×
Bahia / 27 de julho de 2021 - 11H 39m

Governador assina ordem de serviço que vai levar reconhecimento facial e de placas para 77 cidades

Setenta e sete cidades baianas passarão a contar com os Sistemas de Reconhecimento Facial e de Placas, que integram o ‘Projeto Vídeo Polícia’, lançado em 2018, e que agora será ampliado para a Região Metropolitana e  interior do estado.  A ordem de serviço foi assinada, nesta terça-feira (27), pelo governador Rui Costa e pelo secretário da Segurança Pública, Ricardo Mandarino. Desde o lançamento, a tecnologia já foi responsável pela prisão de 211 procurados  pela Justiça. O investimento, avaliado em aproximadamente R$ 665 milhões, inclui a prestação de serviço através do consórcio vencedor da licitação, o conglomerado Oi SA e Avante SA, por cinco anos.  Na primeira fase da expansão, a tecnologia chegará a 39 cidades da Região Metropolitana e do interior até o final deste ano. Os demais municípios terão os sistemas implantados até o final de 2022. “É a expansão de uma tecnologia em larga escala, sendo utilizada para localizar foragidos, socorrer pessoas e diria também para servir de apoio às funcionalidades das cidades em casos de atendimentos de emergência. Em 2018 tivemos o projeto piloto, agora, nessa expansão do reconhecimento Facial e de Placas, nosso foco inicial é direcionado para grandes cidades”, declarou o governador, Rui Costa. A expansão do projeto prevê a instalação de 4.095 câmeras, priorizando a implantação nos municípios com maior quantidade de habitantes, índices criminais, entre outras condições. Diferentemente da primeira contratação, que foi feita com a aquisição das câmeras, a ampliação do sistema adotará a implantação de pontos de imagens, o que permite a atualização dos equipamentos  à medida em que a tecnologia avance, sem novos custos para o Estado. “Todo o processo licitatório foi acompanhado pelo Tribunal de Contas do Estado, Ministério Público e Procuradoria Geral do Estado. Tomamos todas as medidas para garantir a lisura no processo”, afirmou o secretário da Segurança Pública, Ricardo Mandarino. O protocolo de atuação policial em casos de alerta continua o mesmo, com  a confirmação da identificação pessoal e, em casos de confirmação, condução para unidade da Polícia Civil.

Inovação

Além de aumentar o número de municípios atendidos pela tecnologia, o projeto traz mais uma inovação, a adoção de  3.917 terminais de rádio comunicação de voz, vídeo e dados que serão implantados em viaturas das unidades da Polícia Militar da capital e região metropolitana. Os chamados rádios transceptores permitirão o acesso imediato das equipes policiais nas ruas aos alertas emitidos pelos sistemas de reconhecimento facial e de placas, em tempo real. O equipamentos visam a diminuir o tempo-resposta na localização dos suspeitos alertados pelo sistema. Antes da expansão, apenas o Centro Integrado de Comunicações recebia o alerta e realizava acionamento da equipe mais próxima para ajudar a encontrar o procurado. Além de receber os alertas em tempo real, os rádios transceptores também permitem a gravação de imagens no momento das abordagens. O superintendente de Telecomunicações, coronel Renato Lima, apresentou uma simulação em tempo real sobre o funcionamento dos sistemas de reconhecimento Facial e de Placas. “Podemos afirmar que esse é o maior investimento em tecnologia em prol da segurança pública realizado pelo estado e, sem dúvidas, um dos maiores do país”, afirmou o superintendente de Gestão  Tecnológica e Organizacional, coronel Marcos Oliveira. Informações como a existência de mandados de prisão,  foto e dados pessoais do foragido – cadastradas no banco de dados da Secretaria da Segurança Pública – chegarão no terminal, que pode ser instalado no painel da viatura ou disponibilizado de forma móvel.

