sua opinião, qual principal problema da Bahia atualmente e o que o senhor (a) pode fazer pra ajudar?

Não diria qual, mas sim quais. São vários os problemas enfrentados pelos os baianos como a regulação na saúde, bendita “regulação da morte”, educação, infraestrutura e falta de investimentos, mas destaco o grave problema na área da segurança pública, com dados preocupantes divulgados recentemente pelo o Anuário Brasileiro de Segurança Pública, a Bahia apontou como líder nacional de homicídios em 2021. Sem dúvida é uma questão gravíssima, que necessita ser resolvida, pois a Bahia precisa de paz para que os cidadãos de bem vivam com tranquilidade e sossego.

Sendo eleito, com certeza serei uma voz ativa na defesa de mais segurança, criando leis, destinando emendas impositivas para a área da segurança, cobrando das autoridades competentes investimentos, providências imediatas e efetivas.

4 – Qual é a estimativa de gastos para a sua campanha?

Estamos aguardando a verba partidária. (Lulinha já recebeu R$ 200 mil do União Brasil)

5 – Quem o senhor (a) apoia para Governador e para Presidente?

Ainda não temos o nome definido.

Eleições 2022 / 07 de setembro de 2022 - 19H 01m

Eleições 2022: Vagner da Federal promete atuar na valorização de professores e policiais na Assembleia

O Blog do Velame está realizando uma série de entrevistas com os candidatos a deputado estadual e federal com domicílio eleitoral, em Feira de Santana. Cada candidato é convidado a responder 5 perguntas, que são iguais para todos e buscam apresentar ao eleitor as ideias e propostas de cada um.  O candidato da vez é Vagner Gomes da Silva, o Vagner da Federal, candidato a deputado estadual pelo Avante, morador do bairro Conceição há mais de 30 anos, que promete um mandato atuante nas áreas da segurança e educação.

Confira:

1 – Caso eleito, qual será a principal bandeira do seu mandato?
Segurança pública e educação. Sou policial há mais de 25 anos, fui bombeiro militar, policial militar e atualmente sou policial rodoviário federal; Também sou professor , graduado em Letras com Inglês pela UEFS. Precisamos fortalecer as instituições de Segurança Pública e valorizar os policiais e professores. A sociedade baiana carece de muita atenção nessas áreas.

 2 – Feira de Santana é sua principal base eleitoral? O que pretende fazer pelo desenvolvimento da cidade?
Estou muito confiante no eleitor feirense e nos colegas da PRF. Atualmente sou o Delegado representante da categoria PRF na Bahia e, assim como tive o apoio nas eleições sindicais, espero poder contar novamente com o apoio nesta eleição.
Cheguei em Feira em 1988, tenho muitos amigos e grande parte do meu tempo de trabalho foi e está sendo aqui. Fui agraciado com o título de cidadão feirense em 2015 e espero também contar com o eleitorado feirense para poder elevar ainda mais a representatividade do município de Feira de Santana. Se o eleitor focar nos candidatos da terra, temos condições de eleger vários candidatos que podem elevar Feira de Santana a um patamar de acordo com a grandiosidade da nossa cidade. Desenvolvimento em infraestrutura é fundamental e irei continuar lutando pela duplicação completa do anel viário e ampliação do nosso aeroporto.

 3 – Na sua opinião, qual principal problema da Bahia atualmente e o que o senhor pode fazer pra ajudar?
Sem dúvida, Segurança Pública. A Bahia é um dos Estados mais violentos do país e Feira de Santana é o município mais violento do Estado. Como disse anteriormente, vamos fortalecer as Instituições de Segurança Pública, valorizar os policiais, investir em tecnologia e inteligência policial, promovendo capacitação técnica e aumentando a qualidade do serviço prestado à população.

