×
Feira de Santana / 24 de dezembro de 2019 - 07H 53m

Prefeito Colbert sanciona leis com dias comemorativos do digital influencer e da mulher militar

Mais dois dias comemorativos foram instituídos em Feira de Santana através de projetos de lei aprovado pela Câmara de Vereadores e sancionados pelo prefeito Colbert Martins Filho. As leis criam o dia do blogueiro e digital influencer e o dia da mulher militar. Foram publicadas no Diário Oficial Eletrônico na edição. O Dia Municipal do Blogueiro e Digital Influencer, será comemorado anualmente em 20 de março. O dia 15 de maio fica instituído como o Dia Municipal da Mulher Militar. Compreende-se por Mulher Militar as mulheres que desempenham as atividades de praça, cabo, soldado, sargento, oficial, tenente, capitã, major, tenente coronel, marinheiro, guarda-marinha, almirante, almirante de esquadra, vice-almirante, contra-almirante, capitão de mar e guerra, capitão de fragata, capitão de corveta, capitão-tenente, 1º tenente, 2º tenente, 3º tenente e correlatas. Durante o Dia Municipal da Mulher Militar, o Poder Público Municipal, através da Câmara Municipal de Vereadores, poderá realizar uma Sessão Especial com o objetivo de parabenizar as que mais se destacaram no ano corrente.

Feira de Santana / 24 de dezembro de 2019 - 07H 46m

Repartições municipais terão turnão nesta terça-feira

As repartições públicas municipais funcionarão ininterruptamente nesta terça-feira, 24, as 8h às 13h. Assim, os servidores terão maior tempo para preparar a ceia de Natal e outros valores culturais e cristãos. O atendimento ao público volta à normalidade na quinta-feira, 26. O prefeito Colbert Filho decretou ponto facultativo, no dia 31 de dezembro, nas repartições não sujeitas a regime de plantão e que não prestem serviços essenciais à população. Policlínicas, Samu, Hospital da Mulher, funcionarão normalmente. Após o feriado, de 1º de janeiro, as repartições municipais normalmente voltarão a atender ao público na quinta-feira, dia 2.

Bahia / 23 de dezembro de 2019 - 06H 30m

Projeto propõe agilizar processos de crimes de estupros e feminicídios

A tramitação de processos de crimes de estupro e feminicídio na Bahia podem ganhar prioridade na Justiça, caso seja aprovada proposta do deputado Bobô (PC do B) na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA). O projeto de lei determina “a prioridade nos trâmites procedimentais das ações judiciais cíveis, criminais e administrativos, relativas à Lei nº 11.340, de 07 de agosto de 2006 – Lei Maria da Penha, aos crimes de estupro e feminicídio no âmbito do Estado da Bahia”. Segundo Bobô, o intuito da iniciativa é garantir que as vítimas de estupro, de violência doméstica ou familiares de vítimas de feminicídio não sofram ainda mais com a demora do trâmite procedimental, já que muitas comarcas do interior possuem varas únicas ou acumulam competências, “o que contribui para a morosidade nos trâmites de processos dessa natureza, que envolvem risco à própria vida e saúde das mulheres vítimas de violência”. Em sua justificativa, o deputado anota que a violência contra a mulher está arraigada na sociedade, desde a sua subjugação, até o fato desta ser violentada ou morta por questões de gênero. “A crescente violência contra a mulher é um problema social que precisa ser sanado e carece de uma maior atenção da sociedade, uma vez que seus danos irreparáveis vão além da violência física, tornando-se também uma violência psicológica, gerando traumas à quem sofre e podendo ocorrer a morte da vítima”, observa o parlamentar. Ele cita como avanços para combater a violência contra a mulher a Lei Maria da Penha, em 2006, e mais recente, em 2015, a Lei Nº 13.104/15, que prevê o feminicídio como qualificadora do crime de homicídio perpetrado contra a mulher. “A egrégia Lei ainda transformou esse tipo de assassinato em crime hediondo”, destaca Bobô.

Feira de Santana / 22 de dezembro de 2019 - 10H 38m

Por que Bira, do Programa do Jô, falava tanto em Feira de Santana?

Por que Bira, do Programa do Jô, falava tanto em Feira de Santana?
Na fotomontagem, Bira revive o tempo em que passeava de lambreta em Feira de Santana

Reportagem publicada no Blog da Feira em 27 de agosto de 2007.

Por Rafael Velame

O baixista Bira do Programa do Jô é conhecido por sua risada exagerada, marca registrada de uma personalidade divertida. Baiano de Salvador, nascido e criado no tradicional bairro do Bonfim, Bira nunca teve duvidas de que havia nascido para fazer música. “Nasci para tocar” contou.

