×
Café das 6 / 11 de março de 2020 - 10H 21m

Micareta cancelada? A história se repete!

Câmara de Feira / 10 de março de 2020 - 17H 39m

Vereador denuncia irregularidades na compra de lâmpadas de LED em Feira de Santana

Na sessão ordinária desta terça-feira (10), o vereador Roberto Tourinho (PV) denunciou irregularidades em uma licitação realizada pela Prefeitura de Feira de Santana, para a compra de lâmpadas de LED. Tourinho afirmou que lhe causou estranheza o fato de uma empresa que ficou em décimo lugar num processo licitatório ter sido contratada pela Prefeitura de Feira de Santana. “A organização criminosa quis que a empresa Unicoba Energia S.A fosse a vencedora, mas no certame ela colocou um valor de R$ 2 milhões a mais que a M.M. Materiais Elétricos. E, no dia 7 de março, essa organização publicou a revogação do processo licitatório. Em 15 de janeiro, Colbert concedeu uma entrevista e confessou que contratou a empresa Unicoba, 10ª colocada na licitação, para prestar serviço ao Município. E, nos causou estranheza como a 10ª colocada foi contratada. O prefeito anunciou que fez uma associação à ata de registro de preço de Salvador comprando da mesma empresa que vendeu para Salvador, qual seja a Unicoba”,explicou.  Tourinho também denunciou que o Diário Oficial do Município do dia 07 de março de 2019, trouxe que a licitação para a compra de lâmpadas de LED foi revogada, entretanto, no site do Banco do Brasil – local que ficam disponíveis todos os pregões eletrônicos – a licitação constava de outra forma. “A Prefeitura anuncia a revogação, mas, no sítio do Banco do Brasil, está como suspensa”, disse.  Para ele, diversas ilegalidades foram cometidas pela Prefeitura de Feira de Santana, na licitação das lâmpadas de LED, em virtude disso, o vereador protocolou no Ministério Público Estadual uma representação criminal contra o prefeito Colbert Filho e outros membros da administração pública municipal, além disso ele anunciou uma Ação Popular na 2ª Vara da Fazenda Pública, que em caráter liminar, vai pedir a suspensão do contrato entre a Prefeitura e a empresa.

Café das 6 / 10 de março de 2020 - 09H 53m

Café das 6 – 10/03/2020

Feira de Santana / 09 de março de 2020 - 20H 28m

Prefeito afirma que não está em análise, por enquanto, suspensão da Micareta

Não há razão, neste momento, em razão de dois casos confirmados do coronavírus no município, para uma decisão de cancelamento da Micareta 2020, afirma o prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins Filho. O chefe do Executivo, profissional da medicina, observa que o quadro se encontra sob controle, até aqui. Para ele, segmentos da imprensa tem interpretado equivocadamente sobre uma consulta do Ministério Público, acerca do assunto. “Tem sido divulgado que a Promotoria de Justiça propôs o cancelamento da Micareta, o que não é verdadeiro. Um promotor solicitou da secretarias Municipal e Estadual de Saúde informações sobre o risco de transmissão do coronavírus durante a festa. A resposta ainda não foi dada e o assunto será devidamente examinado pelos técnicos”, disse. Colbert Filho informa que em Feira de Santana o Comitê Municipal de Acompanhamento das Ações de Controle ao Coronavírus tem obtido êxito em seu trabalho, desde que foi criado na semana passada. Exames de familiares com as quais as duas mulheres infectadas mantiveram contato deram negativo, o que significa que o vírus não está em cadeia de transmissão neste Município. Para o prefeito, é preciso aguardar, antes de se tomar uma decisão que impactaria fortemente na economia e nas expectativas de milhares de feirenses que esperam o ano inteiro pela Micareta. “Saude à frente de tudo, essa é a prioridade. As portas estarão sempre abertas para a análise de fazer ou não a festa, o que dependerá do andamento desse controle do vírus em nossa cidade. Devemos ter muita cautela para não haver precipitações”.

