×
Feira de Santana / 10 de julho de 2020 - 06H 24m

Profissionais do Hospital de Campanha de Feira estão com salário atrasado

O Blog do Velame apurou que os funcionários do Hospital de Campanha de Feira de Santana estão com salários atrasados. O pagamento deveria ter sido efetuado no dia 7 de julho, mas até o momento a maioria dos profissionais de saúde não receberam. A unidade atende exclusivamente pacientes com covid-19 e é gerida pela Associação de Proteção a Maternidade e Infância de Ubaira (S3-Saúde).  O blog apurou ainda que, apesar do atraso, a Prefeitura de Feira de Santana já fez o repasse da verba desde o último dia 20 de junho.

 

10 de julho de 2020 - 06H 01m

Cidades baianas com aumento expressivo de casos de covid-19 terão medidas mais duras de restrição

Nesta sexta-feira (10), serão definidas medidas mais duras de restrição para diversas cidades baianas que vêm apresentando um crescimento acentuado no número de casos da Covid-19, nos últimos dias. A informação foi dada pelo governador Rui Costa, nEsta quinta-feira (09), durante uma transmissão ao vivo para atualizar os números da doença no estado.  O governador lembrou aos internautas que se reuniu virtualmente com mais de 60 prefeitas e prefeitos nas últimas horas, visando alinhar medidas para contenção do novo coronavírus nessas cidades. “Estou extremamente preocupado com o crescimento de casos registrado em alguns municípios baianos e, justamente por isso, decidi conversar com os prefeitos para entender o que levou a esse súbito aumento. A maior parte dos prefeitos apontou como causa os festejos juninos, já que muitas pessoas que moram no interior em sítios, fazendas ou mesmo casas fizeram festas que contaram com a participação de parentes de outras cidades e até de outros estados”, explicou. Rui lembrou que a Bahia não pode jogar fora os resultados alcançados nos últimos meses e que o isolamento social deve continuar a ser feito, sobretudo nessas cem cidades com elevação de casos. “Se essa situação se prolongar, poderemos chegar a um colapso do sistema de saúde da Bahia, por isso precisaremos endurecer as restrições nessas localidades. Nossa meta é e sempre será lutar para que vidas humanas sejam salvas. Também em função disso, orientei que os prefeitos façam o Internamento precoce de pacientes com sintomas e morbidades para tentar evitar que a situação se agrave”, contou.  Fazem parte da relação de cidades que passarão a ter medidas mais duras de circulação de pessoas municípios como Jequié e Jaguaquara. Nesta sexta-feira (10), o governador irá fazer uma nova reunião de alinhamento com os prefeitos restantes. Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 2.783 casos de Covid-19, 51 óbitos. Dos 98.319 casos confirmados desde o início da pandemia, 69.098 já são considerados curados, 26.893 encontram-se ativos e 2.328 tiveram óbito confirmado.
Feira de Santana / 10 de julho de 2020 - 05H 58m

Militares realizam descontaminação no Dispensário Santana

Frente ao atual contexto e seguindo as diretrizes do Comando Conjunto Bahia referentes ao controle do  COVID-19, o 35º Batalhão de Infantaria de Feira de Santana realizou, no dia 9 de julho, a descontaminação das instalações do Dispensário Santana. Referência em apoio psicossocial, o Dispensário assiste à 1098 famílias cadastradas, no tocante à distribuição de alimentos, além de abrigar pouco mais de 20 idosas com laços familiares rompidos, fragilizados ou sem esses. O pelotão de descontaminação, instruído e orientado pelas diretrizes de defesa Química, Biológica, Radiológica e Nuclear do Exército, atuou, com a devida atenção e cuidados, para proporcionar um ambiente mais seguro e propício para a manutenção das atividades do Instituto.

Feira de Santana / 09 de julho de 2020 - 13H 56m

Cem anos de um Santo na terra

Dandara Barreto
e-mail: [email protected]

Se te perguntarem quais foram as coisas mais importantes que aconteceram nos últimos cem anos, certamente, você se lembrará do que os livros de História te contaram.