4 – Qual é a estimativa de gastos para a sua campanha?
Cerca de 30 mil reais. Infelizmente, existem muitas discrepâncias na distribuição do FEFC (Fundo Especial de Financiamento de Campanha). Os partidos têm total autonomia para distribuir a verba e isso inviabiliza a maior parte das candidaturas. Poucos recebem muito e muitos recebem pouco ou nada. Essa é a realidade.

5 – Quem o senhor apoia para Governador e para Presidente?
Estou filiado ao AVANTE, que apoia Jerônimo e LULA; Estou seguindo as orientações do partido e acredito que, no momento, sejam as melhores opções para a Bahia e o Brasil.

Entrevista / 25 de agosto de 2022 - 09H 22m

Eleições 2022: Luiz da Feira diz que diminuir a desigualdade social será bandeira do mandato na Assembleia Legislativa

O Blog do Velame está realizando uma série de entrevistas com os candidatos a deputado estadual e federal com domicílio eleitoral, em Feira de Santana. Cada candidato é convidado a responder 5 perguntas, que são iguais para todos e buscam apresentar ao eleitor as ideias e propostas de cada um. Nessa entrevista, vamos conhecer um pouco mais sobre Luiz da Feira que é candidato a deputado estadual pelo Avante. Atualmente, Luiz está no segundo mandato de vereador. Foi eleito em 2020 com 3.376 votos.

1 – Caso eleito, qual será a principal bandeira do seu mandato?

A bandeira do meu mandato é diminuir a desigualdade social.

2 – Feira de Santana é sua principal base eleitoral? O que pretende fazer pelo desenvolvimento da cidade?

Feira de Santana hoje é minha maior base eleitoral, pois aqui tenho construído com esses dois mandatos de vereador a minha história política e é lutando para diminuir as injustiças sociais que decidir alcançar importância estadual para conseguir mais força nessa luta.

Os meu projetos para Feira de Santana passam por diversas áreas, mas principalmente na saúde que é uma área muito deficitária em uma cidade com um porte de importância regional como a nossa. E as propostas vão de desde condições melhores para trabalho dos profissionais da área passando por infraestrutura dos locais de atendimento até a construção de mais postos e hospitais para o Município. Tenho outro fator que tenho desenvolvido com muita importância em minha campanha e futuro mandato de deputado estadual que é aumento de empregos em Feira de Santana, propostas que vão desde a oportunidade do primeiro emprego, como oportunidade de empregos para pessoas com idades mais avançadas até incentivo fiscais para atrair
empresas que queiram vir gerar estes empregos. Além disso, tem o meu compromisso em melhorar as feiras livres pela Bahia.

3 – Na sua opinião, qual principal problema da Bahia atualmente e o que o senhor (a) pode fazer pra ajudar?

Na minha opinião hoje a Bahia precisa ter representantes que ajudem o desenvolvimento do Estado, porque o que o maior problema é a distribuição de renda e importância para os gastos em todo o Estado de forma mais
igualitária, pois muitas vezes parece que a atenção é voltada somente para os problemas da capital e com muita resistência chegam a ser ouvidas as cidades do interior, e, se não tivermos representantes do nosso Município na
Assembleia ficaremos sem ninguém para lutar a frente e trazer investimentos para o nosso Município, e, eu serei esse representante que, além de olhar pelo meu Município tentarei junto ao governo dá condições as outras cidades com projetos unificados de âmbito estadual para educação, saúde, geração de empregos e cultura e lazer.

4 – Qual é a estimativa de gastos para a sua campanha?

A estimativa de gastos da minha campanha é o essencial, portanto, poucos gastos, pois a nossa campanha é em sua maior parte feita e almejada por amigos e colaboradores.

5 – Quem o senhor (a) apoia para Governador e para Presidente?

Sigo sempre a indicação do meu partido que hoje é o Avante, e, portanto, o Governador é Jerônimo e o Presidente é Lula.