Bahia / 09 de março de 2020 - 20H 19m

Governador discute com prefeitos o fortalecimento da Região Metropolitana de Feira

O fortalecimento da Região Metropolitana de Feira de Santana (RMFS) foi discutido durante encontro entre o governador Rui Costa e prefeitos da região, em Feira de Santana, nesta segunda-feira (9). A RMFS é instituída por lei e agrupa municípios com vistas ao planejamento e à execução de funções públicas e serviços de interesses comuns. Rui destacou que os prefeitos dos municípios baianos, de uma forma geral, já sabem da importância de trabalhar políticas públicas de forma coletiva, em função dos consórcios de saúde que têm sido bem sucedidos, e citou outras vantagens. “A grande vantagem é que as regiões metropolitanas podem ter aporte de recursos para ações deliberadas e planejadas coletivamente. Quando o Governo Federal, até recentemente, tinha maior investimento público, como nas obras do PAC, por exemplo, muitos financiamentos eram restritos a essas regiões. Também existem emendas parlamentares que são destinadas a regiões metropolitanas e que não podem ser destinadas a municípios individualmente. Então, se ganha um status que, dentro do marco legal brasileiro de planejamento urbano, deveria ter prioridade na alocação de recursos”, ressaltou o governador. Segundo o secretário estadual do Planejamento, Walter Pinheiro, o próximo passo para a consolidação da RMFS será a implantação do seu Conselho de Desenvolvimento. “Para tanto, é de capital importância a instituição do Regimento Interno do Conselho de Desenvolvimento da RMFS, com vistas a sua regulamentação e efetiva atuação”, disse. Ainda de acordo com Pinheiro, a implantação de um Centro Logístico Integrado deve figurar entre os temas prioritários da RMFS, gerando melhor arrecadação, emprego e renda. “Esta região é, hoje, um dos principais hubs de circulação de produtos do país. Praticamente tudo o que passa do Norte para o Sul, e que adentra o Centro-Oeste, passa por esta região”. O secretário estadual de Desenvolvimento Urbano, Nelson Pelegrino, também elencou outros temas que devem ter políticas públicas integradas entre o Estado e a RMFS, como o saneamento, a mobilidade, a segurança pública, o turismo e a gestão de resíduos sólidos. “Estamos debruçados neste momento na elaboração de planos setoriais, que serão reunidos num Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado”, afirmou Pelegrino.  O prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins, assegurou que o encontro foi um passo importante para o fortalecimento da RMFS. “Estamos avançando de forma bem adequada e profissional. A constituição do nosso Conselho de Desenvolvimento, que é a representação de todos os prefeitos da sociedade civil, é o passo seguinte na parte técnica, para podermos fazer os projetos. Isso ficou aberto ainda pra definirmos se essa agência de desenvolvimento vai ser uma constituição própria da região metropolitana ou terá ajuda de outra agências de desenvolvimento que o Estado já tem. Outro passo é a criação de um fundo da região metropolitana para onde os recursos todos vão ser drenados. Têm recursos do Orçamento Federal que podem ser colocados no interesse dos municípios. Eu fiquei muito alegre porque acho que nós estamos dando um passo consequente para o crescimento da nossa região como um todo”, comentou.  Também participaram do encontro os prefeitos de Amélia Rodrigues, Anguera, Conceição da Feira, São Gonçalo dos Campos, Serra Preta, Santa Bárbara, Ipecaetá, Candeal, Antônio Cardoso, Riachão de Jacuípe, Tanquinho, Coração de Maria, Santanópolis e Conceição de Jacuípe.