Em cem anos, o mundo viveu duas pandemias, uma guerra mundial, 21 copas do mundo. O rádio chegou ao Brasil, posteriormente, a televisão. A mulher conquistou o direito de votar. O Brasil sofreu um golpe militar e reconquistou a democracia. Veio o advento do computador, depois, o da internet. A tecnologia passou a estar na palma da mão.

A história contada tem muitas páginas. Mas, e a história vivida?

Corinto Alexandre Moura sabe bem como é. Ele está completando 100 anos. Conhece a sensação de ter vivido cada acontecimento citado e se lembra bem, afinal, lucidez não lhe falta.

Valquiria Moura, sua filha, criou um perfil no instagram e alimenta com vídeos cheios de memórias. Em um deles, Seu Santo contou que o que o marcou mesmo, foi a Segunda Guerra Mundial. A riqueza de detalhes e datas impressiona.

“Em primeiro de setembro de 1939, Adolf Hitler declarou a Segunda Guerra Mundial. Entrou a Rússia, os Estados Unidos e o Japão e durou até 1945. O General Mascarenhas de Moraes, comandante da Força Aérea Brasileira, com 12 aviões, que ganharam o nome de Cruzeiro do Sul, bombardeou a capital da Alemanha, Berlim, e venceu a Alemanha. Em 1948 eu estive doente e fui a Salvador me tratar e pude assistir, na Barra, o governador Otávio Mangabeira fazer uma demonstração de como foi o bombardeio. Ele botou uma quantidade de tonéis vazios, representando Berlim, e o general Magalhães levantou voo dos 12 aviões e fez um percurso de 3 quilômetros no ar e descarregou bombas artificiais em cima dos tonéis. Foi uma coisa fantástica. A Barra estava lotada e eu estava lá”, comemora.

Seu Santo, como é conhecido, esbanja simpatia e poesia. Adora criar e recitar versos. Vestido na sua roupa branca e com seu chapéu Panamá na cabeça, exibe o talento que tem com as palavras. Ele diz que não sabe ao certo o motivo de ter o apelido de Santo, mas desconfia:

“Acho que é por que eu era bondoso”.

Quando perguntado qual a receita de viver tanto, ele diz que se ela existisse, fazer 100 anos não seria tão raro. Religioso, para ele, o segredo da longevidade é o consentimento de Deus.

“Tá na cara que é Deus quem dá o consentimento. Não é por isso. Nem por aquilo, não. Eu fui uma pessoa que lutei muito na vida e cheguei nessa idade com muita ajuda. Houve crises também, mas eu venci”.

Seu Santo nasceu em 9 de julho de 1920, em Riachão do Jacuípe, cidade a 78 km de Feira. Na juventude, mudou-se para a cidade de Gavião, onde conheceu sua esposa, dona Odália, já falecida. Ele lembra que até se casar era muito namorador e vaidoso. “Eu botava a minha gravata, o meu paletó e ia para a frente do espelho e adaptava a frase do poeta Castro Alves: – “Tremei! Tremei, pais de família! Santo Moura vai sair”.

Ainda hoje, a vaidade é uma característica forte em Seu Santo. E não é pra menos. Seu charme virou até um versinho pouco modesto.

“Santo Moura é charmoso, ninguém pode dizer que não. Santo Moura é charmoso em Feira e charmoso no saudoso Gavião”, recitou.

Ele conta que durante a juventude, trabalhou na roça e garantia o sustento dos seus muitos filhos com uma máquina de moer sisal.
Em 1974, trouxe seus filhos e esposa para Feira de Santana, para que eles pudessem estudar.
E obteve êxito. Todos tiveram acesso aos estudos e boa parte deles concluiu o ensino superior e até pós-doutorado (com título de verdade).

Sobre o momento que estamos vivendo, Seu Santo diz que o jeito é passar por tudo isso, mas conta que sente falta de ir no Centro de Abastecimento.

“Estou passando por esse momento aqui, sem fazer coisíssima nenhuma. Antes eu podia ir no Centro de Abastecimento passear, agora isso acabou, mas outro jeito não tem”, lamenta.