Bahia / 26 de julho de 2021 - 17H 57m

Últimos dias para placas de final 9 e 0 pagarem IPVA com 5% de desconto

Vence nessa semana o prazo para os proprietários de veículos com placas de final 9 e 0 aproveitarem o desconto de 5% no pagamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) de 2021, em cota única. Os prazos se encerram nos próximos dias 29 e 30 de julho, respectivamente. As datas podem ser consultadas na tabela do IPVA 2021 do Estado da Bahia, disponível no www.sefaz.ba.gov.br, Canal Inspetoria Eletrônica. A Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia (Sefaz-BA) alerta ainda que os proprietários de veículos com placas de final 5 e 6 têm também até os dias 29 e 30 de julho, respectivamente, para pagar o IPVA em cota única e sem desconto. Caso o proprietário não regularize o imposto e o licenciamento, o automóvel ficará com a documentação irregular. As placas de final 1, 2, 3 e 4 já perderam o prazo para quitação do imposto. O contribuinte pode fazer o pagamento em uma agência, um caixa eletrônico ou um aplicativo do Banco do Brasil, do Bradesco ou do Bancoob, bastando apenas apresentar o número do Renavam. Para quem estiver elegível, o desconto de 5% no IPVA é calculado automaticamente no momento da transação.

Parcelamento

Os proprietários de veículos com placas terminadas em 9 e 0 podem optar ainda por dividir o IPVA em três parcelas, sem o desconto. Para isso, basta observar os vencimentos das cotas na tabela, também de acordo com o número final da placa do veículo. Quem perder o prazo da primeira cota deixa de ter o direito ao parcelamento em três vezes, devendo efetuar o pagamento integral do imposto até a data da última parcela.

Todas as informações poderão ser consultadas neste site, Canal Inspetoria Eletrônica – IPVA, ou pelo call center da Secretaria da Fazenda do Estado, no 0800 071 0071 (ligações de telefone fixo) e no 71 3319-2501 (para ligações de celular ou de telefone fixo). Os débitos referentes à taxa de licenciamento e às multas de trânsito deverão ser pagos até a data de vencimento da terceira parcela. Os débitos anteriores do IPVA ainda não notificados também podem ser divididos em três vezes, juntamente com o IPVA 2021. No entanto, o proprietário que perder o prazo da primeira cota deixa de ter o direito ao parcelamento.

Feira de Santana / 26 de julho de 2021 - 17H 47m

Vacinação para segunda dose retorna nesta terça-feira

Nesta segunda-feira, 26, não acontece a vacinação contra a Covid-19, devido ao feriado municipal. A imunização para a segunda dose retornará amanhã, 27, das 8h às 17h, nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), na zona rural e distritos e em 21 Unidades de Saúde da Família (USFs).
 Para receber a segunda dose é preciso apresentar a caderneta de vacinação com registro de aplicação da primeira dose, RG, CPF e comprovante de residência no nome da pessoa a ser vacinada, de pai ou mãe ou com alguma comprovação de vínculo. Se for aluguel, um documento de locação.
Feira de Santana / 25 de julho de 2021 - 22H 43m