Café das 6 / 09 de março de 2020 - 09H 47m

Café das 6 – 09/03/2020

Feira de Santana / 07 de março de 2020 - 21H 25m

Conheça a história do cidadão que acompanha todas as sessões da Câmara de Feira

Por João Guilherme Dias

O ano era 1997, o mês era setembro. Nesse período, um dos personagens que no futuro seria um dos mais conhecidos da política feirense, deixou a sua cidade natal, Santanópolis com destino à Feira de Santana pela primeira vez. Dessa data em diante, quem alguma vez já foi até a Câmara de Vereadores de Feira já o viu, quem já participou de algum evento político na cidade já o viu, quem anda pelo Centro de Feira já o viu. Sempre vestido com terno surrado, colares no pescoço, prancheta com a ordem na mão, capacete branco enfeitado com adesivos de partidos e um grande sorriso no rosto. O nome dele de batismo é Manuel Teles Ferreira, mas nas ruas de Feira é conhecido como “Engenheiro” ou “MTF”. Atualmente com 54 anos, MTF já vendeu picolé, sorvete, água mineral e foi pedreiro. Agora, aposentado pelo INSS recebe um salário mínimo por mês e afirma orgulhosamente morar no bairro George Américo. O aposentado gosta de acompanhar a política baiana e conta que já participou de sessões da Assembleia Legislativa da Bahia e da Câmara de Vereadores de Salvador. Questionado sobre o motivo da frequente presença na Casa da Cidadania de Feira ele se disse feliz com o ato de cidadania. “Eu me sinto muito feliz aqui no Plenário Maria Quitéria acompanhando as sessões, junto com a comunidade”, contou a reportagem. Os trabalhos legislativos na Câmara de Feira acontecem às segundas, terças e quartas, começam sempre às 8h30, mas, Manuel disse que sai do bairro George Américo às 6h horas da manhã com destino ao Centro da cidade para, no horário regimental, estar presente na galeria da Câmara. Não falta nenhum dia e vai sempre a pé. “Eu vou e volto a pé, recentemente eu acidentei minha perna, peguei ônibus por uns cinco dias, mas eu não vou pegar coletivo, quem anda em ônibus lotado é sardinha! Eu me sinto muito mais confortável andando a pé do que em coletivo cheio”, desabafou. Além das sessões na Câmara, Manuel não perde nenhum evento político que acontece na cidade. Ele revelou que descobre as datas, horários e locais de eventos políticos que acontecem em Feira de Santana porque é “pirata do rádio”. Ler livros e participar de cultos em igrejas evangélicas são as distrações de MTF quando não está em eventos políticos. MTF revelou ainda ter um sonho. Ele que ir à Brasília. “Visitar o Congresso Nacional, andar pelo Plenário Presidente Juscelino Kubistchek”, disse. O que MTF mais gosta de fazer? “Andar no meio do povo, isso é o que eu gosto”.

Feira de Santana / 07 de março de 2020 - 20H 25m

Bahia confirma segundo caso do Novo Coronavírus (Covid-19)

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) confirmou neste sábado (7), o segundo caso do novo coronavírus (Covid-19) na cidade de Feira de Santana. Trata-se de uma mulher de 42 anos, trabalhadora doméstica, que teve contato domiciliar com a primeira paciente do estado com COVID-19, quando ainda esta ainda estava sintomática. Diferente do caso original, cujo contágio inicial foi na Itália, o novo caso trata-se de uma transmissão local do vírus, sendo agora considerado circulante no estado. Cabe ressaltar que as duas pacientes vinham sendo monitoradas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA) em conjunto com a Vigilância Municipal de Feira de Santana. Atualmente ambas se encontram em isolamento domiciliar, adotando todas as medidas de precaução de contato e evoluem clinicamente bem. As amostras foram coletadas na residência e analisadas pelo Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia (Lacen-BA), que a partir de hoje está autorizado a realizar os exames para detectar diretamente o Covid-19, sem necessidade de contraprova em laboratório de referência nacional. O resultado confirmando o diagnóstico foi concluído neste sábado (7). O primeiro caso importado do novo coronavírus (Covid-19) na Bahia é de uma mulher de 34 anos, residente na cidade de Feira de Santana, que retornou da Itália em 25 de fevereiro, com passagens por Milão e Roma, onde aconteceu a contaminação. A paciente veio manifestar os sintomas depois de ter chegado ao Brasil. De janeiro até às 17 horas de ontem (06), a Bahia registrou 93 casos notificados com suspeita clínica de infecção pelo novo coronavírus, sendo 21 excluídos por não se enquadrarem no protocolo do Ministério da Saúde, 33 foram descartados laboratorialmente e 38 aguardam análise laboratorial e um caso confirmado.

Feira de Santana / 07 de março de 2020 - 07H 34m

Cintia Machado é a nova secretária de Habitação

A ex-vereadora Cintia Daltro Machado é a nova secretária de Habitação e Regulação Fundiária de Feira de Santana. Ela assume o cargo que estava vago após a volta do vereador Eli Ribeiro à Câmara de Vereadores. A sua nomeação foi publicada na edição extra do Diário Oficial Eletrônico deste sábado, 7 de março.  A nova secretária declarou que pretende “dar continuidade ao trabalho que já estava sendo feito pelo ex-secretário e dar o melhor para ajudar as pessoas e somar no governo”.

Histórico

2019
set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2018
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2017
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2016
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2015
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2014
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2013
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2012
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2011
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2010
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2009
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2008
dez | nov