Assembleia / 01 de junho de 2021 - 08H 49m

Assembleia debate jornada de trabalho e baixos salários da enfermagem na crise da pandemia

A defesa do piso salarial, a exaustiva jornada de trabalho, a valorização do servidor público, a aceleração das vacinas e o fortalecimento do Sistema Único de Saúde foram os principais temas em discussão na audiência pública ” O Trabalho em Enfermagem no Contexto de Crise”, realizada nesta segunda-feira (31), pela Comissão de Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia e Serviços Públicos da Assembleia Legislativa da Bahia. Proponente da reunião, o deputado Hilton Coelho (Psol) explicou que o evento marcava a comemoração de atividades da 82ª Semana Brasileira de Enfermagem (SBEn), ocorrida entre 12 e 20 de maio do corrente ano, sendo “uma forma de evidenciar, dar maior visibilidade a uma categoria que há um ano e meio vem lutando na linha de frente para salvar vidas”.

Em seu pronunciamento inicial, transmitido ao vivo pela TV ALBA e redes sociais da emissora do Legislativo baiano, o legislador afirmou que “este é um momento de perspectiva da renovação do SUS e a consequente valorização dos servidores públicos, pois institucionalmente o cabo de guerra está estabelecido”. De um lado, ele aponta a reforma administrativa do governo federal que pode inviabilizar a máquina estatal e comprometer os direitos básicos da população na educação e na saúde. “A PEC 32 pode acarretar uma multidão de trabalhadores completamente precarizados, sem carreira pública, sem estabilidade, sem continuidade na permanência, uma tragédia que segue em curso no Congresso Nacional”, lamentou. Como contraponto, Hilton destacou o Projeto de Lei 2564/2020, do senador Fabiano Contarato (Rede- ES), que altera a Lei nº 7.498, de 25 de junho de 1986, para instituir o piso salarial nacional do Enfermeiro, Técnico de Enfermagem, Auxiliar de Enfermagem e Parteira.

“Minha saudação especial para todos os profissionais de enfermagem que neste exato instante da audiência estão trabalhando, cuidando dos seus pacientes, lutando diariamente nas unidades de saúde e nas UTIs dos hospitais para salvar vidas”. Com esta mensagem de carinho, Sônia Acioli, presidente da Associação Brasileira de Enfermagem (ABEn), enalteceu a dedicação da categoria diante da grave situação da pandemia da Covid-19, que já causou a morte de quase 470 mil pessoas no Brasil. A palestrante criticou a lentidão da campanha de vacinação em todo o país, a redução no financiamento do SUS e os constantes ataques às universidades federais e órgãos que representam as áreas da ciência e tecnologia. Com 94 anos de existência, a ABEn se constitui hoje em uma grande rede, estando presente em 24 estados e no Distrito Federal, além de atuar também nos conselhos municipais e estaduais de saúde.

A professora da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj) lembrou que a enfermagem é regulamentada pela legislação desde 1955, mas “é incrível que tanto tempo depois não tenha um piso salarial nacional, apesar de ser uma categoria com mais de 2,5 milhões de trabalhadores’”. Acioli informa que são 433 mil auxiliares de enfermagem, 611 mil enfermeiros e 1 milhão e 461 mil de técnicos de enfermagem. A dirigente da entidade ressaltou que apenas 15% são homens e a “esmagadora maioria de 85 % de mulheres, pretas e pobres, um grupo profissional sujeito a muitos preconceitos de gênero, raça e classe”. A presidente da Associação Brasileira de Enfermagem defende uma melhor formação da categoria para ter uma enfermagem mais qualificada. Acrescentou ainda que, apesar dos baixos salários e da excessiva jornada de trabalho, “a enfermagem brasileira tem desempenhado com muita garra o seu papel de cuidar e acolher a população durante esta crise sanitária do coronavírus”.

