×
Feira de Santana / 08 de julho de 2020 - 17H 47m

Prefeitura suspende atividades na Estação Nova entre quinta e domingo

Toda e qualquer atividade econômica formal e informal, comércio em geral, inclusive a comercialização de carnes no Centro Comercial da Estação Nova, e entorno da área da tradicional Feira Livre, está suspensa entre esta quinta-feira, 09, e domingo, 12. A decisão do Governo Municipal faz parte das ações visando evitar a propagação do novo coronavírus.  A medida foi publicada através de decreto no Diário Oficial do Município, edição extra desta terça-feira, 07. A restrição não abrange farmácias, bem como restaurantes que estejam funcionando em regime de delivery, não sendo permitido o sistema de retirada no local; serviços de saúde; laboratórios de análises clínicas; estabelecimentos que forneçam insumos hospitalares. Na área da Feira Livre da Estação Nova, e do seu entorno, nos dias 09 e 10 de julho (quinta e sexta), poderão funcionar supermercados e mercadinhos; agências bancárias e lotéricas.

Feira de Santana / 08 de julho de 2020 - 17H 20m

Prefeitura de Feira recolhe peças publicitárias do Governo instaladas indevidamente

Peças publicitárias com a marca do Governo do Estado fixadas em muros no Parque Panorama, no bairro Tomba, foram recolhidas pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Semmam), na sexta-feira, 3. O material não possui licença ou autorização da Prefeitura de Feira de Santana para ser fixado em área pública desse município. Foram recolhidas três peças. No entanto, é provável que o material tenha sido instalado em outros bairros da cidade. A informação é do titular do órgão municipal, Arcênio Oliveira. “Até a manhã desta segunda-feira (6) foram recolhidas três placas, mas já estamos percorrendo outros bairros no sentido de identificar mais peças instaladas em outras vias do município”, afirma. O número de engenho vai facilitar esse trabalho. “Tudo indica que há cerca de 170 destes materiais espalhados pela cidade”, destaca. Nas peças, confeccionadas pela empresa Move Painéis Dinâmicos, cuja sede fica em Salvador, constam decreto de autorização da Prefeitura da Capital.  A empresa será multada, cujo valor pode chegar a R$ 3 mil por placa instalada.  O combate à poluição visual em Feira de Santana está baseado na Lei Ambiental de nº 120/18. Conforme o artigo 73 “é considerada poluição visual a limitação ou modificação à visualização pública dos espaços protegidos, do atributo cênico do meio ambiente natural, cultural ou da paisagem urbana, sem a devida permissão do Poder Público Municipal por qualquer veículo de comunicação”.   Já o artigo 74, também da Lei de nº 120/18, considera como poluição visual “o excesso de elementos ligados à comunicação visual, como cartazes, anúncios, propagandas, banners, totens, placas e outros que promovam o desconforto espacial e visual nos ambientes urbanos”. No Panorama, o material com a publicidade do Governo do Estado estava fixado em muros de residências e estabelecimentos comerciais situados na rua Contendas do Sincorá. De acordo com o fiscal da Semmam, Roberto Portugal, as placas recolhidas pelo órgão municipal medem 2X1 m. “Pela numeração de engenho acredita-se que várias placas foram instaladas no município”, diz. Afirma ainda que para instalar uma peça publicitária em via pública, o interessado deve solicitar a autorização prévia à Semmam informando o tipo de peça e o material que será utilizado, as medidas e o layout, bem como efetuar o pagamento da TLP (Taxa de Licença de Publicidade). O órgão municipal, por sua vez, ficará responsável em conceder ou não a autorização.

Feira de Santana / 08 de julho de 2020 - 12H 33m

Polícia Civil paralisa atividades por 24 horas na Bahia por melhores condições de trabalho

Por Dandara Barreto
[email protected]

Os policiais civis da Bahia estão com as atividades paralisadas pelas próximas 24 horas.
A categoria pede a implantação do protocolo de biossegurança nas delegacias territoriais e pagamento de insalubridade para todos os policiais civis. O diretor do Sindicato dos Policiais Civis em Feira de Santana (SINDPOC), Joseval Costa informou que a decisão foi tomada durante uma assembléia extraordinária virtual, que aconteceu na última quinta feira (2). Segundo ele, cerca de 300 policiais civis foram infectados com a Covid-19 no estado. “Aqui em feira de santana, houve um número muito grande de infectados no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher(DEAM)”. Afirmou o diretor.  De acordo com Costa, a SSP está sendo omissa com relação à pandemia do novo coronavírus, já que não estabeleceu um protocolo de segurança sanitária. A categoria quer que sejam obedecidas as normas e os protocolos de biossegurança, fornecimento de equipamentos de proteção individual, assim como testagem para todos os policiais civis que têm contato com presos custodiados. De acordo com Joseval Costa, conforme estabelece a lei, 30% do quadro efetivo está trabalhando, mas apenas os serviços de flagrante de delito e levantamento cadavérico estão sendo realizados no dia de hoje. Nós entramos em contato com a polícia civil de Feira de Santana que informou que aqui na cidade a adesão foi total.  Não conseguimos contato com a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) para saber o seu posicionamento sobre a situação