Ultimamente uma constante brincadeira de Jô Soares chamou a atenção do Blog. O irreverente apresentador sempre relaciona Bira à cidade de Feira de Santana. Em uma conversa exclusiva com Blog, Bira revelou que tudo começou em uma entrevista, há tempos atrás. “Uma pessoa de Feira de Santana, que estava sendo entrevistada pelo Jô, me perguntou se eu conhecia a cidade. Eu respondi que sim e brinquei dizendo que era o centro comercial de todo o Nordeste, tudo que vai para o Norte e Nordeste do Brasil passa por Feira de Santana. É uma cidade importantíssima e próxima de Salvador. Depois desse discurso que eu fiz, Jô achou engraçado e ficou a brincadeira no ar. Sempre que ele me pergunta sobre alguma cidade eu digo que é próximo a Feira de Santana”, ironizou.

Morando em São Paulo desde 1967, o baixista começou a trabalhar na televisão no SBT com Silvio Santos. “Foi um prazer trabalhar com o Silvio”, lembrou. Com Jô Soares ele trabalha há 19 anos. Mas, para chegar onde está hoje, Bira já ralou na vida. Em Feira de Santana, o anônimo Ubirajara Penacho dos Reis trabalhava como propagandista de um laboratório de remédios. “Apesar do trabalho duro, eu adorava trabalhar em Feira, pois toda vez que eu chegava lá pegava a lambreta de um amigo que trabalhava no antigo banco Econômico, e ia passear pela cidade”. Bira mostrou-se um amigo desmemoriado e não lembrou o nome do colega feirense, mas acredita que ele ainda está vivo. “Recentemente fiquei sabendo por um amigo que apenas dois dos meus contemporâneos morreram”, revelou.

A ultima vez que esteve em Feira foi nos anos 60. “Eu me hospedava no hotel da Euterpe, existia um hotel com esse nome?”, perguntou dando sinas que a memória anda fraca não só para lembrar do nome do amigo.
Bira disse ainda que costuma receber cartas de Feira e destacou a de uma cantora feirense que ele não lembra o nome (para variar). “Ela pedia uma oportunidade no programa do Jô e contava na carta que fez uma música em homenagem ao Jô Soares, repassei a carta para a produção e a qualquer momento ela pode ser chamada para uma entrevista”.

Quando estávamos quase encerrando a conversa o irreverente e simpático músico fez a revelação mais importante da entrevista. “Nas férias de janeiro eu vou a Feira de Santana”. De pronto fizemos o convite: um almoço do Blog da Feira com Bira do Jô, e ele aceitou na hora.

Leia também:
Morre Bira do Sexteto do Jô aos 85 anos; músico baiano teve parada cardíaca

 

21 de dezembro de 2019 - 11H 13m

Projeto inclui omissão de mudança de sexo entre hipóteses de anulação do casamento

O Projeto de Lei 5445/19 inclui, entre as hipóteses de anulação do casamento, a omissão, por parte de um dos cônjuges, da condição de transgenitalização, que por sua natureza torne insuportável a vida do cônjuge enganado com a impossibilidade de o casal ter filhos biológicos. A proposta, da deputada Dra. Soraya Manato (PSL-ES), tramita na Câmara dos Deputados. Como exemplo, Soraya cita o caso de alguém do sexo masculino que tenha realizado cirurgia de transgenitalização para se adequar ao sexo feminino. “Essa pessoa manterá relacionamentos com parceiros do sexo masculino, tornar-se-á noiva, contrairá matrimônio e constituirá família. Digamos que essa informação seja omitida ao cônjuge varão durante todo o período anterior e posterior ao matrimônio. Este vê todos os seus sonhos de constituição de família com filhos biológicos do casal se esvaírem. Os transtornos psicológicos causados a esse cidadão não podem mais ser reparados”, afirma Soraya Manato. Pela proposta, o prazo para entrar com a ação de anulação do casamento, a contar da data da celebração, será de três anos. Em caso de coação ao casamento, esse prazo será de quatro anos. O texto altera o Código Civil, que hoje permite a anulação do casamento em razão de desconhecimento de crime cometido por um dos cônjuges antes do casamento ou ainda de doença transmissível capaz de colocar em risco a saúde do outro cônjuge ou de sua descendência, entre outras hipóteses. Outra possibilidade de anulação é a omissão por um dos cônjuges de defeito físico irremediável que não caracterize deficiência. Soraya Manato, no entanto, não acredita que essa previsão seja suficiente no caso de mudança de sexo. Isso porque, diz, os tribunais entendem que a abrangência dos defeitos físicos para anulação do casamento são apenas os de natureza sexual: impotência, sexo dúbio, deformidades genitais e anomalias sexuais. “Muitos dos portadores desses ‘defeitos’ estão hoje optando pela transgenitalização e tornando obsoleta a norma que prevê defeito físico irremediável. Com isso, poderemos vislumbrar um futuro de conflitos judiciais intermináveis e com sérios prejuízos para considerável leva de cidadãos de boa-fé”, pondera a deputada. O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado pelas comissões de Seguridade Social e Família; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Podcast / 21 de dezembro de 2019 - 09H 30m

EP bônus: que história é essa?