Os festejos do seu centenário foram antecipadamente planejados pelos seus 15 filhos (13 biológicos e 2 adotivos), 16 netos, 8 bisnetos e 2 tataranetos, mas, a pandemia do novo coronavírus, impediu que a família se reunisse para abraçá-lo. Mas, apenas a forma de comemorar mudou. 100 anos bem vividos não poderiam passar em branco. Ainda mais depois de ter vencido bravamente uma Chikungunya que contraiu há cerca de dois meses. A doença é conhecida pelas dores e limitações que costuma causar, mas, nem mesmo isso conseguiu impedir as comemorações.

A família decidiu celebrar a vida de Seu Santo do jeito que dá.
O dia começou com uma missa celebrada especialmente para ele e transmitida pela internet. Ao longo do dia, recebeu o carinho dos amigos e familiares, além de ter dado diversas entrevistas.

O discurso para o momento dos parabéns foi preparado e ensaiado por ele, semanas antes do grande dia e até hoje, foi mantido em segredo. Ele queria fazer surpresa para a família, mas antecipou um trechinho para a nossa reportagem. E adivinhem… É em forma de poesia.

“Hoje, 9 de julho, nesta maravilhosa data, eu botei a minha presença de fora, comemorando num espaço de várias horas e para voltar de novo, para comemorar 101 anos junto com a minha família e o povo em mais um ano de demora”.

A longevidade, a lucidez, o bom humor e a poesia de Seu Santo, são como um bálsamo em tempos tão difíceis como estes que estamos vivendo.
Ele superou e virou muitas páginas tristes da história. A lembrança, que muitas vezes traz dor, também traz aprendizado e esperança de que tudo passa e isso também passará.

Feira de Santana / 09 de julho de 2020 - 13H 37m

Secretário tem alta de UTI e interino assume a pasta

Dandara Barreto
e-mail: [email protected]

O secretário de planejamento Carlos Brito teve alta da UTI do hospital Eemec nesta quinta feira (09).

A notícia foi dada pela sua filha, Paula Brito, através de redes sociais. Segundo Paula, ele teve uma melhora e foi transferido hoje para um apartamento. Ela aproveitou para pedir que todos continuem em oração, para que seu pai saia logo do hospital. 

Carlos Brito esteve internado com COVID-19 na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Emec nos últimos 10 dias.

O Prefeito Municipal Colbert Filho nomeou Arcênio Oliveira, secretário municipal de Meio Ambiente e Recursos Naturais, para responder interinamente pela Secretaria Municipal de Planejamento, enquanto Carlos Brito se recupera.

Bahia / 09 de julho de 2020 - 13H 20m

86% dos municípios baianos não oferecem transparência nos gastos relacionados à pandemia