Feira de Santana / 07 de julho de 2020 - 20H 41m

Novos leitos de UTI já estão funcionando no Hospital de Campanha

Oito novos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) já estão disponíveis para receber pacientes cometidos pela Covid-19 no Hospital de Campanha da Prefeitura de Feira de Santana. Os novos leitos começaram a funcionar na noite desta terça-feira, 7. O prefeito Colbert Martins Filho anunciou em suas redes sociais. Com isso, o Hospital de Campanha passa a contar com 18 leitos de UTI e 40 leitos clínicos – estes não foram ampliados, pois a demanda de ocupação é baixa. A medida visa reforçar o atendimento aos pacientes do novo coronavírus e não colapsar a saúde no município. “Acabo de sair do Hospital de Campanha. Conforme anunciamos ontem, colocamos à disposição da população, agora a noite os oito novos leitos de UTI, prontos para receber pacientes em regulação”, disse o prefeito. Ele ressaltou que “tem trabalhado dia e noite, buscando sempre o melhor para todos, principalmente neste momento em que estamos enfrentando uma fase difícil devido ao amento de casos em nossa cidade”

Feira de Santana / 07 de julho de 2020 - 18H 52m

Saiba quanto custa cada serviço do Hospital de Campanha de Feira

O Hospital de Campanha de Feira de Santana deve ser ampliado, segundo anunciado pelo prefeito Colbert Filho(MDB) em coletiva essa semana. A unidade, que atualmente conta com 50 leitos clínicos e 10 UTIs, deve ganhar mais 10 leitos de UTI exclusivos para pacientes em tratamento da covid-19. O Blog do Velame teve acesso ao atual contrato emergencial entre a Prefeitura de Feira e a Associação de Proteção a Maternidade e Infância de Ubaira para gestão do hospital. O documento descreve as especificações dos trabalhos a serem executados no hospital, em razão da calamidade pública referente ao novo coronavírus. Pelos 3 meses de vigência do contrato, a Prefeitura deve pagar R$ 8.343.008,21 para a Associação. Os valores dos serviços contratados estão descritos no documento. Por exemplo, constam gastos de R$ 186 mil mensais com medicamentos, R$ 471 mil com salários, R$ 46 mil com gases medicinais, R$ 32 mil com manutenção predial e R$ 215 mil mensais com serviços terceirizados, que não foram especificados. Para o pagamento de médicos através de contratação de pessoa jurídica, consta na planilha o valor de R$ 493 mil por mês. Os serviços de lavanderia do Hospital de Campanha custarão aos cofres públicos R$ 173 mil por 3 meses. A higienização da unidade terá custo de mais R$ 96 mil pelo mesmo período. A locação de uma ambulância, segundo a planilha custou R$ 54 mil. Os serviços laboratoriais totalizaram R$ 480 mil. O hospital é obrigado a ofertar exames como: ultrassonografla, tomografia computadorizada, ressonância magnética, eletrocardiograma, exames de radiologia clínica e de bioquímica, hematologia, microbiologia (baciloscopia), hemogasometria e uroanálise. Na descrição da planilha consta ainda o item “outras despesas” no valor total de pouco mais de R$ 1 milhão. O Hospital de Campanha de Feira foi aberto no dia 4 de junho.  Veja abaixo a planilha.