Muito antes do Fábio Porchat, Rafael Velame, Adilson Muritiba e Robson Brito já contavam histórias engraçadas para os ouvintes no quadro “Que História é essa?”.

Feira de Santana / 20 de dezembro de 2019 - 10H 52m

Falta de energia elétrica afeta abastecimento de água em Feira de Santana e região

A interrupção no fornecimento de energia elétrica, ocorrido nesta sexta-feira, 20, afetou o funcionamento dos equipamentos elétricos que fazem o bombeamento do sistema de abastecimento de água da Embasa. Assim que o fornecimento de energia for reestabelecido pela Coelba, o abastecimento de água será retomado. O prazo para normalização do serviço será dado quando o sistema voltar ao seu funcionamento. A Embasa recomenda que a população economize água ainda armazenada nos reservatórios domiciliares.

Bahia / 19 de dezembro de 2019 - 19H 29m

Governo do Estado formaliza parceria com TRE para cadastro biométrico na rede SAC

Eleitores baianos têm até o dia 18 de fevereiro para fazer o cadastro biométrico. Para facilitar o processo de cadastramento, o Governo do Estado e o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) firmaram um termo de cooperação, nesta quinta-feira (19), para que os postos fixos e móveis do Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC) disponibilizem o serviço de cadastramento. Com a medida, a Bahia deverá ser o primeiro grande estado brasileiro a ter 100% do eleitorado cadastrado biometricamente. O termo de cooperação foi assinado pelo governador Rui Costa e pelo presidente do TRE, Jatahy Júnior. “A Bahia tem distritos que ficam até 300 quilômetros distantes de suas sedes, onde é difícil até mesmo chegar a informação da necessidade de se fazer este cadastramento. Então, colocamos o Governo do Estado à disposição do TRE para, havendo outras formas de colaboração possíveis, possamos ajudar nessa tarefa de biometrizar 100% da população”, afirmou Rui. O presidente do TRE, Jatahy Júnior, destacou que a parceria inclui “tanto o serviço oferecido nos postos fixos do SAC como nos móveis. Isso vai ajudar no fechamento com chave de ouro desta nossa missão de biometrizar o eleitorado da Bahia. O último prazo para o eleitor fazer a biometria é o dia 18 de fevereiro, e os números já são bastante otimistas. A Bahia será o primeiro estado de grande porte a ter 100% do seu eleitorado biometrizado”. Já o secretário da Administração, Edelvino Góes, disse que “este convênio cria condições tanto do ponto de vista técnico, da adequação dos espaços do SAC para a instalação dos coletores, como também da capacitação dos servidores para a coleta da biometria”.

Foguetinhos Velamados / 19 de dezembro de 2019 - 08H 42m

Foguetinhos Velamados

*Targino e Zé Ronaldo almoçaram juntos mas a indigestão deu foi em Colbert.

*Zé Neto importou deputado de Salvador para ter amigo na política de Feira.

*Os 60 dias de férias dos vereadores seria mais revoltante se eles fizessem falta.

*Iluminação de Natal feirense iluminou a campanha de muita gente.

*Tem vereador acendendo vela no altar para um candidato e jurando que reza para outro.

*Proeza. O casal Pimentel consegue ser patético apoiando e criticando Bolsonaro.

*Por que todo idiota acha que é preciso puxar saco pra se destacar?

*Ouça o Podcast Para Quem Merece!

 

Bahia / 18 de dezembro de 2019 - 06H 12m

IPVA fica 3,56% mais barato para os baianos em 2020

O Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) ficará em média 3,56% mais barato para os contribuintes baianos em 2020. Os valores constam em tabela a ser divulgada nesta quarta-feira (18), pela Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz-BA), com o calendário de pagamento do imposto. A queda mais acentuada com relação ao IPVA 2019 beneficiou os utilitários, que vão pagar 4,35% a menos. Em seguida, vêm os automóveis, com 4,20%. Para ônibus e micro-ônibus, o imposto ficará 3,93% menor. Já para as motos e caminhões, a queda no valor do imposto será de 2,72% e 2,62%, respectivamente. Os novos valores baseiam-se em pesquisa realizada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), com base nos preços praticados no Estado em outubro de 2019. As informações estarão disponíveis também no site da Sefaz-BA. O IPVA é a segunda fonte de arrecadação tributária do Governo do Estado. A frota tributável da Bahia é de cerca de dois milhões de veículos. O secretário da Fazenda do Estado, Manoel Vitório, ressalta que o valor arrecadado é dividido meio a meio com o município onde o veículo foi emplacado.

Histórico

2019
set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2018
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2017
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2016
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2015
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2014
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2013
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2012
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2011
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2010
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2009
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2008
dez | nov