Dos 417 municípios baianos, nada menos que 359 não cumprem as exigências legais para dar transparência aos gastos que estão sendo realizados para o combate da pandemia da Covid-19. Isto significa que os gestores de 86% dos municípios baianos não estão permitindo aos cidadãos o controle e a fiscalização sobre os recursos públicos que estão sendo empregados nas ações de controle da disseminação da doença. Apenas 16 prefeituras, ou seja, 4% do total, têm cumprido plenamente o dever de informar sobre os gastos realizados contra a pandemia, de acordo com levantamento realizado pelo Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia, após análise das informações apresentadas nos sites oficiais das prefeituras. O resultado do levantamento foi apresentado  pelo presidente do TCM, conselheiro Plínio Carneiro Filho, que manifestou preocupação e alertou os prefeitos e demais gestores municipais para que promovam o mais rápido possível as adequações necessárias, visando “o cumprimento dos requisitos mínimos exigidos pela Lei de Acesso à Informação e pela Lei 13.979/2020, que dispõe sobre as medidas de enfrentamento da emergência na saúde pública”. Observou o presidente do TCM que, no levantamento realizado pelos técnicos da Corte de Contas, ficou evidente o descumprimento de dispositivos legais e de “princípios da boa prática de governança de recursos públicos, imprescindíveis para a transparência nas contratações emergenciais”. Destacou que estes gestores poderão, eventualmente, serem penalizados com sanções em razão do descaso com o dever de informar e de permitir a devida fiscalização por parte dos cidadãos. No estudo, com base em análise das informações expostas nos sites das prefeituras, 359 municípios (86% do total) não atenderam as exigências legais; 42 prefeituras (10%) atenderam apenas parcialmente as exigências da legislação; e 16 prefeituras (4%) atenderam plenamente o imposto pelas leis que disciplinam a matéria. Nenhuma das prefeituras dos municípios da Região Metropolitana de Salvador cumpriu, no período analisado, a obrigação de expor todas as informações sobre gastos na compra de insumos e serviços para o combate à pandemia. Os municípios que cumpriram as normas de transparências pública foram: Bom Jesus da Lapa, Bonito, Caetité, Candiba, Coaraci, Cocos, Curaçá, Iuiú, Lajedinho, Palmas de Monte Alto, Pindaí, Porto Seguro, São Gabriel, Serra Dourada, Una e Wenceslau Guimarães. Deles, seis estão situados na região Centro Sul baiano; dois no Centro Norte; dois no Extremo Oeste; quatro no Sul baiano; e dois no Vale do São Francisco. Segundo os técnicos do TCM que fizeram o levantamento – todos ligados à Diretoria de Assistência aos Municípios da Superintendência de Controle Externo – dentre os aspectos que ensejaram o descumprimento dos dispositivos legais destacam-se sites desatualizados e ausência de acessibilidade, entre outros. No relatório eles destacaram que a Lei 13.979/2020 estabelece que “todas as contratações ou aquisições realizadas com fulcro em seus dispositivos serão imediatamente disponibilizadas em sítio oficial específico na rede mundial de computadores (internet), contendo, no que couber, além das informações previstas no § 3º do art. 8º da Lei nº 12.527, de 18 de novembro de 2011, o nome do contratado, o número de sua inscrição na Receita Federal do Brasil, o prazo contratual, o valor e o respectivo processo de contratação ou aquisição”. Verificou-se, também, a ausência de cumprimento dos requisitos do §3º do art. 8º da Lei 12.527/2011 (Lei de Acesso à Informação), em especial a autenticidade, integridade e atualidade das informações.

Feira de Santana / 09 de julho de 2020 - 08H 54m

Instalação da central de ar-condicionado no HGCA II custou mais de R$ 3 milhões

Por @RafaelVelame

Prometido pelo Governo da Bahia para o dia 30 de maio, depois para 6 de julho o Hospital Geral Cleriston Andrade II, em Feira de Santana, continua sem data marcada para começar a receber pacientes. O principal motivo do atraso é a instalação da central de ar-condicionado e exaustão.  A empresa Climoar Climatização está finalizando a instalação que custou R$3.038.308,93 aos cofres públicos. O contrato sem licitação foi assinado no fim do mês de maio e publicado no Diário Oficial do Estado.  Pelo documento, a empresa teria até 150 dias para executar o serviço. O Secretário Estadual de Saúde, Fábio Villas Boas afirmou ao Blog do Velame que a central que está sendo instalada é elétrica e foi comprada para ser reserva da principal, que é alimentada por gás natural. Segundo ele, a central de ar condicionado principal do Hospital ainda não chegou da Coreia do Sul, onde foi comprada.  O novo hospital  incialmente receberá apenas pacientes com covid-19 e terá 40 leitos de UTI.

Feira de Santana / 09 de julho de 2020 - 08H 45m

TJ-BA decide que Embasa deve reduzir taxa de esgoto de 80 para 40%

Por Dandara Barreto
e-mail: [email protected]

A ação civil pública que pede a redução de 80 para 40% da cobrança da tarifa de serviço de esgotamento sanitário no município de Feira de Santana, teve parecer favorável do Tribunal de Justiça da Bahia. 