Escritoras e intelectuais negras são homenageadas pela Seduc

A produção intelectual das mulheres negras será destaque a partir deste domingo, 25, até o próximo dia 31 de julho. A indicação das obras será feita também por mulheres negras, nas redes sociais da Secretaria Municipal de Educação. Em vídeos e textos, as convidadas vão ressaltar a importância da representatividade para elas e como a educação/cultura transforma o contexto de uma sociedade ainda preconceituosa e racista.  O primeiro vídeo, apresentado pela secretária da pasta, professora Anaci Paim, já está disponível. A iniciativa, que marca o “Julho da Mulher Negra”, é da própria Seduc. Para conferir o conteúdo, acesse as redes sociais: Instagram (https://www.instagram.com/seducfsa/) e Facebook (https://www.facebook.com/seducfsa ). A ação acontece em alusão ao Dia Internacional da Mulher Negra, Latina e Caribenha, que transcorre neste dia 25 de julho . A data foi instituída durante um encontro de mulheres negras na República Dominicana, em 1992, com intuito de lutar contra as opressões de raça e gênero. E no Brasil tornou-se lei em 2014, com a criação do Dia Nacional de Tereza Benguela e da mulher negra.  Tereza de Benguela foi uma líder e heroína quilombola, que viveu no século XVIII e se tornou símbolo de força, liderança e resistência. Ela assumiu o quilombo Quariterê, localizado na região do Mato Grosso, e resistiu por mais de duas décadas de liderança contra a escravidão na região.
Uma data reflexiva
Um dia que duplamente proporciona reflexões sobre o racismo e o sexismo no Brasil. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população negra, de pretos e pardos, compõe 56% do contingente brasileiro; desta porcentagem, 28% é representada por mulheres negras.
Mesmo as negras sendo uma grande parcela da população, os números relacionados a sua atuação no mercado de trabalho, salário e ocupação em cargos de liderança são menores quando comparados a outros grupos populacionais.
Elas chegam a ganhar menos da metade do salário de homens brancos no Brasil. Como também são as principais vítimas de feminicídio e violência doméstica no país. Além de estarem na base da pirâmide socioeconômica do país.
Segundo a escritora Conceição Evaristo, “o imaginário brasileiro, pelo racismo, não concebe reconhecer que as mulheres negras são intelectuais”.
Para ir contra essa corrente no contexto social e histórico que permeia a vida dessas pessoas, a Secretaria Municipal de Educação, através de suas redes sociais, evidencia este ano a produção intelectual, científica e literária dessas mulheres que muitas vezes são referências em suas áreas.
 “A indicação de leitura de obras cujas autoras são mulheres negras visibiliza essas escritoras e ajuda a oferecer referências de mulheres que mudaram sua trajetória através da escrita e da leitura, falando de si e do seu povo. É a história sendo reescrita e vista por outra perspectiva, que foi negada por muito tempo”, esclarece a professora Railda Neves, mestra em História da África, da Diáspora e dos Povos Indígenas, integrante do Departamento de Ensino e uma das idealizadoras da campanha.
Para a professora, “essa é uma maneira de trazê-las para o centro das discussões, para o protagonismo”.
A iniciativa conta com o apoio da Assessoria de Comunicação da Seduc.
Vivências
A pedagoga Sara Barbosa, diretora da Escola Municipal Dr. Demosthenes Álvaro de Brito, é uma das convidadas.
Para ela, que também é atriz, esta é uma ocasião para oportunizar as mulheres negras a alcançarem outros espaços, uma forma de irem além da força da mão de obra e da invisibilidade a qual são associadas. “O simples fato de ser quem eu sou só foi possível por causa daquelas que vieram antes de mim”, diz a pedagoga.
“São mulheres intelectuais, escritoras, professoras, que fizeram antes esse caminho. Pessoas que possibilitaram a nossa abertura de olhos para o racismo estrutural, para um olhar mais atento ao que a sociedade impõe. Elas nos mostram continuamente que é possível estar ali também”, complementa.
A professora mestre Elizabete Bastos, também da equipe Seduc, destaca que não existem palavras suficientes para explicar o que essa representatividade significa em sua vivência.
“Esse é um valor quase que indizível para nós, palavras que possam explicar o que é esse ato revolucionário. A nossa história tratou de silenciar e invisilizar corpos negros que revelaram protagnismos importantes. Perdemos essas referências que saem do lugar comum, que muitas vezes são ocupadas por pessoas de pele clara”, pontua.
“Agora, eu tenho alguém que fala de si, mas também fala de mim. Me representa enquanto gênero, raça, classe… A partir do seu povo, que também é o meu. Essas mulheres trazem contribuições, através de versos, poesias, teses, livros, uma chuva de palavras e alegrias, que nos dizem: podem até nos machucar, mas não podem nos imobilizar”, ressalta Railda.  I
Indicações
Para conhecer obras desta mulheres, a iniciativa das professoras listou algumas leituras que serão indicadas durante o “Julho da Mulher Negra”.
 