Convidada especial da sala virtual, a presidente da Federação Nacional dos Enfermeiros (FEN), Shirley Morales, falou sobre a regulamentação da jornada de trabalho de 30 horas semanais, uma luta que começou desde o Governo Café Filho, em 1955, foi vetada pelo Governo Figueiredo em 1983, avançou um pouco nos anos seguintes e atualmente está em tramitação no Senado Federal. “Conseguimos 55 assinaturas dos senadores para votação do PL 2564/2020, mas ficamos frustradas em razão de manobras políticas e a iniciativa ainda não foi votada pela Casa Legislativa”. Uma outra questão citada pela especialista em gestão de Saúde Pública e Família diz respeito à pandemia. “A Covid-19 pegou os profissionais já adoecidos, porque muitos já eram acometidos de depressão ou tentativa de suicídio em seus locais de trabalho por conta da sobrecarga de atividades e da discrepância de salários do Oiapoque ao Chuí”.

Virtualmente de Aracaju, capital de Sergipe, Shirley Morales, também integrante do Conselho Nacional de Saúde, comentou sobre o impacto da saúde mental na vida das pessoas em decorrência da crise sanitária que afeta todo o planeta. “Este governo ainda tem a desfaçatez de dizer que investe nos CAPs e na Saúde Mental, quando na verdade investe mesmo é em chiclete e leite condensado”, ironizou. A enfermeira condenou a “opressão do sistema capitalista” que prega a precarização do trabalho e a pejotização da categoria, com mensagens enganosas “de que você é um empreendedor, que não precisa de sindicato, de associação, podendo negociar com o patrão, pois se basta”. Por fim, a presidente da FEN disse que os parlamentares e as autoridades governamentais têm uma dívida histórica com a enfermagem que precisa ser reparada urgentemente para que os profissionais possam ter um salário digno, condizente com os anseios da categoria.

BAIXOS SALÁRIOS

A vice-presidente da ABEn-BA, Mariana Moraes, contou que 30 profissionais de enfermagem morreram na Bahia vítimas do coronavírus do ano passado até o último final de semana, quando faleceu uma técnica em enfermagem, mulher jovem e  gestante, que não conseguiu ser internada em local adequado, mas deu à luz sua filha de 7 meses. “Nossa intenção é que esse debate em nível nacional possa melhorar as condições de trabalho dos profissionais, estimulando a formulação de políticas sociais e econômicas mais amplas”, desejou a professora da Universidade Federal da Bahia. Para Alessandra Gadelha, presidente do Sindicato dos Enfermeiros da Bahia, a realidade do estado na pandemia escancarou ainda mais os problemas da enfermagem que vivencia baixos salários, precarização do trabalho e equipamentos de proteção individual com qualidade inferior. A sindicalista frisou que desde 2008 a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) não realiza concurso público. Gadelha denuncia que são as chamadas “organizações sociais” que vêm suprindo o setor, administrando hospitais regionais importantes em várias regiões, caracterizando a terceirização da saúde pública”.

Aladilce Souza, enfermeira e ex-vereadora de Salvador; Ana Carina Monteiro, do conselho fiscal do Sindsaúde; Adeilma, tesoureira do Sindicato dos Técnicos em Enfermagem e outros diretores de movimentos populares fizeram pronunciamentos cobrando dos poderes Executivo e Legislativo mais políticas públicas em favor da categoria. As deputadas Olívia Santana (PC do B) e Fátima Nunes (PT) participaram da reunião remota e prometeram se empenhar para que as reivindicações do pessoal de enfermagem ganhem o apoio de mais parlamentares estaduais, da bancada federal e principalmente junto aos senadores baianos, que devem apreciar e votar o PL 2564/2020.

Ao concluir a audiência pública promovida pelo Colegiado da Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia e Serviços Público, o deputado Hilton Coelho sugeriu a criação de um Grupo de Trabalho de Enfermagem, envolvendo movimentos sociais, parlamentares e dirigentes de entidades representativas dos enfermeiros, auxiliares e técnicos de enfermagem na Bahia. “O GT de Enfermagem será um passo fundamental para se avançar em questões essenciais para as conquistas da categoria”, encerrou.

Histórico

2019
set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2018
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2017
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2016
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2015
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2014
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2013
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2012
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2011
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2010
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2009
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2008
dez | nov