A ação foi movida pela Associação de Defesa e Proteção dos Direitos do Consumidor do Estado da Bahia (PROTEGE) em 2018 por conta do descumprimento de uma lei municipal de 2016 de autoria do vereador Pablo Roberto.
A Embasa recorreu e manteve a cobrança, porém na segunda-feira (dia 6), o Tribunal de Justiça da Bahia determinou o cumprimento da lei. O relator do processo é o desembargador Mário Augusto Albiani Júnior, que afirmou que o convênio entre a prefeitura e a Embasa não interfere no cumprimento da lei municipal.   

A Embasa informou que vai entrar com recurso e caso a tarifa definida na lei municipal seja julgada em definitivo, vai cumprir a decisão judicial.

Confira a nota na íntegra:

A Embasa vem cumprindo a tarifa de esgoto definida pelo decreto estadual 7.765/2000 e agindo conforme os termos da decisão proferida pela Presidência do TJ-BA no processo de suspensão de liminar e segurança Sls n. 8920324-30.2018.8.05.0000. Quanto à recente decisão do TJ-BA, ainda não publicada no processo 0510263-46.2018.8.05.0080, ela será objeto de recurso interposto pela Embasa. Caso o mérito sobre a aplicabilidade da tarifa definida na lei municipal venha a ser julgado em definitivo pelo seu deferimento, a Embasa adotará medidas imediatas para o fiel cumprimento da decisão judicial.

Os investimentos realizados pela Embasa, em Feira de Santana, incluem intervenções e obras estruturantes para melhorar a prestação do serviço de abastecimento de água e, também, ampliar a cobertura de atendimento desse serviço e do serviço de coleta, tratamento e destinação adequada de esgoto doméstico. Por isso, entre 2008 e 2018, a empresa investiu R$ 476 milhões, sendo R$300 milhões em abastecimento de água e R$ 176 milhões em esgotamento sanitário. Do total de recursos já investidos no município, mais da metade (R$288,5 milhões) são recursos próprios da Embasa provenientes da arrecadação de tarifa.

Atualmente, estão em andamento as tratativas para a assinatura do contrato de programa entre a Embasa e o município, com metas de investimentos da ordem de  661 milhões para a elevar a cobertura de atendimento dos serviços de água para 99% e esgoto para 90% até 2033, chegando a R$ 721 milhões até 2050.

 

Café das 6 / 09 de julho de 2020 - 08H 30m

Café das 6 / 9 de julho 2020

Bahia / 08 de julho de 2020 - 18H 06m

Ministro assegura mais de R$ 43 milhões em recursos federais para a Bahia

O secretário da Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas, conseguiu nesta quarta-feira (8), em Brasília, que o Ministério da Saúde ampliasse em R$ 43 milhões, o custeio de serviços já em funcionamento no estado, como as UTIs Covid de hospitais na capital e no interior. Na reunião com o ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello e os principais secretários do ministério, também ficou assegurado o envio de novos ventiladores pulmonares e até 500 mil kits de amplificação do RT-PCR, o que corresponde a mais de 70% do custo do exame molecular para Covid19. De acordo com o secretário, “o Ministério permitirá ainda que os recursos das emendas parlamentares da bancada da Bahia sejam utilizados para comprar equipamentos para montar hospitais, bem como enviarão medicamentos anestésicos para pacientes entubados, que estão escassos em todo o Brasil”, afirma Vilas-Boas. Os leitos de Terapia Intensiva que serão habilitados pelo Ministério da Saúde estão localizados nos municípios de Salvador, Feira de Santana, Jequié e Ilhéus. São unidades de referência para o tratamento de pacientes graves com o diagnóstico de coronavírus: Hospital de Campanha Arena Fonte Nova, Hospital Espanhol, Instituto Couto Maia, Hospital Geral Ernesto Simões Filho, Prohope, Hospital Estadual da Criança, Hospital Costa do Cacau e Hospital Geral Prado Valadares. Também foram realizadas reuniões com os secretários Luiz Duarte (Atenção Especializada à Saúde) e Arnaldo Medeiros (Vigilância em Saúde) ambos do Ministério da Saúde.

Histórico

2019
set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2018
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2017
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2016
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2015
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2014
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2013
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2012
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2011
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2010
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2009
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2008
dez | nov