Confira as indicações de livros e autoras negras abaixo: 
Lelia Gonzales – Lugar de negro (1982)  – Festas Populares no Brasil (1987)
Conceição Evaristo – Becos da Memória, 2006 (romance) – Escrevivências – 2016
Carolina Maria de Jesus – Quarto de Despejo (1960) – Onde Estais Felicidade (2014)
Sueli Carneiro   – Escritos de uma vida. – A cor do Preconceito.
Djamila Ribeiro – O que é lugar de fala? 2016 – Pequeno manual antirracista (2019)
Petronilha Beatriz Gonçalves – O Pensamento Negro em Educação no Brasil
Feira de Santana / 24 de julho de 2021 - 18H 18m

Unicred Nordeste faz intercâmbio com Unicred União, de Santa Catarina, para ampliar atendimento digital

Fortalecer os laços, transferir tecnologia, compartilhar conhecimentos. Com esses objetivos, estiveram presentes em Feira de Santana, nesta sexta (23), para um encontro com dirigentes da Unicred Nordeste, representantes da Unicred União, de Santa Catarina. Aqui estiveram o diretor executivo da instituição financeira catarinense, Marcelo Vieira Martins, e o executivo Eduardo Itanauer. Eles dialogaram sobre um modelo de atendimento que satisfaça as necessidades dos clientes face à pandemia, crise que acelerou os procedimentos digitais, para acompanhar uma forçada mudança de hábitos da população.

Na reunião, realizada na sede da instituição, também participaram os diretores executivos Breno Lessa, superintendente, Ângelo Borges, diretor de negócios, que foram acompanhados pela gerente administrativa, Alessandra Cabral, a assessora Ana Paula Silva; o coordenador da unidade digital, Ruan Costa, e a gerente da Agência Kalilandia, Ana Paula Bastos.

Autor do livro “Feito à mão – as pessoas no centro das transformações”, Marcelo Martins conta a história do cooperativismo no país. Ele comandou a equipe que tornou real o conceito de Agência Mais, implantada pela Unicred União, experiência compartilhada em Feira de Santana pela Unicred Nordeste.

O diferencial da Agência Mais é o atendimento humanizado, feito por meio de chat, videochamadas, whatsApp ou telefone, pelo número nacional 4003.2949. “As pessoas se identificaram com humanos com o serviço por saberem que falam com pessoas”, diz ele. É uma agência digital operada à distância por pessoas altamente capacitadas, que apresentam soluções para os questionamentos dos clientes.

Afirma que a equipe de atendentes é preparada para esclarecer todas as dúvidas da clientela em um único contato. Mesmo à distância, os resultados e os níveis de satisfação são semelhantes aos registrados pelas agências físicas. “É um atendimento que resolve porque o nosso pessoal, além de tecnicamente habilitado, tem agilidade no processo eautonomia para trabalhar”, disse o vice-presidente do Conselho de Administração da Unicred Nordeste, Paulo Andrade.

Prestes a completar 25 anos de fundação, a Unicred Nordeste, que mantém a sua sede em Feira de Santana, está executando um ousado processo de expansão, com instalações de agências ou salas de negócios. Além da Bahia, atua em Alagoas, Ceará, Paraíba e Pernambuco, e ainda esse ano, após inaugurar a unidade de negócios em Campina Grande, ampliará sua presença na Região Nordeste com mais duas unidades: uma em Caruaru, a ser inaugurada no mês de setembro e outra, São Luiz, capital do Maranhão, prevista para o final do ano.

Como parte das comemorações do seu aniversário, a Unicred Nordeste assinará em agosto com o Sebrae-Ba um convênio de cooperação técnica para atender a pequenas e médias empresas assistidas pela instituição baiana.

Feira de Santana / 24 de julho de 2021 - 18H 14m

Procuradoria decide por cancelamento do Reda da SEDESO

A Procuradoria Geral do Município (PGM) cancelou a seleção simplificada – Edital nº 01/2021 – para contratação temporária de pessoal em Regime Especial de Direito Administrativo (REDA) que atuaria no programa Criança Feliz. A decisão tomada, com base no parecer de número 843, preserva os princípios da imparcialidade, isonomia e seleção objetiva diante da falta de uma etapa com a realização de prova presencial (objetiva). Segundo Antônio Carlos Borges Júnior, secretário de Desenvolvimento Social (Sedeso), apenas foram feitas duas fases compostas de análise curricular e entrevista, contrariando recomendações constitucionais. Diante dos questionamentos à legalidade do processo simplificado, a PGM decidiu recomendar à Administração Municipal a anulação de todos os atos do REDA. O Programa Criança Feliz não sofrerá prejuízos de continuidade e o Município adotará estratégias de acompanhamento com as equipes do Sistema Único de Assistência Social (SUAS). Ainda, não haverá necessidade de abertura de procedimento administrativo para apurar os fatos, pois os candidatos aprovados não haviam assinado contrato até o momento.