Bahia / 07 de julho de 2020 - 13H 42m

Rui e Neto apresentam protocolo comum de retomada da economia

O plano de abertura da economia na Bahia foi apresentado na manhã desta terça-feira (7), pelo governador Rui Costa e pelo prefeito de Salvador, ACM Neto, durante uma coletiva virtual. O principal critério adotado neste protocolo comum é a capacidade de o poder público ofertar leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) à população baiana, de forma a priorizar a preservação de vidas. O governador lembrou que os critérios e medidas que integram o protocolo valem não só para a capital, mas como para todo o território estadual, e que a primeira fase do protocolo só será ativada quando a taxa de ocupação de leitos de UTI permanecer em 75%, por pelo menos cinco dias seguidos. “São parâmetros que valem não só para a capital mas para todo o território estadual e que foram feitos conjuntamente entre Estado e Prefeitura. Nosso desafio é reduzir o número de óbitos, que nos últimos dias se manteve entre 50 e 60 diários. Por isso intensificamos, da última semana para cá, a orientação de internamento daqueles pacientes que procuram UPAs e unidades de saúde, justamente para reduzir o número de pacientes em UTIs e, consequentemente, o número de óbitos. A nossa prioridade é salvar vidas”, enfatizou Rui. Rui comentou ainda que, nos próximos dias, o Estado vai abrir novos leitos de UTI em diferentes regiões da Bahia. “Progressivamente, continuamos a abrir leitos de UTI no interior, a exemplo dos 40 instalados em Feira, no novo Clériston Andrade que está passando pelos últimos ajustes antes da abertura. Além disso, vamos abrir mais 10 em Valença, 10 em Jequié, 10 em Itabuna, 10 em Eunápolis, e ainda novas unidades de pronto atendimento em cidades como Jaguaquara e Gandu”, listou o governador. Para Neto, a elaboração de um protocolo conjunto permitirá uma melhor compreensão da sociedade, bem como garantirá a segurança e transparência de todas as decisões tomadas de agora em diante. “Não tenho dúvida que a decisão de fazer um protocolo comum foi a mais acertada. Nossas equipes técnicas se juntaram, dialogaram exaustivamente e chegaram a esse plano de abertura que será ativado gradativamente e por três diferentes estágios”. A Fase 2 só será ativada quando a taxa de ocupação de leitos de UTI se mantiver em 70%, também por, no mínimo, cinco dias. Já a Fase 3 só será colocada em prática quando o Estado alcançar taxa igual ou menor a 60%, também por pelo menos cinco dias. “Diante desse cenário, as atividades serão retomadas gradualmente, mas respeitando as diferentes fases, a exemplo de shopping centers e centros comerciais, que, na Fase 1, terão funcionamento escalonado para não impactar no transporte público e também terão que seguir uma série de regras, a exemplo de só permitir uma pessoa a cada nove metros quadrados nas áreas comuns e uma a cada cinco, dentro das lojas e, ainda, a utilização de apenas 50% das vagas de estacionamento”, exemplificou Neto. Atividades relacionadas à educação, futebol profissional, e à frequência em parques, praias e demais espaços públicos terão protocolos específicos, que ainda serão divulgados.
Feira de Santana / 07 de julho de 2020 - 13H 41m

Teste revela se você teve covid mesmo sem apresentar sintomas

A subnotificação é um dos principais desafios impostos pela pandemia do novo coronavírus às autoridades de todo o país, já que os dados sobre infectados pela doença auxiliam na tomada de decisão acerca da forma mais eficaz de controlar a sua disseminação. Atualmente, a grande maioria dos casos notificados resultam de pacientes que precisaram de acompanhamento médico, assim como sintomáticos ou não, que buscam os laboratórios de análises clínicas para saberem se estão com o vírus ou os seus respectivos anticorpos. Mas agora, para as pessoas que tiveram alguns sintomas há mais de 7 a 10 dias, mesmo leves, e queiram acabar com esta dúvida, o IHEF Laboratório oferece o método de Fluorescência, em Feira de Santana. Assim como o teste rápido, este é um exame sorológico que se pesquisa os anticorpos da classe IGG e IGM, mas com especificidade e sensibilidade muito maior, além de quantificar a quantidade destes anticorpos no sangue.  “Justamente pela rapidez para se ter o resultado, o teste rápido não mede a concentração do anticorpo, apenas a sua presença, é um teste qualitativo, explica o Farmacêutico Bioquímico do IHEF Laboratório, Dr. Marcus Machado. O exame é certificado pela Anvisa e o resultado é entregue no mesmo dia.  Através desse método é medido o anticorpo produzido pelo sistema imunológico (IgG) após contrair a Covid-19 e que continua circulando no organismo. No entanto, o IgG é um anticorpo de longo prazo e só é possível medi-lo a partir de duas semanas da data de contágio. “É uma espécie de cicatriz que deixa sua marca, e mesmo após semanas é possível saber se a pessoa teve a doença, ainda que não tenha apresentando sintomas”, reforça o Bioquímico.  Ainda de acordo com Dr. Marcus Machado, tem se observado que existem pacientes em que o período do aparecimento dos anticorpos tem sido diferente. “Novas pesquisas têm demonstrado que existem outras formas de defesa imunológica no organismo, por isso, cada paciente pode apresentar um tempo de resposta”, conclui.  Os testes que resultam positivamente mesmo em laboratórios particulares também são notificados aos órgãos competentes. 

Café das 6 / 07 de julho de 2020 - 08H 33m

Café das 6 – 7 de julho 2020

Feira de Santana / 06 de julho de 2020 - 13H 34m

Rui Costa nega ter marcado data para inaugurar novo HGCA II

Em entrevista coletiva, o governador Rui Costa (PT) comentou o adiamento da abertura do Hospital Geral Clériston Andrade II em Feira de Santana. Segundo ele, nenhuma data de inauguração foi marcada. “Se alguém marcou não fui eu. Não divulgo data antes da obra ficar pronta”, justificou. O petista informou que os últimos ajustes da instalação do ar-condicionado estão sendo feitos e assim que a obra estiver  100% concluída avisará a imprensa. “Não tem ato de inauguração, vamos apenas fazer visita”.  Apesar de negar ter feito anúncio de inauguração do hospital, o principal aliado do governador na cidade, o deputado federal Zé Neto (PT) havia divulgado em diversas entrevistas e nas redes sociais que a abertura da unidade aconteceria nesta segunda-feira, 6 de julho.

Histórico

2019
set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2018
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2017
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2016
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2015
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2014
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2013
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2012
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2011
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2010
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2009
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2008
dez | nov