Feira de Santana / 23 de julho de 2021 - 10H 24m

Lei dos 15 minutos: Procon de Feira emite 18 notificações contra bancos

O tempo máximo de espera para atendimento nos caixas eletrônicos, em instituições bancárias, é de 15 minutos. Para outros serviços deve ser de 25. Apesar disso, somente este mês, a Superintendência Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) fez 18 notificações contra instituições bancárias em Feira de Santana, que infringiram a lei municipal nº 3622/2016 – as multas vão resultar, no total, em R$ 190 mil de saldo positivo aos cofres públicos municipais. O que pouca gente sabe, é que esse tempo deve ser contado a partir do momento em que o cliente retira a senha para atendimento – documento que consta o horário exato. É o que esclarece o superintendente do Procon, Maurício Carvalho.

Ele explica que quando há a infração da lei, o cliente deve guardar a senha e exigir, no momento do atendimento, que o bancário registre o horário – isso pode ser feito inclusive na própria senha. Se houver resistência do funcionário, deve procurar o gerente. A denúncia pode ser feita pelo aplicativo do Procon, disponível nas plataformas iOS e Android. A ferramenta permite anexar a foto do documento. Isso pode ser feito também presencialmente, na sede do órgão, localizada na Rua Castro Alves, nº 635, Centro. “Importante destacar que essa situação não se aplica aos atendimentos por agendamento, medida adotada pelos bancos para reduzir os riscos de aglomeração. Isso porque há o horário determinado para atendimento e o cliente pode chegar antes. Também não há registro que comprove a chegada”, explica. A multa para as instituições bancárias que descumprem o tempo máximo de espera varia de um salário mínimo a R$ 3 mi, a depender do histórico de cada empresa e do contexto da situação.

Assembleia / 22 de julho de 2021 - 18H 29m

Feira de Santana pode ser sede do Centro de Treinamento de Canoagem no Lago Pedra do Cavalo

Como incentivo à prática esportiva, o deputado estadual Angelo Almeida (PSB) sugeriu ao governador Rui Costa que determinou à Superintendência de Desportos do Estado a construção de um Centro de Treinamento de Canoagem no Lago Pedra do Cavalo. Na indicação, feita através da Mesa Diretiva da Assembleia Legislativa da Bahia, o parlamentar ressalta que o equipamento deve abrir os municípios de Feira de Santana, Santo Estevão, Antônio Cardoso, Cabaceiras do Paraguaçu, Conceição de Feira e São Gonçalo dos Campos. Além de estimular a prática esportiva, o objetivo é que impulsione também o turismo e a geração de emprego e renda, impactados pela pandemia da covid-19. “O esporte é um poderoso instrumento de prevenção de doenças, combate ao estresse, melhoria da autoestima, memória, auxílio da criatividade e alternativa para uma interação social. Além de contribuir com tudo isso, o Centro pode favorecer o turismo, a geração de empregos e se tornar um espaço também para atletas que já praticam a canoagem em condições não ideias ”, assinala Angelo. O deputado exemplifica com uma história impressionante do atleta olímpico baiano Isaquias Queiroz, que enfrentou desafios e se tornou referência mundial em canoagem. Apenas nos Jogos Olímpicos de 2016 no Rio de Janeiro ele conquistou três medalhas.

Outros equipamentos na Bahia 

Atualmente, existem dois centros de canoagem implantados no estado: um no município de Itacaré e o outro em Ubaitaba. “O Lago de Pedra do Cavalo é um potencial hídrico que pode ser amplamente explorado para a prática de esporte ao ar livre, uma necessidade ainda maior no momento de pandemia que estamos enfrentando”, reforça Angelo.

Feira de Santana / 22 de julho de 2021 - 18H 19m

SMT interdita viaduto da Fraga Maia com a Maria Quitéria nesta quinta à noite

O viaduto Wilson da Costa Falcão que interliga as avenidas Maria Quitéria e Francisco Fraga Maia será interditado, nos dois sentidos, na noite desta quinta-feira, 22, a partir 23h. A medida se faz necessária para continuidade das obras de duplicação. O superintendente municipal de Tânsito, Cleudson Almeida, afirma que os condutores terão rotas alternativas para trafegar pelo local. Os veículos poderão atravessar a avenida Eduardo Fróes da Mota, em ambos sentidos, pelas ruas laterais do viaduto. “Quem vier de bairros, onde o acesso é pela avenida Fraga Maia, criamos rotas alternativas, como as ruas Rodrigo de Freitas e a Franco Manoel da Silva, que saem na rua General Osório, chegando facilmente no Anel de Contorno”, explica. Ele orienta que quem vem pela av. Maria Quitéria e quer ir para o bairro Mangabeira poderá optar pelas ruas Gaivota e Baurú, e depois a rua Tupinambá, no bairro São João. O superintendente afirma ainda que as equipes da SMT vão orientar a população no local. Também foram instaladas sinaleiras para o melhor controle do trânsito nas ruas laterais ao viaduto. A obra de duplicação está sendo realizada pela empresa BSM e segundo informações do superintendente, a previsão é que a obra de duplicação fique pronta em 45 dias.

Feira de Santana / 21 de julho de 2021 - 17H 57m

Vacinação contra Covid será ampliada para pessoas de 36 anos

A aplicação da primeira dose da vacina contra a Covid nesta quinta-feira, 22, será para pessoas de 36 anos ou que vão completar a idade ainda este ano (nascidos em 1985). A vacinação acontece das 8h às 17h, na UniFTC, Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), Unidades Básicas de Saúde (UBSs), na zona rural e distritos e em 21 Unidades de Saúde da Família (USFs) – confira a relação no final da matéria. Para receber o imunizante é obrigatório apresentar RG, CPF e comprovante de residência no nome da pessoa a ser vacinada, de pai ou mãe ou com alguma comprovação de vínculo. Se for aluguel, um documento que comprove a locação. Nos casos em que a residência está no nome do cônjuge ou ex-cônjuge, é necessário apresentar a certidão de casamento ou divórcio. No local da vacinação, equipes de triagem fazem a consulta do cartão SUS para confirmar a lotação em Feira de Santana.

SEGUNDA DOSE

A aplicação da segunda dose também continua para aqueles que estão no período recomendado. A vacinação acontece nas UBSs. Para isso é preciso apresentar a caderneta de vacinação com registro da primeira dose, RG, CPF e comprovante de residência.

Confira a lista das Unidades Básicas de Saúde (UBS):

UBS Cassa / Endereço: rua Frei Aureliano Grotamares, S/N, Capuchinhos.
UBS Subaé / Endereço: rua 2ª Travessa Politeama, S/N, Subaé.
UBS Caseb 1 / Endereço: rua Japão, S/N, Caseb.
UBS Caseb 2 / Endereço: rua São Valentin, S/N, Caseb.
UBS Baraúnas / Endereço: rua Petronílio Pinto, 186, Baraúnas.
UBS Irmã Dulce / Endereço: rua Cupertino Lacerda, 1.759, Brasília.
UBS Mangabeira / Endereço: avenida Tupinambá, S/N, Mangabeira.
UBS Serraria Brasil / Endereço: rua Cupertino Lacerda, 297, Brasília.
UBS Jardim Cruzeiro / Endereço: rua Miguel Calmon, S/N, Jardim Cruzeiro.
UBS Dispensário Santana / Endereço: rua Mercúrio, 320, Jardim Acácia.
UBS Centro Social Urbano (CSU) / Endereço: rua Tostão, S/N, Cidade Nova.

Histórico

2019
set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2018
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2017
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2016
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2015
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2014
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2013
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2012
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2011
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2010
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2009
dez | nov | out | set | ago | jul | jun | mai | abr | mar | fev | jan
2008
dez | nov